Lançamentos / Peugeot

Peugeot 3008 se renova por completo em sua segunda geração

2016-Peugeot3008-02

Lançada em 2009, a primeira geração do Peugeot 3008 era anunciada como crossover, mas poucos não o viam como um monovolume. Isso, por si só, justifica as mudanças profundas pelas quais o modelo passou nesta segunda geração. Mais crossover do que nunca, o novo Peugeot 3008 mira em modelos-chave neste segmento na Europa, como Nissan Qashqai, Volkswagen Tiguan e o recente Seat Ateca.

2016-Peugeot3008-36

Na prática, o 3008 se transformou na versão SUV da nova geração do hatch 308. Ambos são baseados na plataforma modular EMP2, que tornou o 3008 cerca de 100 kg mais leve (a versão a gasolina mais leve tem 1325 kg), mesmo estando 9 cm mais comprido (4,45 m) e com entre-eixos 8 cm maior. Agora o porta-malas tem capacidade de 520 litros, 90 a mais.

2016-Peugeot3008-07

O design é bastante ousado, como tem sido regra nos Peugeot. No comprimento dos faróis bate recorde, graças a um prolongamento que se estende até o final do capô, este bastante alto por sinal. O para-choque dianteiro passa aspecto bruto por conta das grandes tomadas de ar. Na traseira, as lanternas são interligadas por plástico preto brilhante, como no novo 308 Sedan.

2016-Peugeot3008-37

Mesmo que seja um dos pontos fortes do novo 3008, o interior já era conhecido há algumas semanas. É a primeira vez que o crossover passa a seguir o conceito i-Cockpit, com volante pequeno, quadro de instrumentos (este totalmente digital) em posição mais próxima do campo de visão do motorista ao conduzir e, separadamente, a tela de 8 polegadas sensível ao toque do sistema de infotainment. Característica do 3008, o console central que separa o carona do motorista permanece.

2016-Peugeot3008-38

Entre os novos equipamentos, o Peugeot 3008 tem sistema de frenagem autônoma, piloto automático adaptativo, assistente de faróis altos, monitor de pontos cegos e assistente de estacionamento.

2016-Peugeot3008-39

Na Europa o modelo será vendido com motores 1.2 Puretech de 130 cv e 1.6 THP de 165 cv, sempre com câmbio automático de seis marchas, que deverá estar nos carros que forem destinados ao Brasil (o que só deverá acontecer no final de 2017). Também terá motores diesel 1.6 HDI de 100 e 120 cv e o 2.0 HDI de 150 cv.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • marcos

    Sem palavras para tal beleza! Totalmente diferente! Peugeot está de parabéns…