Renault Talisman é revelado e prepara a aposentadoria do atual Laguna

Lançamentos / Renault

Renault Talisman é revelado e prepara a aposentadoria do atual Laguna

Sedã tem estilo elegante e versão de luxo Initiale Paris

renault_talisman_25 (Copy)

Depois da divulgação de enigmáticos teasers e do vazamento de imagens do modelo, a Renault apresentou oficialmente o novo Talisman. O sedã substituirá de uma só vez os atuais Latitude e Laguna, ambos desconhecidos do mercado brasileiro, onde o Talisman também não chegará.

renault_talisman_21 (Copy)

Logo de cara o visual mostra a evolução do Talisman em relação a seus “antepassados”. O modelo adota a atual linguagem de design da Renault se aproximando da minivan Espace, com traços elegantes e pequenas doses de ousadia. Na dianteira, destaca-se a característica grade da marca com acabamento cromado e o grande losango da Renault ao centro. O conjunto de iluminação tem faróis integralmente em LEDs com luzes diurnas que descem pelo para-choque em uma peça avulsa.

Atrás, apesar do aspecto sóbrio dado pelas linhas sólidas e horizontais, o Talisman ousa com as grandes lanternas que avançam até o centro da tampa do porta-malas com iluminação total em suas bordas e efeito 3D. Na configuração de luxo Initiale Paris as rodas são de 19 polegadas.

renault_talisman_31 (Copy)

Por dentro a mistura de materiais como couro, madeira e plásticos de aparente boa qualidade é interessante. O desenho, porém, não surpreende. No mais, o modelo tem quadro de instrumentos digital, freio de estacionamento elétrico, partida do motor por botão, head-up display, bancos dianteiros com ajustes elétricos, aquecimento, massageador e memórias de posição. Nas configurações mais baratas, a central multimídia é representada por uma tela de 4,2 polegadas, enquanto as mais caras trazem o sistema R-Link com tela vertical de 8,7 polegadas e esquema de áudio com 13 alto-falantes da marca Bose.

renault_talisman_20 (Copy)

O sedã terá cinco opções de motorização na Europa. Serão duas a gasolina TCe turbo 150 e 200, ambas auxiliadas pela transmissão de dupla embreagem e sete marchas. Já as abastecidas a diesel serão três. O primeiro motor será um dCi 110 seguido de um dC 130. Estes poderão ser acoplados com câmbio manual de seis marchas ou automático de sete. Por fim, a maior potência virá do dCi 160 bi-turbo, sempre com transmissão de dupla embreagem e seis velocidades.