Chevrolet / Latin NCAP

Chevrolet decepciona e fica com zero em teste de segurança

OD0916CSA1_oncrash (4)

Os mais recentes resultados divulgados pelo Latin NCAP deixam claro um fato alarmante: o descaso de algumas “gigantes” da indústria automotiva com os mercados latino-americanos. Enquanto na Europa e nos Estados Unidos as fabricantes se desdobram para conseguirem se enquadrar nos mais rigorosos testes de segurança, os carros vendidos por aqui acumulam resultados ruins. Os “destaques” da vez são a Chevrolet e a Ford.

O relatório revelado pela entidade diz que os testes “continuam a expor alguns fabricantes de carros que oferecem níveis perigosos de segurança com risco de vida aos ocupantes”. A afirmação é em clara referência à Chevrolet. A marca norte-americana teve o sedã Sail avaliado e o resultado não poderia mesmo ser pior: zero estrela, em cinco possíveis, quanto à proteção de ocupante adulto. Apesar de não ser comercializado no Brasil o Sail tem grande popularidade na América Latina e no Caribe. A unidade testada foi produzida na China e montada na Colômbia.

OD0916CSA1_oncrash (5)

A estrutura do sedã compacto foi classificada como instável e incapaz de suportar cargas maiores. Após o teste de colisão, o motorista apresentava lesões de risco na cabeça e no peito. Já o passageiro teve compressão torácica próxima do limite permitido. No que se refere à proteção de crianças, a nota continuou abaixo da média: apenas duas estrelas.

Já a Ford teve desempenho um pouco melhor. Mas ainda assim, longe do ideal. O modelo avaliado foi a nova Ranger. A nota foi de três estrelas na proteção de adultos e quatro na segurança das crianças. Mas como o programa de testes utiliza sempre a configuração de entrada e cada gama, os brasileiros têm menos motivos de preocupação. A versão avaliada não chegará no Brasil. Segundo o Latin NCAP, a picape oferece boa proteção, mas não alcançou mais estrelas por não possuir controle de estabilidade em todas as versões comercializadas na América Latina. A que vem para o mercado nacional contará com ESC e sete airbags em todas as configurações.

FO4415FRA1_4

Os resultados são os primeiros das avaliações feitas com o novo e mais exigente protocolo apresentado recentemente pela instituição. Agora, para alcançar a nota máxima, os veículos precisam ser equipados com ESC, o controle eletrônico de estabilidade que corrige a trajetória do veículo em caso de derrapagem.

Puxão de orelha

A presidente do Latin NCAP, María Fernanda Rodriguez aproveitou para dar uma bronca na Chevrolet por conta de sua classificação. Fico surpresa com o fato de continuarmos a ver modelos zero estrela por parte da Chevrolet no mercado latino-americano. Enquanto outros fabricantes mostram uma melhora no transcurso dos últimos cinco anos, os modelos da GM continuam a decepcionar”.

O secretáio geral da instituição, Alejandro Furas, concordou. “O Latin NCAP está preocupado pelos baixos níveis de segurança oferecidos pelos modelos da Chevrolet testados pelo Latin NCAP ao longo dos cinco anos do programa. Especialmente porque a Chevrolet proporciona bons níveis de segurança por preços acessíveis em outros mercados”, concluiu

  • Atomico

    Que triste ver a cobiça sem limites

  • é por estas e por outras que jamais comprarei outro carro da Chevrolet.