Lançamentos / Renault

Este é o novo Renault Megane Sedan… mas Fluence continuará entre nós

renault_megane_sedan_25

Tudo deverá voltar a ser como antes. A Renault acaba de divulgar as primeiras imagens e informações da nova geração do Renault Megane Sedan, que volta a ter linhas compartilhadas com o Megane hatch e marca o final da carreira do Fluence dentro da linha da marca. Mas somente no exterior. Segundo a assessoria de imprensa da Renault no Brasil, não há planos para o modelo em nosso mercado. Por aqui, o Fluence permanece “vivo”.

renault_megane_sedan_23

Apesar de usar a mesma plataforma do Mégane anterior e compartilhar até mesmo o painel, o Fluence tinha linhas externas diferentes e separou a linha quando foi lançado, em 2009. Agora a Renault volta atrás com o sedã obedecendo o mesmo estilo do hatch, e também a mesma plataforma – a CMF.

Na dianteira, estão mantidos os faróis com prolongamento para as luzes diurnas e a traseira tem a mesma identidade, com lanternas esticadas, de encontro ao logotipo da Renault. A coluna C larga e a tampa do porta-malas mais alta suavizam a diferença para o terceiro volume.

Além disso, sabemos também que o carro terá um porta-malas de 503 l. É menor que o do Fluence (530 l), mas a nova plataforma é muito mais sofisticada do que a Plataforma C da Nissan que sustenta o atual Nissan Sentra. E deve ser também mais leve.

Renault_Megane_Sedan_4

Renault_Megane_Sedan_6 Renault_Megane_Sedan_5 Renault_Megane_Sedan_2 Renault_Megane_Sedan_3

A Renault não liberou as especificações técnicas do carro, mas isso nem era necessário. Pelo menos não depois de o manual do proprietário ter vazado e revelado tudo, menos o peso. O novo Mégane Sedan tem 4,63 m de comprimento, 2,06 m de largura (contando os espelhos retrovisores), 1,44 m de altura e tem uma distância entre eixos de 2,71 m.

Renault_Megane_Sedan_7

Onde ele será oferecido

O novo Mégane Sedan será produzido na Turquia e vendido na Argélia, Arábia Saudita, Austrália, Bulgária, Croácia, Egito, Emirados Árabes Unidos, Estônia, Hungria, Irlanda, Itália, Israel, Letônia, Líbano, Lituânia, Marrocos, Polônia, República Checa, Romênia, Sérvia, Eslovênia, Tunísia, Turquia e Ucrânia.

A América Latina não aparece na lista, mas é um importante mercado para sedãs. Não se sabe até quando o Fluence irá sustentar o posto de sedã médio da marca por aqui. Caso o Mégane Sedan venha a ocupar seu lugar de direito, deverá ser produzido na Argentina e exportado para o México, Brasil e Colômbia, entre outros. Mas a tendência mesmo é que uma evolução do Fluence seja preparada para estes mercados (ou até mesmo um novo sedã). Como a CMF C/D visa dar à Renault (e à Nissan) uma vantagem em escala de produção, duvidamos seriamente da última solução. E apostamos em uma produção argentina do Mégane Sedan. Mesmo que ele conserve o nome Fluence.

  • awatenor

    Quer dizer… Seria fabricado na Turquia… A não ser que a Renault se alie com os milicos.

  • Airplane

    Line up da Renault Brasil ficará mais defasado ainda do europeu. Uma pena !

    • vidgal

      As merdas ficam sempre pros babacas dos brasileiros que aceitam qualquer coisa!