Este é o novo Honda Civic 2016

Honda / Lançamentos / Segredos

Este é o novo Honda Civic 2016

Design inovador e motorização turbo estão entre as novidades

15849145231461206687

De tão importante, a nova geração do Honda Civic ganhou apresentação exclusiva em Los Angeles ao mesmo tempo que o Salão de Frankfurt acontece na Alemanha. É a reinvenção do modelo, que após 10 gerações praticamente se transforma em um cupê de quatro portas. E os preparativos para a produção nacional em 2016 já começaram.

1426853332128689844

Agora o sedã tem todo um jeitão de cupê de quatro portas e, não bastasse o design completamente diferente, a parte técnica também tem mudanças relevantes, como a adoção de motor turbo e câmbio CVT.

Repare no teto. O caimento está mais acentuado e praticamente se integra ao porta-malas. A traseira alta acolhe bem os prolongamentos das lanternas, que passam a ter formato de bumerangue. A capacidade do porta-malas aumentou 73 litros assim. Na frente, a grade cresceu e agora integra os faróis por meio de uma barra cromada. O capô está mais alto e curvado, o que dá ao Honda ares de BMW Série 3. A ligação entre ele e o para-brisa ficou mais definida também.

16-Civic-3

Não parece um Honda Civic, é verdade. Principalmente quando vemos que o painel perdeu o quadro de instrumentos de dois andares, característica que marcante do sedã há 10 anos. O formato de cockpit – com posição de dirigir baixa e comandos bem próximos das mãos do motorista – será mantido, mas velocímetro e conta-giros são reunidos em um só compartimento.

16-Civic-4

E sob o capô curvado há grandes mudanças. O motor 1.8 i-VTEC sai de cena nas versões básicas, substituído pelo 2.0 i-VTEC flex de 155cv e 19,5kgfm. Nas versões mais refinadas, o novo 1.5 de quatro cilindros com turbo e injeção direta flex que pode render mais do que os 204cv e 26,5kgfm dá o tom. Fica no mesmo patamar do Volkswagen Jetta TSI e coloca em xeque o Civic Si, com 206 cv e 23,4kgfm.

16-Civic-5

Algo que é inevitável é a aposentadoria do câmbio automático de cinco marchas. Entra em seu lugar o câmbio CVT que simula sete marchas, o mesmo do HR-V, com sexta e sétima marcha funcionando como overdrive, para reduzir os giros em velocidade de cruzeiro.

16-Civic-9

Para os críticos da suspensão traseira por eixo de torção, novidade: agora o Civic tem conjunto independente multi-link na traseira, com subchassi ultra-rígido e barras estabilizadoras. Credita-se ao uso de aços de alta resistência o fato do novo chassi ser 25% mais rígido.

E quando chega ao Brasil? Em breve, em abril de 2016 segundo estimativas. O carro já foi flagrado em testes no Brasil e depende da adaptação do motor 1.5 turbo para o álcool.