Citroën revela as primeiras imagens do novo AirCross

Citroën / Lançamentos

Citroën revela as primeiras imagens do novo AirCross

Aventureiro ganha design futurista inspirado no crossover C4 Cactus

Citroen-C3-Aircross-2016-620x439

A Citroën revelou as primeiras imagens oficiais do novo AirCross. Com visual renovado, o aventureiro urbano deve chegar às lojas no mês de dezembro com preços semelhantes aos atuais, que abrangem a faixa de R$ 60 mil a R$ 70 mil.

Apesar de ser apenas uma reestilização, o novo design do AirCross apresenta grande evolução. Inspirado pelo crossover C4 Cactus, que tem sua vinda ensaiada ao Brasil, grande parte das mudanças do modelo são na dianteira. Os faróis ficaram menores e agora se integram com a grade, que aderiu ao recente logo da Citroën com cantos mais arredondados. A exemplo do C3, há LEDs diurnos logo abaixo dos faróis. O para-choque e a grade também são novos.

novo-aircross-2016-2-620x365

Na parte de trás, o novo AirCross deverá seguir sem grandes mudanças. Ainda sem imagens reveladas, o monovolume terá lanternas com novos arranjos internos e para-choque levemente redesenhado. Tudo aponta que o modelo terá uma inédita versão sem o estepe pendurado na traseira. O interior também tem chances de passar por mudanças, ainda desconhecidas.

As mudanças mais esperadas, porém, não deverão vir. A marca não confirma mudanças mecânicas para o modelo, que poderá permanecer com o motor 1.6 e os câmbios manual de cinco velocidades e automático de quatro. Rumores apontam para a adoção da mesma transmissão de seis velocidades presentes no C4 Lounge.

  • Supernescau

    Tem tamanho similar ao Renagade, com comprimento maior e entre-eixos menor. Para andar exclusivamente na cidade e sem me preocupar com desvalorização, escolheria o AirCross completo. O câmbio de 4 marchas vai bem na cidade e a maioria das críticas é de “ouvir falar”.

    • Darlon Anacleto

      Sim, o povo age feito papagaio. No meu terceiro Peugeot, minha única queixa é por conta da suspensão seca e das buchas/bieletas que sofrem em estradas ruins. Mas trocá-las não é caro e o carro (307) retribui com muito conforto, acabamento e segurança.