C88 Weissach: quando a Porsche pensou em um sedã para a China

Curiosidades / Porsche

C88 Weissach: quando a Porsche pensou em um sedã para a China

Compacto de baixo custo era modesto e seguro, mas não emplacou

porsche-c88-weissach (1)

Quando se fala na Porsche, a primeira imagem que vem à cabeça é a de esportivos de alta performance perfeccionistas, luxuosos e que tentam manter a tradição de motor boxer e tração traseira. Mas, bem antes de apostar em excentricidades como Cayenne, Panamera e Macan, a Porsche criou um carro que fugia completamente das esferas de luxo e performance: um sedã compacto para a China.

porsche-c88-weissach (2)

Em apenas 4 meses os engenheiros do centro de desenvolvimento da Porsche em Weissach desenvolveram um sedã compacto de qualidade, em resposta ao convite do governo chinês para as fabricantes ocidentais desenvolvessem aquele que seria o carro ideal para a China do início dos anos 90. O objetivo seria atender aos anseios de uma humilde família local. Um Logan ou Etios quase 20 anos antes, basicamente.

porsche-c88-weissach (1)

O modelo foi batizado de Porsche C88 Weissach, “C” de China e 8 o número da sorte para os chineses, aparecendo duas vezes. Sob a forma de conceito, ele foi revelado ao mundo no Salão de Pequim de 1994. Seria equipado com um motor 1.1 a gasolina de 68 cavalos de potência, que o faria atingir a máxima de 165km/h. A engenharia da marca havia chegado a um carro simples, modesto, seguro e fácil de ser montado. Mas passou longe de ser bonito…

porsche-c88-weissach (9)

A Porsche tinha intenções de produzir o C88 na China para vendê-lo sob a bandeira de uma sub-marca, mas até hoje o governo chinês exige que para uma fábrica se instalar por lá, ela deve se associar a uma fabricante local. Aparentemente, foi esse o motivo de o projeto não ter ido para a frente.  Além do mais, o carro não foi bem aceito pelos chineses – nem pelos indianos, que seriam apresentados ao C88 em 1995.




porsche-c88-weissach (3)

E mesmo que a Porsche só tenha passado a vender seus carros na China de forma oficial em 2001, hoje tem o país como um de seus principais mercados. Só de janeiro a junho do ano passado foram 29.335 carros entregues naquele mercado. E todos de alto valor agregado e grande margem de lucro. A Porsche certamente está contente com isso.

porsche-c88-weissach (5)

Enquanto isso, o C88 Weissach é uma atração humilde e curiosa do museu da marca, em Stuttgart, parecendo um asiático perdido em meio aos esportivos e carros de corrida.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Criações Porsche

lada_samara

O departamento de engenharia da Porsche não limita seus esforços apenas ao desenvolvimento de carros para a própria marca. Lembra do problemático Lada Samara, que fez algum sucesso no Brasil logo na na era da abertura das importações? Ele foi desenvolvido pela Porsche a pedido da Avto Vaz, em 1984, e tinha como objetivo substituir o Laika.

autowp.ru_chevrolet_zafira_36

Mas a Porsche também já desenvolveu carros muito bons, como é o caso da Chevrolet Zafira. A Opel – braço europeu da GM – teria encomendado o projeto por não ter experiência com monovolumes. Terminou que, no final, a Opel e a Chevrolet ganharam um dos modelos mais geniais do segmento.

audi_rs2_1

Você também pode colocar na conta da Porsche o Audi RS2, um Audi 80 Avant com motor 2.2 20V preparado pela Porsche para render 315cv, o motor V2 da Harley-Davidson V-Rod e também o motor 1.7 de 105cv da primeira geração do Seat Ibiza.

  • Razyr Wos

    Até o Zafira? Meu Deus…eu sabia que o departamento de engenharia deles já havia (co-)desenvolvido alguns projetos pra outras marcas, como o próprio Mercedes 500E W124, um lobo em pele de cordeiro…mas o Zafira é notícia nova pra mim…o.O

  • Darlon Anacleto

    Curioso usar o argumento de que não é um carro bonito. Para a época, deveria ser bem atraente e, aparentemente, bem melhor acabado que muito popular chinês (e brasileiro) atual.

  • Mumm Rá

    Porsche é Porsche

    Gostaria muito que tivessem produzido o Karisma

  • Jorge Osório Cortese Magalhães

    O painel era melhor do que o do Etios! Kkkkk!

    • Pedro Cunha

      Não só o painel. O carro todo. Dá um baile em Etios, Logan(1º g), Classic… Sem contar a assinatura da projeto…!

  • rodrigosr

    Zafira é um Porsche???
    E desde quando a Porsche tinha experiência com monovolumes?

  • pedro rt

    isso me fez lembrar sem querer de outra historia q praticamente ninguem conheçe no brasil, o CHEVROLET MONZA, ele surgiu inicialmente em 1978 por um projeto da mercedes-benz “isso mesmo q vcs leram” ele era o “embriao” da 1° geracao do classe C, mas os executivos de alto escalao da marca nao gostaram do carro e venderam o projeto a opel q o comprou em 1979 e desenvolveu o carro ate chegar ao seu lançamento na europa em 1981.

    • Pedro Cunha

      As semelhanças de proporções da classe C w123 não são á toa.
      Devem lembrar das modificações feitas nos anos 80(com acabamentos e painéis legítimos mercedes) nos Monzas sedã.

    • Antonio Sergio

      Esqueça essa história (seria estória?). A GM, então proprietária de diversas marcas, tais como Opel, Vauxhall, Cadillac, Buick, Oldsmobile, Pontiac, Chevrolet, Holden, entre outras, desenvolveu o que seria o seu primeiro modelo mundial. No Brasil foi o Monza, na alemanha foi o Opel Ascona, na Inglaterra foi o Vauxhall Cavalier. Houve até um modelo Cadillac, o Cimarron. Então vai uma historinha: quando lançaram o Chevrolet Opala com a reestilização de 1980, os vendedores da marca diziam que tinha ficado a “cara” do Mercedes. É fixação que só Freud para explicar. Dessa forma, dentro dos mais de cinquenta anos que acompanho a história da indústria automobilística, te digo que isso “que praticamente ninguém conhece no brasil”, não passa de fábula.