Em crise, indústria automobilística registra queda de 18,5% na produção

Emplacamanetos / Mercado / Vendas

Em crise, indústria automobilística registra queda de 18,5% na produção

A exportação de veículos, porém, cresceu até 96,8%

industria 2

A Anfavea (Assosiação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) divulgou na última segunda-feira (6) o balanço da indústria automobilística referente ao mês de junho. Apresentados juntos dos resultados do acumulado do primeiro semestre de 2015, o números preocupam a economia pela retração de 18,5% em relação ao mesmo período de 2014.

Segundo a Anfavea, a produção no sexto mês de 2015, 184 mil veículos, teve queda de 12,5% quando comparada com o mês de maio, quando foram produzidos 210,4 mil unidades. Os números caem ainda mais quando a comparação é feita com o mês de junho de 2014, quando 215,9 mil carros foram produzidos. A baixa neste caso chega a 14,8%. Com isso, o acumulado de 2015 representa 18,5% a menos que o mesmo período de 2014, sendo 1,27 milhão contra 1,56 milhão de veículos produzidos no primeiro semestre do ano passado.

industria

A exportação, porém, refletiu de forma inversa. Em junho de 2014 foram exportadas 24,4 mil unidades, enquanto no mesmo período deste ano o número cresceu para 40,8 mil, 96,8% a mais. Quando comparados os primeiros semestres de 2014 e 2015, o número subiu de 169,3 mil para 197,3 mil veículos exportados, um crescimento de 16,6%.

Um dos principais reflexos da queda da produção se deve à crise enfrentada pelo Brasil, onde mais de 35 mil trabalhadores já foram afetados, sendo por demissões, férias coletivas ou lay-off, uma espécie de afastamento contratual. “O País passa por um cenário de baixa confiança dos investidores e consumidores, restrição ao crédito e expectativa pela conclusão dos ajustes na economia”, relatou Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea.