Esta é a nova Toyota SW4 2016

Lançamentos / Toyota

Esta é a nova Toyota SW4 2016

SUV ganha personalidade, tecnologia e promete conforto

1596463345286305520

Enquanto você dormia a Toyota Austrália apresentava a nova geração da Hilux SW4, por lá conhecida como Fortuner. O utilitário acompanha os mesmos avanços técnicos da nova geração da picape Hilux, mas usa o design para reforçar sua busca pela independência da picape. O lançamento no Brasil é certo para o início de 2016.

20564282821491130850

O chassi é novo e garante aumento discreto em comprimento e largura. Agora são 4,79m (+ 9cm), 1,85m de largura (+ 1cm), 1,83m de largura (- 2cm) e 2,74m de entre-eixos (igual). Tamanho nunca foi problema para o SW4, que permanece com opção de sete lugares e promete estar mais confortável por ter trocado a suspensão traseira com eixo rígido por um sistema independente do tipo 5-link.

4375206201242787329

Só que os designers da Toyota se esforçaram para fazer um carro bem diferente da Hilux. No SUV a frente é mais pontuda, com grade pronunciada interligada aos faróis estreitos e com a tomada de ar inferior interligando os faróis de neblina. Na lateral, a coluna ‘C’ larga caracterísca do SW4 foi trocada por um corte agressivo na linha de cintura, esta delimitada por um friso cromado. As lanternas traseiras estreitas e interligadas por uma régua cromada garante à retaguarda o posto de parte mais bonita desta nova geração do SW4.

1941208249792611430

A diferença continua no interior, revelado em flagra. Quadro de instrumentos e volante são compartilhados com a picape, mas o console é bastante diferente, com central multimídia e comandos do ar-condicionado em posição vertical e sem serem voltados para o motorista. Versões mais caras passarão a contar com chave presencial e auxílio de partida em aclives e de descida em rampas.

819114408555803121

Já no powertrain os dois Toyotas compartilham o mesmo motor e câmbio. Entra em cena o novo 2.8 turbodiesel de 177cv a 3.400rpm e 43kgfm de torque a partir dos 1.600rpm na versão com câmbio manual e 46kgfm de torque a 1400rpm quando com câmbio automático de seis marchas. Este será o conjunto mecânico do modelo no Brasil em sua versão mais cara, e ainda terá o 2.7 Flex de 163cv. O lançamento no Brasil – chegando importado da Argentina – é esperado para o início de 2016.

18241776172016083458

FT