Sustentabilidade / Tecnologia

Acelerador ativo da Bosch promete economia de combustível

A ideia é fazer o motorista sentir como dirigir de forma eficiente

bosch_connected_mobility_active_gas_pedal_stage

Econômetro, indicador de mudança de marcha, alertas sonoros e dicas no computador de bordo são algumas formas que fabricantes usam para indicar aos motoristas a forma mais econômica de conduzir seus carros, mas nem sempre resolve. Mas a Bosch culpa seu pé direito (de chumbo, certamente) por 1/4 do consumo do carro e quer contornar isso com um pedal de acelerador inteligente.

bosch_connected_mobility_active_gas_pedal_functioning-1

Calma, eles não pretendem reduzir ainda mais o tempo de resposta dos aceleradores eletrônicos. A ideia por trás do chamado Active Gas Pedal é usar pequenas vibrações, toques ou pressão contrária no pedal para alertar quando o pedal está sendo levado longe demais. Para isso, um processador cruza outras informações do carro, como marcha, velocidade e rotação, o que também permitiria usar o pedal para alertar o momento exato para troca das marchas.

No final, a economia de combustível chegaria a 7%, de acordo com fabricante alemã. Em outras palavras, seu pé passaria a ter apenas 18% de culpa sobre o consumo – e agradecerá por isso, certamente. “O pedal diz ao motorista quando as curvas da economia e aceleração se cruzam”, explica Stefan Seiberth, presidente da divisão de Sistemas de Gasolina da Bosch. Isso teria importância ainda maior em carros híbridos.

Bosch-gas-pedal

Mas a tecnologia pode ter grande aplicabilidade junto a outros sistemas do carro. Por ser o pedal que quase nunca é abandonado quando se conduz o carro, poderia ser integrado a sistemas de aviso de colisão, e vibrar para alertar do perigo de continuar acelerando. Junto ao GPS, seria capaz de alertar sobre curvas acentuadas a frente e, caso tenha câmera capaz de ler placas de trânsito, alertaria quando a velocidade máxima for ultrapassada. Agiria da mesma forma ao se desligar o limitador de velocidade.

É algo menos invasivo que alertas sonoros. E o melhor de tudo é que, se você achar tudo isso muito estúpido, poderá desligar as vibrações com pressão extra do pedal. A Bosch diz que a tecnologia estreia nas ruas em 2017, mas sem previsão para chegar ao Brasil, seja em veículo nacional ou importado.

 

 

  • Alexander NotTheKing

    Quanto desespero, mas é válido.

    Recentemente uma reportagem na tv local fez um teste com um motorista em um FIAT Uno 1.0. O cara conseguiu a proeza de fazer 6,7 km/l com etanol na cidade em um trecho de 8 km. Ai um especialista fez o mesmo trajeto, gastou 10 segundos a mais e fez a média de 9,5 km/l e ainda pegou dois sinais fechados a mais que o motorista/piloto.