Pergunta da Semana

Pergunta da Semana – Você faz manutenção do seu carro em casa?

Você é capaz de cuidar do seu carango na sua própria garagem?

garage2012littlered

Jon Snow. Pronto. Com essas duas palavrinhas, estamos aptos a permanecer nesse espacinho chamado internet, onde Game of Thrones é o senhor e nada vos faltará. Você indaga a si próprio: “mas com mil diabos, por que esse imbecil está falando sobre GoT em um site de carros?”. Jovem mancebo, a resposta está no ar: eu não gosto de GoT! Logo, sou um pária da sociedade e preciso sair da internet para não me sufocar de tanto Jon Snow na minha timeline. Isso me faz procurar o que fazer, mas já tendo limpado a casa, organizado um mol de papéis e estudado sobre o genocídio armênio, as opções começaram a me faltar.

Ok, vou fazer revisão na bike, uma vez que pretendo usá-la à exaustão no próximo mês. Mas eu tinha feito uma bela manutenção quando a encostei para a temporada de provas e afins que daria um final definitivo à minha faculdade. Bom, então se eu tivesse um Fusca para regular carburação seria legal, não é? Mas é aí que reside o problema: eu não tenho um Fusca ou outra lata velha para chamar de meu. Meu meio de transporte é novo, está na garantia e por isso me divirto apenas verificando nível de água e óleo. O que, por si somente, é pouco para quem tem graxa nas veias. E falando em garagem, som na caixa para ler esse post – e mexer no carro, de quebra!

Paralelamente, vi fotos de um cara que fez um engine swap (troca de motores, na língua de Mc Bin Laden) na garagem de sua própria casa, nos EUA. Entenda por garagem um lugar com um elevador, bancadas, alimentação pneumática e ferramentas capazes de consertar a Apolo 8 se fosse necessário. Falando em necessidade, preciso citar que uma garagem dessas virou meu sonho de consumo. Lá na terra do Obama uma estrutura dessas não sai tão cara, ao passo que aqui em Vera Cruz custaria pelo menos o preço de um carro zero-quilômetro – que também não é barato!

11782465_867604623295011_3166282834881018600_o

O nosso grande líder, senhor e mestre Henrique Rodriguez também é adepto de fuçar seu próprio carro na garagem de casa – se é que pudemos chamar um Twingo e um Fusca de carros, mesmo se somados. Muitos, como ele e eu, temos formação específica na área, o que faz com que as coisas sejam sensivelmente mais fáceis. Entretanto, jovem incauto, o mundo é moderno e globalizado, e a informação está aí: a internet te de tudo para te auxiliar a tirar esse traseiro gordo do sofá e caminhar a passos decididos para mexer no seu carango em sua garagem.

Muita coisa legal pode ser feita sem necessidade de ferramentas especiais ou de posições eróticas que farão seu fisioterapeuta ficar rico no futuro. Lógico, por vezes precisamos de uma chave especial que só existe em Pripyat para tirar a sonda lambda de seu Ka; ou seu braço se assemelha a um cenário de uma briga de gatos pelo simples fato de trocar o sensor de rotação de seu Clio. Mas, convenhamos, isso faz parte do show: se eu quisesse moleza, sentaria no pudim e iria ver…Game of Thrones!

E você, incauto leitor? É daqueles que mete a mão na graxa em casa? Ou não sabe, não quer e não pode? Se é proativo a tal ponto, o que costuma realizar? Vamos, compartilhe conosco a sua experiência!

27831071251_ef653e8060_o

E até a próxima.

  • João Paulo

    Sou bem curioso, então tenho aprendido bastante com a minha curiosidade. Não faço grandes coisas, mas o que sei já é o suficiente para trocar um óleo, limpar e regular um carbura, trocar discos de freio e pastilhas, trocar rolamentos de roda, etc..! Queria saber abrir um motor e trocar uma embreagem, mas aí já são outros 500!!!

    • Renato Passos

      Sem contar o ferramental necessário!

      • João Paulo

        Verdade brother! Com certeza não são poucas, e nem baratas!!!

  • pedro rt

    na minha garagem nao da pra fzer nada, so lavar o carro. moro em condominio ai ja viu ne…

  • Wesley Matos

    Sou muito “crianço” em relação a mexer com carros, sempre fiz algo com meu pai no lado e falando o que deveria fazer, porém depois que consegui o meu próprio carro (Ka 98) tentei ao máximo fazer o que poderia com as ferramentas que ele possuía (Ou seja, as famosas 10~13 e… Só…), então muitas coisas preferia que alguém mexesse no bichão…

    Mas como falei, sou “crianço”, então sempre era meu pai que levava o carro por mim nos seus mecânicos de confiança, hoje eu tenho o meu que sempre que possível estou levando para fazerem algo no carro, até pq fico o dia todo trabalhando e no fim de semana infelizmente se eu precisar de algo para ele, precisaria ficar com ele parado durante a semana para ai sim comprar e trocar no outro fim de semana, e como uso ele todo dia, esse “luxo” de mexer nele passa a ser apenas limpando ele.

  • Elizandro Rarvor

    “eu não gosto de GoT! Logo, sou um pária da sociedade e preciso sair da internet para não me sufocar de tanto Jon Snow na minha timeline.”

    Ao ler esta frase fiquei emocionado, escorreu uma lágrima singela, pensei, FINALMENTE, não sou o único a achar aquela aberração… oras, uma droga.

    Agora já somos 3 no mundo. Infelizmente sobre manutenção de carro, só meu antigo Jipe Willys já vendido e sobrou meu fuscão 68, esse eu consigo fazer na garagem da casa do meu pai onde fica o carro, moro em apErtamento.

    Mas há limites para minha paciência, não consigo desmontar um motor de fusca por exemplo, não tenho equipamentos ou tempo para isso.

    Mas dá para fazer outras coisinhas no fuscão.

    Já a Passat Variant, nunca precisei de algo, acho que não conseguiria fazer nada mais rápido que o meu mecânico de confiança.