Yamaha prepara novas Teneré 250 e MT-03

Segredos / Yamaha

Yamaha prepara novas Teneré 250 e MT-03

Aventureira chega ao mercado em breve, mas naked não tem previsão

Yamaha em dose dupla (3)
O mercado de motos não vive seu melhor momento no Brasil. Mesmo assim, as fabricantes seguem atualizando suas linhas e trazendo novidades. A Yamaha decidiu levar isso a sério e prepara ainda para este ano – ou, no mais tardar, no ano que vem – dois importantes lançamentos: a nova MT-03 e a Teneré 250. Yamaha em dose dupla (4)O fórum Teneré Club divulgou imagens de catálogo da nova aventureira da Yamaha, revelando o modelo por completo. E o material revela que as alterações vão além de uma nova traseira. Além da nova rabeta, que ficou mais bonita e robusta, haverá lanterna de LED, e um bagageiro integrado, além de novas alças de apoio em alumínio e protetor de escapamento preto fosco, compondo um estilo muito mais interessante. Os piscas agora serão brancos, e, complementando o pacote de mudanças, vem também um novo painel, com todas as informações digitais (antigamente o conta-giros era analógico). Outra mudança que ficou dentro do esperado, mas que não deixa de ser uma novidade, é um novo coração para a pequena aventureira. Chega agora o motor BlueFlex emprestado da Fazer 250, bicombustível, que deve manter os 21 cv a 8 mil rpm de potência e o torque de 2,1 kgfm a 6.500 rpm. As opções de cor para a nova moto serão branca, marrom, azul e cinza, incluindo novos grafismos no tanque. A linha 2016 da Ténéré, com todas as novidades apresentadas, deverá ter preço na faixa dos R$ 14,5 mil, e não deve tardar a chegar às concessionárias, estando nela ainda este ano.

Fazendo frente

Yamaha em dose dupla (2)
Depois da MT-07 e MT-09, outra moto da mesma série da Yamaha também está para ser lançada, é a nova MT-03. O modelo já foi flagrado na Indonésia. Esqueça qualquer comparação com a antiga MT-03, que usava o monocilíndrico de 600cc³ da XT: a nova moto terá apenas o mesmo nome, mas o conceito será completamente diferente Em relação à esportiva YZF-R3 (que, por ora, não é vendida por aqui), ela deve ter uma posição de pilotagem mais ereta, graças ao guidão e manoplas distintos e alguns detalhes mais gentis para um eventual garupa, embora tanto o chassi quanto o motor bicilíndrico em paralelo de 321cc³, 42 cv de potência e 3,06 kgfm de torque permaneçam intactos.
image
Para o mercado nacional a naked de baixa cilindrada cairia como uma luva, uma vez que ela rivalizaria diretamente com modelos como Honda CB 300R e Kawasaki Z300, sem falar da KTM 390 Duke que está por vir. A nova Yamaha deve dar as caras no Salão de Milão, em novembro, com início das vendas na Europa programado para o começo de 2016. Existe a possibilidade da pequena naked vir até mais cedo. No mercado nacional, ainda não há confirmação da seu lançamento.