Nissan GT-R fica ainda mais potente no Salão de Nova York

Lançamentos / Nissan / Salão de Nova Iorque

Nissan GT-R fica ainda mais potente no Salão de Nova York

Motor V6 3.8 do Godzilla agora rende 572 cv

A Nissan aproveitou o Salão de Nova York para mostrar o renovado GT-R 2017. O modelo, que estreia no evento norte-americano, tem novo visual, mas o mais importante está escondido sob o capô. O motor V6 de 3.8 litros agora gera 572 cv de potência, 20 cv a mais que o modelo anterior. É a primeira vez que a marca japonesa faz alterações mais significativas no superesportivo, que chegou em 2007 e tem uma nova geração prevista para 2020.

2017_nissan_gtr__39

Redesenhado, o “Godzilla” tem nova frente, com nova grade cromada e aparência mais próxima à atual identidade visual da Nissan. O capô recebeu um reforço estrutural para melhorar a estabilidade em velocidades mais elevadas. O para-choque também tem novo desenho e é acompanhado por defletores que ampliam a agressividade do monstro japonês.

Com perfil esguio mantém a aparência de carro de corrida. As soleiras laterais foram alargadas para aumentar o fluxo de ar. E a traseira do carro também passou por mudanças. Os quatro faróis traseiros em formato de anéis, característicos do GT-R, permanecem. O grande aerofólio e as ponteiras de escapamento quádruplo se destacam, e a linha de cintura que separa a seção preta inferior do restante foi aumentada para dar um olhar mais amplo a partir da parte traseira. Segundo a Nissan, as alterações estéticas foram feitas com o propósito de diminuir a resistência aerodinâmica, mas com a mesma quantidade de força descendente na traseira e na dianteira.

O interior condiz com um carro esportivo e caro. O painel e o quadro de instrumentos são cobertos com couro e todos os comandos são orientados para o motorista. O console foi simplificado. Agora, em vez de 27 botões, são apenas 11, que controlam os sistemas de navegação e entretenimento. Uma tela sensível ao toque de oito polegadas completa a ornamentação. O volante também é novo e conta com borboletas para trocas de marchas manuais.

Mas é no motor que se encontram as principais novidades do Godzilla 2017. O V6 3.8, de 24 válvulas biturbo, entrega 572 cv a 6.800 rpm e 64,5 kgfm de torque, que tem agora uma curva mais plana. Ele vem acoplado a um câmbio de seis marchas, de dupla embreagem e com menos ruído. O que não significa que o monstro não faça barulho. O característico som do GT-R também foi atualizado e conta com novos silenciosos de titânio e o sistema Active Sound Enhancement (ASE), que aumenta a intensidade do “rugido” dentro da cabine.

Ainda não há uma data confirmada para o início das vendas no Brasil. As importações oficiais do superesportivo foram confirmadas ainda em 2015 pela própria Nissan. No entanto, até o momento, a marca informou apenas que o Godzilla estará disponível este ano.