Segredos / Toyota

Toyota Etios 2017 terá câmbio automático de quatro marchas

Compacto também ganha quadro de instrumentos digital

toyota_etios_hatchback_br-spec_3

[Atualizado] Com início das vendas previsto para o final do mês, o Toyota Etios 2017 terá como principal novidade o câmbio automático opcional. Trata-se da mesma transmissão de quatro marchas da Aisin que equipava a geração anterior do Toyota Corolla, e que será combinada apenas com o motor 1.5 16V, que ficou 10 cv mais potente.

toyota_etios_platinum_sedan_9

A linha 2017 do Etios também marca o início da produção de seus motores na nova fábrica de Porto Feliz (SP). Com melhorias, o motor 1.3 16V da versão X passará dos atuais 84 cv para cerca de 98 cv, enquanto o 1.5 16V passa a render 107 cv, contra os 96,5 cv atuais. Além disso, teriam ficado 9% mais eficientes. Câmbio manual de seis marchas passará a equipar as versões 1.5.

novo-toyota-etios-2017-620x417

Carplace/ Reprodução

O compacto também ganhará mudanças leves no interior. De acordo com material de divulgação do Etios 2017 divulgados pelo Carplace, o compacto ainda terá como novidade quadro de instrumentos digital, que continua no centro do painel, mas é mais legível, além de controle de cruzeiro (piloto automático) e nova central multimídia.

  • Karla Cristina

    adoreiii, adoro o design do painel.

  • Pedro Cunha

    O painel tem um “Q” de C4 picasso da geração anterior….um a tentativa, digamos. Melhorou em relação ao visor de balança filizola, mas ainda está abaixo do esperado para o segmento. Sobre o motor, é um bom avanço, já é consagrado como robusto e durável, agora mais potente, é um atributo que pode ser bem explorado pra ganhar mercado, principalmente em relação á dupla Onix/Prisma.

  • Sergio Monteiro

    Pau que nasce torto morre torto…não tem jeito…

  • pedro rt

    pensava q dessa vez ia dar uma boa mudança no exterior e mudar esse painel… pelo jeito fica pra proxima… em 2018…

  • Diggo

    Todo ano eles dão uma mexida no interior pra ver se melhora, mas só mudando tudo. Não adianta.

  • Alexandro Henrico von Mann

    Cirurgia plástica corretiva nem me viu, né?