Renault Alaskan é apresentada em versão definitiva

Lançamentos / Renault

Renault Alaskan é apresentada em versão definitiva

renault_alaskan_6

A versão de produção da picape Renault Alaskan foi apresentada hoje (30). Com desenho bastante próximo do conceito, a irmã maior da Duster Oroch será um produto global e estará disponível aqui no Brasil. O primeiro país a receber o carro também foi palco de sua apresentação: a Colômbia.

renault_alaskan_5

Haverá opção de cabine simples e dupla, carroceria chassi e chassi alongado. O objetivo é atender diversas necessidades em diferentes mercados. A produção para atender todos os mercados ao redor do mundo ficará por conta de três fábricas. As picapes vendidas no Brasil sairão da fábrica da Renault na Argentina.

renault_alaskan_8

O desenho é moderno, com poucas simplificações ao ser comparado com o conceito. De acordo com a versão, as rodas serão de 16 ou 18 polegadas. O interior é diferente de outros carros da marca, com volante e quadro de instrumentos inéditos. Entre os equipamentos há ar condicionado de duas zonas e sistema multimídia com tela de sete polegadas.

renault_alaskan_7
Se a Oroch manteve-se na gasolina, a Alaskan bebe diesel. O motor é um 2.3 dCi biturbo, já utilizado na Renault Master, em versões de 160 e 190 cv. Em alguns mercados haverá opção de motor 2.5 diesel de 160 e 190 cv, além de um 2.5 a gasolina de 160 cv. O câmbio pode ser manual de seis marchas ou automático de sete.

renault_alaskan_9

Nas versões com tração 4×4, haverá modo 2WD (tração traseira), 4H (integral até 60 km/h ou até 100 km/h se houver perda parcial de tração nas rodas) e 4LO (reduzida). Há controle eletrônico de deslizamento do diferencial (eLSD), bloqueio do diferencial traseiro, assistente de partida em ladeira (HSA), EBD, ESP e outros auxílios.

A chegada no Brasil deve ocorrer em 2018, após o início de sua fabricação da Argentina.

  • marcos

    Renault foi bem feliz no desenvolvimento de sua picape! Bela e robusta, muita bonita mesmo…

  • Pedro Cunha

    Me parece de caráter bem definido, não remete tanto á sua origem Nissan. Ponto pra Renault.