Salão de Genebra / Toyota

Toyota C-HR tem três opções de motores, mas só uma interessa o Brasil

SUV compacto é cotado para o Brasil em 2018

New-Toyota-C-HR-1

Esse SUV com linhas exageradas ousadas é chamado de Toyota C-HR e é um dos carros que mais interessam o Brasil dentre os que estão no Salão de Genebra deste ano. O próprio nome entrega que seu principal concorrente é o Honda HR-V e, por tabela, Jeep Renegade, Ford EcoSport, Chevrolet Tracker e, futuramente, também o Nissan Kicks e o Renault Captur. Depois de mostrar o carro, a Toyota falou um pouco mais da parte técnica dele.

New-Toyota-C-HR-8

Nada de fotos do interior ou mesmo dimensões. A fabricante japonesa só quis entrar em detalhes no que diz respeito a motores e transmissões. A plataforma é a TNGA (de Toyota New Global Architecture), mesma do Prius, quem lhe empresta o principal conjunto mecânico, formado pelo 1.8 a gasolina de ciclo Atkinson (que promete 40% de aproveitamento energético, contra 30% dos Diesel e dos 20% dos Otto convencionais) combinado a um motor elétrico e que rende 122 cv. Por este conjunto híbrido, a Toyota diz que o C-HR não tem qualquer concorrente.

New-Toyota-C-HR-3

Mas a versão de entrada tem garantido o motor 1.2 turbo de 117 cv, mesmo adotado no Auris, que pode se combinar a um câmbio manual de seis marchas ou um CVT. Mas o que realmente interessa o Brasil é a configuração do Toyota C-HR que será oferecida apenas fora da Europa: o 2.0 a gasolina com câmbio CVT. É o mesmo conjunto do Corolla vendido por aqui. O que se conta é que o C-HR ganharia produção nacional entre 2017 e 2018.

New-Toyota-C-HR-7

Porém, por enquanto a única linha de montagem confirmada para o C-HR está na Turquia, de onde será enviado para a Europa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Pedro Cunha

    Mistura de HR-V, new Civic Hatch e frente do Mirai.
    Ao meu ver, totalmente ESTERCOSO!!!!

  • Airplane

    Tomara que venha mesmo para brigar com o SUVs compactos premium (HR-V, Renegade, ix25 – Creta, etc.). Vai ser uma boa briga!