Pergunta da Semana

Pergunta da Semana – Qual o carro mais avulso que você já viu no Brasil?

Você já viu algum singular, único em nossas terras?

saturn_sl_3

Olá, jovens e corajosos leitores que pelejam conosco nesse lúgubre e espeluncado quadro. Nós amamos vocês, tenham consciência disso! Hoje entraremos em um tipo de vício patológico desde afetado escriba: os avulsos presentes no nosso cotidiano. Antes de apontá-los, vamos explicar o que são eles e como eles existem sexta a noite no Globo Repórter.

Anúncio de um Duesenberg em 1929. Não se sabe se algum Duesy realmente veio ao Brasil

Anúncio de um Duesenberg em 1929. Não se sabe se algum Duesy realmente veio ao Brasil

A coisa é simples e pode ser dividida em três fases: Antes de 1976; o período compreendido entre 1976 e 1990 e após 1990. O primeiro período, principalmente após a criação da indústria automotiva nacional, foi compreendido por uma redução drástica no volume de importações de automóveis ano após ano. Ainda assim, veículos das três grandes fabricantes norte-americanas, bem como das principais marcas francesas, italianas e alemãs, eram comuns aqui. Ainda assim, algumas coisas pousavam no nosso solo de forma estranha: Impalas chegavam aos montes, ao passo que Fuscas vinham da Alemanha em versões diferentes daquelas que tínhamos aqui. Mas para que importar um Fusca, cazzo? Idem para mini-carros italianos, bombas inglesas e eventualmente até mesmo um alienígena asiático. Um fato é indubitável: era uma salada mista de carros avulsos perdidos em meio aos comuns. É o caso, por exemplo, desse Opel Kadett 1967 que circula por Curitiba:

8047576232_d5c93e4ae0_b

Na época seguinte, as importações foram proibidas. Basicamente, para se entrar com um carro importado no Brasil, você precisava ser um diplomata; ganhá-lo em uma competição esportiva no exterior; e outras mínimas exceções. Sendo assim, qualquer carro importado entre 1976 e 1990 é, de certa forma, uma raridade. A maioria absoluta dos veículos que entraram em nosso país naquela época foram sisudos sedãs da Mercedes-Benz, nas mais variadas versões possíveis. Logo, qualquer coisa importada na década de 1980 que não seja um sedã ostentando a estrela prateada na dianteira é, por si somente, extremamente avulso. Sendo assim, algumas coisas inacreditáveis brotam no dia a dia, como um Oldsmobile Delta 88 Royale 1982, vinho com interior bordeaux, que conheço aqui na capital das Minas Gerais. Trazido quando novo pela embaixada do Canadá, é praticamente único em nosso país. Coisas insólitas também brotam na internet, como esse Suzuki Cervo 1978.

autowp.ru_honda_legend_11

Por fim, chegamos ao nosso cenário atual. A partir de 1990, com a reabertura das importações, nosso mercado foi tomado de assalto por toda a fauna hostil do mercado estrangeiro. Enquanto algumas marcas vieram e oficializaram suas operações no país com pouco tempo, como a própria Mercedes, BMW e Mitsubishi, alguns importadores independentes se aventuraram em buscar modelos de marcas ausentes por cá – ou de marcas aqui presentes, mas indisponíveis nos catálogos oficiais. Resultado: com o passar dos anos, como dar a devida manutenção nesses automóveis ímpares? Alguns entraram – e ainda entram – em quantidades tão consideráveis que a própria importação pela mão de terceiros se tornou, de certa forma, a oficial. Vide a quantidade de Cadillac eInfiniti que rodam pelo Brasil, nenhum deles trazido pela GM ou pela Nissan. Como esse Ford Thunderbird 1993, que não foi trazido pela Ford oficialmente, mas veio pelas mãos de terceiros. Há, também, casos de carros que foram trazidos para uso dos executivos dos fabricantes, como alguns Renault Safrane e Koleos, e Nissan X-Trail novíssimos.

autowp.ru_oldsmobile_delta_88_royale_brougham_sedan_2

Desta forma, encontramos pelas ruas sempre um modelo avulso. Aquele Skoda dos anos 1960, contrastando com um mar de Fuscas e afins; ou aquele Lincoln trazido pela embaixada do Canadá em 1982 – e somente assim um carro desses pousaria aqui; e aquele Saturn SL2 que roda de mão em mão sem achar quem dê jeito naquele produto exótico da GM, que faz par com aquele Honda Legend lindo em alguma oficina desse Brasil varonil. Logo, você já viu um carro avulso, exótico que somente ele,  por aí.

Qual e onde? Mais de um? Alguma história como dono de algum desses? Vamos, compartilhe conosco o seu saber. Deixe sua história logo abaixo.

1996 Cadillac STS

E até a próxima!

  • Gabriel Guimarães Mendes

    Bom vamos lá… Mitsubishi Starion 1987, Peugeot 204 1965, Lada Niva Pick-up (original não é cortada… kkkkkkk), Opel Omega 2.5 V6 (1996 se não me engano, numa carroceria que não tivemos), Opel Vectra B 1996 (prata, e o pior é que estava a venda, bem na minha frente… não comprei… nunca mais o vi), Vauxhall Velox Six era verde, década de 40, muito bonito parecia um mini Chevrolet… Fiat Punto 6speed 2 portas 1993 ou 94 eu acredito, Toyota Crown Azul 1987, Dodge Dakota de primeira geração não me lembro o ano mas com cara de 80…

  • motta

    Veraneio com a cara das últimas D20, Bonanza, Mitsubishi (acho que o nome é) Space

    • Renato Passos

      Space Van

      • Gabriel Guimarães Mendes

        Space Wagon ou Expo, Space Van foi a renomeação da Renault Traffic sob a marca Chevrolet.

  • pedro rt

    ah ia me esquecendo vejo constantemente uma grand blazer sport V8 2 portas venezuelana num estacionamento proximo do centro da cidade onde moro, ela e azul escura metalica e esta abandonada ha muitos anos

    • Renato Passos

      Em qual cidade isso?

  • pedro rt

    me lembro q vi pelas ruas de minha cidade ha muito tempo atras uma f150 americana 1990 igual a nossa f1000 1993, mas ela era toda branca com uma faixa vermelha lateral com bordas cromadas e vi tmb uma blazer mas era do final dos anos 80 cinza q passou uma unica vez em frente a minha casa, outra certa vez vi um ford tempo 1988 bege metalico, 4 portas parado em meio ao transito de carros comuns… ja vi tmb um opel corsa sedan dos anos 80 aquele q mais se parecia um chevette 2 portas

  • Pedro Cunha

    O mais avulso que vi ao vivo foi um DMC DeLorean 1984.
    Por foto/relato, acho que foi um Cord da década de 1930 qual contavam estar em abandono nas dependências de um posto de combustível, se não engano, no interior do ES.

    • Renato Passos

      Rapaz, que isso!

  • Danillo Lopes

    saturn sl2

  • Cadillac cimarron , o Cadillac dos Monzas

    • Pedro Cunha

      Ou melhor dizendo: O Monza trajado de Cadillac.

  • Igor Marcolin

    Ford Bronco

  • Diego Sampaio Vieira

    Kadett 4 Portas, vi um no sul.

    • Pedro Cunha

      Não seria o Daewoo Nexia? Pois foram vendidos aos montes no Uruguai, Argentina e Chile e não passam de uma “leitura asiática” do modelo Opel…

      • Diego Sampaio Vieira

        Não era !! Era um Kadett mesmo, pq a dianteira e traseira dos Daewoo Nexia são completamentes diferentes das linhas do Kadett. Esse que eu vi era um Kadett mesmo, até tinha emblemas da Opel.

  • Diego Fernandes

    Uma versão picape do Hummer H3.

    • Weslen Bacchi

      tem pelo menos umas 2 aqui em caxias do sul-RS

      • Diego Fernandes

        Aqui em Belém já vi algumas Hummer SUV’s. Mas picape eu nunca tinha visto. Na verdade, eu nem sabia que existia Hummar picape.

  • Weslen Bacchi

    Uma gmc syclone

    • Renato Passos

      Vi uma aqui no Brasil também, e quase infartei.

  • Joel Gayeski

    Um Lincoln Mark VIII em Santa Catarina.