Scion / Segredos

Toyota declara o fim da marca Scion

Toda a gama de modelos será absorvida pela Toyota no final do ano

scion_mixed_3

Quando criou a Scion em 2002, a ideia da Toyota era se aproximar de um público mais jovem nos Estados Unidos e no Canadá. Agora, passados 13 anos, a fabricante japonesa decidiu encerrar as atividades da Scion e transformar todos os seus carros e concessionários em Toyota e uma das justificativas é bastante contundente: a média de idade dos clientes hoje é de 49 anos.

scion_mixed_6

Sem seguir a proposta inicial, que era ser, de certa forma, a diferentona descolada e ligada em tendências, a marca será encerrada. O vice-presidente responsável pelas operações da Toyota diz que se trata apenas de mudança de símbolo e de marca. Se os modelos iA (um Mazda2 de quatro portas), iM (“irmão” do Toyota Auris) e FR-S (“irmão” do Toyota GT86 e do Subaru BR-Z) vendem para senhores de meia-idade, não há problema algum em colocar o logo da Toyota neles. O crossover C-HR, apresentado como conceito em novembro no Salão de Los Angeles, será lançado como Toyota – igual ao resto do mundo.



Mas os Scion também já não vendiam tão bem quanto antes. O ano de maior vendagem da marca foi 2006, com 175 mil emplacamentos, caindo para apenas 56 mil em 2015.

autowp.ru_scion_mixed_1

  • Alexandro Henrico von Mann

    Nunca entendi essa Scion. Enfim, ao menos o povo não vai ficar órfão…