Lamborghini / Segredos

Lamborghini quer usar fibra de carbono em seus motores

Dialoge ? das Audi-Technologiemagazin 1/2013

Fibra de carbono se tornou comum em superesportivos. Está nos aerofólios, em paineis da carroceria e compõe até mesmo o monobloco destes carros. Mas este material leve e muito resistente despertou outros objetivos dentro da Lamborghini: usar fibra de carbono dentro do motor. E os italianos querem fazer isso em até um ano e meio!

Dialoge ? das Audi-Technologiemagazin 1/2013

 

Stefano Domenicali, antigo chefe de equipe da Scuderia Ferrari e hoje CEO da Lamborghini disse em entrevista ao Automotive News que a Lambo tem a intenção de ser a primeira fabricante de motores de fibra de carbono. O primeiro passo para isso seria usando bielas de fibra de carbono. A vantagem estaria na leveza desta peça frente as normais, de aço, multiplicada por 12 cilindros. O ganho seria em potência e aceleração.

Alívio perceptível

Domenicali já estima que o uso de fibra de carbono nos V12 da Lamborghini resultaria numa redução de peso em algo entre 40% e 50% frente aos atuais. O grande desafio da engenharia da marca agora é lidar com questões como estresse do material, temperatura de trabalho e tolerância requerida pela fibra.

autowp.ru_lamborghini_sesto_elemento_concept_12

Mas a marca está confiante e espera que seu primeiro motor com peças de fibra de carbono fique pronto dentro de um ano e meio, no início de 2018. A data coincide com o aniversário de 7 anos do Aventador e, por isso, seu sucessor deverá estrear o novo motor V12.