Recalls / Volkswagen

Volkswagen Amarok tem recall no Brasil por fraude em motores

“Dieselgate” já atinge cerca de 11 milhões de veículos no mundo

Amarok 2016

A Volkswagen anunciou o recall de 17.057 unidades da Amarok no Brasil. A campanha se deve à fraude no software da motorização 2.0 turbodiesel da picape, que modifica os números de emissões de poluentes. O escândalo tem feito com que a VW passe pela pior crise de sua história, uma vez que a adulteração envolve 11 milhões de carros espalhados pelo mundo todo.

O dispositivo, instalado ilegalmente nos motores, faz com que os números de emissões sejam menores do que realmente são, burlando assim as rígidas leis americanas e europeias. No Brasil, a fabricante não tem a obrigatoriedade de convocar um recall, mas fará mesmo assim a partir do primeiro trimestre de 2016. Estão convocadas unidades 2011 e 2012, as quais seus proprietários receberão cartas alertando acerca do reparo. Para maiores dúvidas, a Volkswagen do Brasil disponibiliza o telefone 0800 0195775.

Veja abaixo os chassis participantes:

Amarok 2011: chassis de BA000257 a BA000338
Amarok 2011: chassis de B8000200 a B8082605
Amarok 2012: chassis de CA001950 a CA206145

  • Alecs

    Quando junta a empresa criada por Hitler com executivos que passaram ou influeciaram pelo modus-operandi brasileiro,dá nisso:VOLKSWAGEN A.G.

  • Elizandro Rarvor

    Tá, e agora? O que acontece com estes motores? Retirar o software fraudulento é uma coisa, mas para chegar aos limites corretos, estes motores provavelmente perderão potência, não ?

    • Willian Alexandre

      Não se sabe se o escândalo também tem relação aos carros brasileiros. De qualquer forma, acho o recall necessário.
      Agr, se vão ter que recalibrar, “são outros 500”

      • Elizandro Rarvor

        Claro que se sabe, por isso que estão realizando o recall, os motores envolvidos estão presentes nas Amarok 2011 a 2012.

        O que me questiono é e a potência? E o torque destes motores? Como ficam após o remapeamento?