Chevrolet / Lançamentos

Com motor 1.4 Turbo, novo Chevrolet Cruze é lançado na Argentina

HyperFocal: 0

Quase irreconhecível, a nova geração do Chevrolet Cruze acaba de ser lançada na Argentina, onde será fabricada. Não é só no design que o sedã é bastante diferente de sua geração anterior: ele tem nova plataforma modular, motor 1.4 turbo e uma série de novos equipamentos de segurança. E será lançado no Brasil em junho.

Chevrolet-Cruze-Foto-2

Agora fabricado em Rosário, na Argentina, o Cruze passa a usar a plataforma modular D2XX criada pela Opel e troca o motor 1.8 16V Ecotec aspirado de 144 cv pelo 1.4 16V Ecotec turbo com injeção direta, que rende 153 cv a 5000 rpm e 25 kgfm a 2000 rpm, com direito a sistema start-stop. No país vizinho, é oferecido com câmbio manual e automático de seis marchas nas versões LT e LTZ, e apenas como automático na nova LTZ Plus. Porém, há pelo menos um ano o velho Cruze não tem câmbio manual no Brasil, melhor não contar com sua volta.

Chevrolet-Cruze-MyLink-2

A potência extra veio acompanhada da nova plataforma, que resulta num carro 113 kg mais leve. Assim, consegue ir de 0 a 100km/h em 8,5 segundos (o antigo demorava mais de 11 s). Também está maior, 6,8 cm mais comprido (4, 67 m) e com altura 2,5 cm menor (1,45 m), enquanto o entre-eixos chega aos 2,70 m, ante os 2,68 m do anterior.

A inspiração para o design vem dos novos Malibu e Volt, com direito a aerodinâmica melhor: seu coeficiente de arrasto atinge 0,29 cx – um Prius tem 0,28 cx. A dianteira adota faróis afilados e com LEDs que se estendem nas laterais, além de um “bocão” para a tomada de ar. A traseira tem lanternas inspiradas nos atuais Malibu e Corvette. Há ainda uma grande profusão de traços curvos, desde o rebaixo para a placa de licença, até o para-choque, mas o conjunto é um pouco mais simples do que se viu nas versões mais caras do Cruze americano.

Chevrolet-Cruze-Pantalla

Por dentro, a Chevrolet diz ter apostado em plásticos mais robustos e suaves ao toque, mas mantendo o estilo dual-cockpit, com  formas bem definidas entre as partes do motorista e passageiro. Os bancos dianteiros tem ajuste manual em 4 sentidos para o motorista e dois para o carona, e são de couro, assim como o volante multifunção. A novidade é que agora há duas opções de centrais MyLink, com telas sensíveis ao toque de 7″ (LT) e 8″ (LTZ). A LTZ Plus se destaca pela recarga sem fio de smartphones, que tem tudo para ser primazia dele no segmento aqui no Brasil.

Chevrolet Cruze Alerta Punto Ciego

Alerta de ponto cego

Outros equipamentos legais da versão LTZ Plus são o alerta de pontos cegos, piloto automático adaptativo com alerta de colisão frontal, assistente de mudança de faixa e sistema de estacionamento automático. Não é preciso dizer que mira diretamente no Ford Focus Sedan Titanium Plus.

Chevrolet-Cruze-Foto-2 (1)

Outras versões têm de série alerta de pressão dos pneus (TPMS), os controles de estabilidade e tração, airbags frontais e laterais, câmera de ré, Isofix e encosto de cabeça e cinto de três pontos para todos. A partir da versão LTZ há seis airbags, sensores de estacionamento dianteiros, partida sem chavem central MyLink com GPS integrado e sensores de chuva e luminosidade.

Na Argentina, os preços do novo Cruze variam entre 350.000 pesos (R$ 87.190) e  390.000 pesos (R$ 97.150). O lançamento no Brasil é esperado para o início de junho.

 

 

 

  • Alexander, NotTheKing

    Eu tenho esperança que ele vá incomodar muito o Corolla. Mais carro parece que é.

    • Alexandre Coelho

      Só pelo fato de usar motor turbo….