Hyundai HB20S 1.6 ganha série limitada Impress

Hyundai / Lançamentos

Hyundai HB20S 1.6 ganha série limitada Impress

São 3 mil unidades, sempre com motor 1.6 e bancos em couro

HB20S - SERIE IMPRESS

Depois do HB20 hatch ganhar a série Spicy, com apelo esportivo, agora o sedã HB20S ganha a série especial Impress. A promessa é de maior conforto e sofisticação, e está disponível sempre com o motor 1.6 16v de 128cv com opção de câmbio manual ou automático. Os preços começam em R$ 53.665.

HB20S - SERIE IMPRESS

Limitado a 3.000 unidades, o HB20S Impress tem bancos de couro perfurados com costura cinza, volante com regulagem de altura e profundidade, retrovisores elétricos com repetidor de seta, sensor de estacionamento, vidros elétricos com acionamento one-touch nas quatro portas, chave canivete e faróis com acendimento automático. Ainda ganha rodas de liga leve diamantadas de 15”, acabamento cromado nas maçanetas e emblema Impress nas laterais.

HB20S - SERIE IMPRESS

A central multimídia blueMediaTV, com tela de 7”, TV digital e Bluetooth, mas sem navegador GPS, é de série. Com o câmbio automático de quatro marchas o preço da série passa a R$ 57.225.

HB20S - SERIE IMPRESS

  • Supernescau

    Sempre foi repetido que este visual carregado da Hyundai cansava com o tempo. A conclusão que chego vendo novamente a foto deste carro é: realmente isso é verdade. Em um primeiro momento um HB20 pode parecer mais bonito que um Fox (estou sendo teórico), mas com o tempo o Fox tende a “continuar bonito” por mais tempo.

  • Leonardo Mendes

    Queria entender qual a dificuldade de incluir o navegador no pacote de equipamentos.
    Pagar quase R$ 54.000,00 e não ter esse item, me desculpem, é sacanagem da grossa.

    • DeathMagnetic

      Pois é, é que é o seguinte, o carro foi feito para paulista, que ficam 3 horas por dia parado no trânsito, ai TV digital e Bluetooth é mais importante, afinal, GPS pra que? Vai ficar mostrando tu parado mesmo.

      São coisas tão básicas que realmente não entendo a dificuldade de engenheiros e marketeiros compreenderem, EU PRECISO DE UM GPS, muito mais importante do que ver a Ana Maria Braga no carro.

      Eu sinceramente não duvido que a ideia parte de alguém em um escritório fechado no alto do quadragésimo andar da capital paulista, o cara olha para fora e pensa, bom, TV e bluetooth é mais importante que GPS né.