Nova Yamaha R1 custa a partir de R$ 125.990

Lançamentos / Yamaha

Nova Yamaha R1 custa a partir de R$ 125.990

Importada do Japão, esportiva tem preços salgados

yamaha-yzf-r1-2015_04

Apresentada no final de 2014, a nova geração da Yamaha R1 desembarca no Brasil nos próximos meses. Mas a fabricante já divulgou os preços que serão praticados para as primeiras unidades encomendadas e que chegarão importadas do Japão: começam em R$ 125.990, enquanto a R1 60th Anniversary Edition (que comemora os 60 anos da Yamaha) sai por R$ 131.500 e a R1-M, preparada para as pistas, custa R$ 169.990.




Yamaha-R1-01

O preço é alto devido a cotação do dólar (a R1 é fabricada no Japão). Sua principal concorrente, a BMW  S 1000RR, é montada em Manaus (AM) e custa a partir de R$ 75.900.

 R1 60th Anniversary Edition

R1 60th Anniversary Edition

Nesta nova geração, a Yamaha R1 tem faróis de LED posicionados bem baixos na carenagem, com mais LEDs acima deles e luzes de direção (também de LEDs) nos retrovisores. Completando o estilo, agora as rodas e o subchassi traseiro usam magnésio, e o painel é todo digital.

51340-yamaha-yzf-r1-2015 (22)

O motor também é novo. Denominado CP4, ele tem quatro cilindros, 16 válvulas e 998 cilindradas. Mais leve e estreito, ele agora tem bielas e válvulas de admissão de titânio, que também é o material de que é feito o escape, além de pistões forjados. Gera 200 cv a 13.500 RPM e 11,5 kgf.m a 11.500 RPM. O câmbio é manual sequencial de 6 velocidades.

452MUNDOMOTO_YAMAHA_R12015_16

A R1-M tem itens especiais como carenagem de fibra de carbono, tanque e balança traseira polidos e controle eletrônico de suspensão da marca Öhlins como principais diferenças.Não falta a nenhuma versão tecnologias como controles de tração, largada (para aceleração rápida com mínima perda de tração) e empinada (evita o levantamento da frente). Um sistema de medição inercial em seis eixos permite à central perceber como a moto está sendo pilotada, incluindo inclinação lateral e longitudinal e a rotação de ambas as rodas, e os freios são combinados (acionar o dianteiro aciona o traseiro também) com dutos do sistema de aço inox.

  • V12 for life

    A diferença é tão pequena que da pra levar a S1000 R com o troco.