Tecnologia / Volkswagen

Volkswagen apresenta novo motor 1.5 TSI de 150 cv, substituto do 1.4 TSI

vw-15-liter-tsi-evo-engine

Contente por saber que a Volkswagen já produz no Brasil, na fábrica de São Carlos (SP), o motor 1.4 TSI com turbo e injeção direta? Então vá com calma, amiguinho, pois o substituto deste motor já está nascendo e foi mostrado no Simpósio de Motores de Viena deste ano. Trata-se do novíssimo 1.5  TSI Evo, também da família EA211, que corre o risco de ser chamado simplesmente de “1.5 VGT”. O “VGT” vem da sigla em inglês para o turbo de geometria variável, um dos destaques deste novo motor. E ele poderá ter variações até 1.0!

2016-vwtsi-05

Você certamente já ouviu falar deste tipo de turbocompressor por ele ser comum entre os motores diesel. Porém, entre os motores a gasolina, apenas motores de quatro cilindros mais potentes da Porsche (como os que equipa os 718 Cayman e Boxster nas versões S) usam esta tecnologia hoje. A graça disso está nas aletas que controlam o fluxo de ar e a intensidade da atuação da turbina. Assim, pode-se ter mais torque em rotações mais baixas e mais potência enas altas rotações. O problema, até então, estava em gerenciar a temperatura quando o VGT trabalhasse em um motor a gasolina. Parecem ter resolvido.

2016-vwtsi-02

Este novo motor 1.5 também tem outras bossas. Tal e qual os motores 2.0 do novo Audi A4 (já a venda no Brasil) e do A3 reestilizado mostrado recentemente, ele não trabalha no ciclo Otto (comum aos motores a gasolina) , mas sim no chamado “ciclo B”, uma variação do ciclo Miller com tempos de compressão menores e os de expansão, maiores. Para compensar, a taxa de compressão foi aumentada aos 12.5:1. A taxa de compressão mais comum entre os TSI atuais é 9,6:1. O resultado nem é mais potência, mas sim consumo melhor neste novo motor.

2016-vwtsi-04

Há mais novidades, como um revestimento especial para os cilindros chamado APS (sigla para spray de plasma atmosférico), que permite menor atrito dentro dos pistões nos cilindros, além de sistema de desativação de cilindros e sistema de injeção direta de altíssima pressão, a 350 bar.

2016-vwtsi-06

O resultado de tantas siglas e tecnologias reunidas neste 1.5 de quatro cilindros são duas versões com 131 cv (96 kw) e 150 cv (110 kw). O mais fraco rente 20,4 kgfm de torque entre 1.300 rpm e 4.500 rpm. Não é nada mal, principalmente se os números de consumo forem tão bons quanto os vistos no novo A4 lá fora (onde a gasolina é pura) por exemplo. O mais legal é que este mesmo motor poderá ter variações entre 1 L e 1.5 L, queimando gasolina, álcool e até gás natural!

2016-vwtsi-03

  • Sergio Vilaça

    Vamos aguardar, daqui a 15 anos teremos esses motores, na VW BR

  • Airplane

    Show !