Chevrolet / Lançamentos

Vídeo – Veja tudo que mudou nos Chevrolet Onix e Prisma 2017

CHEVROLET PRISMA 2017

Chegou a hora dos hatch e sedã mais vendidos do País passarem pela devida reestilização. É batata: após quatro anos os carros mudam algo no design, ganham equipamentos e, se derem sorte, passam por boas mudanças técnicas. Os Chevrolet Onix e Prisma fizeram a lição de casa e, mesmo que não pareça tanto, estão bem diferentes para a linha 2017, que parte de Por isso parte dos R$ 44.890 para o Onix e R$ 53.690 para o Prisma. Vamos aos detalhes:

Design

compara-onix

Se tinha algo estranho na dianteira de Onix e Prisma era a grade avançando sobre o capô. Isso acabou. A inspiração nas formas do novo Cruze fez com que o capô avançasse sobre a grade, que por sua vez ficou mais estreita. Esta mudança também fez os faróis ficarem mais estreitos, ainda que a parte que encontra os para-lamas não tenha sofrido alteração. E os faróis têm LEDs nas versões LTZ. O para-choque tem o mesmo forte vinco na parte de fora dos faróis de neblina, como no sedã médio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No Chevrolet Onix 2017 a traseira tem de mais marcantes as lanternas mais estreitas, com pontinha para baixo na parte de fora, como nas lanternas do novo Cobalt. O para-choque passa a ter o nicho da placa sem pintura e há nichos onde seriam colocados refletores, mas eles não existem. A traseira do Prisma 2017 tem mudanças muito parecidas, mas vale destacar a nova tampa do porta-malas, com spoiler bem definido na parte superior.

Fechando o design externo, há novos conjuntos de calotas e rodas. Destaque para as rodas aro 15″ das versões LTZ de Onix e Prisma: são as mesmas rodas diamantadas, mas têm fundo preto no hatch e cinza no sedã.

Interior 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao abrir as portas, o que se vê é algo muito próximo do que se via antes. Repare que volante e console são os mesmos, mas com detalhe em preto brilhante. O quadro de instrumentos segue a mesma composição de antes, com conta-giros analógico e velocímetro digital, a ponto das versões LT continuarem sem computador de bordo (pois é, em um carro 2017…). Mas as versões LTZ passam a ter uma bússola na telinha.

chevrolet-onix-2017 (36)

A central MyLink é de segunda geração, com botões físicos, tela com melhor resolução e touch screen mais sensível, e compatibilidade com Android Auto e Apple Carplay. Também entra na lista a presença do sistema OnStar em todas as versões, mas em três diferentes níveis do serviço. Apenas o mais caro inclui a central telefônica de concierge.

Se a posição de dirigir elevada não muda, precisamos concordar que a grande evolução em ergonomia está nos novos paineis de porta. O puxador, que antes ficava em posição estranha, agora está em local adequado. É a mesma peça do Cobalt, que se integra aos botões dos vidros elétricos. Em resumo, agora você conseguirá fechar as portas…

Chassi

chevrolet-onix-2017 (13)

Estamos acostumados a ver carros mudando apenas na casca, mas o Onix e o Prisma tiveram alterações profundas na estrutura. Para reduzir o peso em 32 kg no hatch e 34 kg no sedã, a Chevrolet passa a usar aços de alta resistência em pontos cruciais da estrutura, o que também aumentou a rigidez da estrutura (a GM não diz quanto).

chevrolet-onix-2017 (12)

Freios dianteiros foram revistos. O novo conjunto tem menos componentes, é mais leve e mais eficiente. Logo acima, o conjunto de molas, amortecedores e barra estabilizadora também foram recalibrados para corrigir sua ação nos dois modelos. O carro está mais equilibrado, confortável e já não flutua em altas velocidades. Falaremos melhor disso em breve, nas nossas primeiras impressões. De quebra, o Onix e o Prisma estão 1 cm mais próximos do solo.

EDP_2291

Outra boa novidade é a direção elétrica, que alivia o motor (que é responsável por operar a bomba da direção hidráulica) e torna a direção mais precisa. Ela é capaz de corrigir a direção em longos períodos de pista inclinada, por exemplo, e tem assistência variável de acordo com a velocidade.

EDP_2328

Motores e câmbios

Você deve ter reparado no logotipo “Eco” na traseira dos dois. Ele tem relação com a redução de peso, com os pneus verdes e também com os motores, que passaram por mais uma atualização. Tanto o 1.0 8V quanto o 1.4 8V da geração SPE/4 ECO (que, lembre-se, chegaram com o Corsa há mais de 20 anos) têm novo conjunto de pistões e bielas, mais leve, enquanto o acabamento superficial do bloco (brunimento) e o tipo de óleo lubrificante também sofreram alterações. O óleo passa a ser 0W20, ante o 5W30, ambos sintéticos.

chevrolet-onix-2017 (5)

Outra mudança está no módulo eletrônico de gerenciamento do motor mais rápido e potente, além dos sistemas de arrefecimento e elétrico (alternador) terem sido modificados para serem mais eficientes.

Mas vá com calma, pois a potência de nenhum motor mudou. No 1.4, são 106 cv de potência a 6.000 rpm e 13,9 kgfm de torque a 4.800 rpm. No 1.0, 80 cv a 6.400 rpm e 9,8 kgfm a 5.200 rpm. E outra: o Prisma perdeu a opção de motor 1.0.

FGD_6862

O gerenciamento de toda a força é que muda, pois os dois motores passam a ser combinados com transmissões manuais de seis marchas, basicamente a mesma que o Sonic usava. Reduz-se o consumo e os ruídos em velocidades mais elevadas, tendendo a melhorar o desempenho também. Já a transmissão automática de seis velocidades é de terceira geração, a mesma do Cruze, com trocas mais ágeis e lineares. Ah, e o painel passa a indicar o momento certo para troca de marcha.

Versões e equipamentos

Onix LT 1.0: R$ 44.890 (Com MyLink: R$ 46.190)

chevrolet-onix-2017 (2)

Têm de série o OnStar pacote Safe (Diagnóstico, App/Web e Segurança), ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos, painel com alerta de mudança de marcha, sistema de som com Bluetooth e entrada USB, chave tipo canivete, faróis com máscara negra, banco do motorista e cintos com regulagem de altura, limpador e desembaçador traseiro, espelho nas sombreiras, rodas aro 14 com novas calotas, freios ABS com EBD (distribuição eletrônica de frenagem) e airbag duplo.

chevrolet-onix-2017 (7)

Opcionais: acabamento interno em dois tons (preto e cinza), sistema multimídia MyLink de segunda geração, volante multifuncional, luz de cortesia no porta-luvas, abertura do porta-malas por controle remoto e retrovisor interno com botões de acesso ao OnStar e OnStar pacote Protect (Diagnóstico, App/Web, Segurança e Emergência).

Onix LT 1.4: R$ 49.590 (AT: 54.790)

 Prisma LT 1.4: 53.690 (AT: R$ 58.990)

FGD_6925

Soma direção com regulagem de altura, sensor de estacionamento traseiro, adesivo da coluna B e rodas aro 15 com novas calotas. Transmissão automática, controlador de velocidade de cruzeiro e volante de couro sintético também estão disponíveis a partir desta configuração.

Onix LTZ 1.4: R$ 54.490 (AT: R$ 59.790)

Prisma LTZ 1.4: R$ 58.690 (AT: 64.690) 

chevrolet-onix-2017 (19)

Agrega detalhes internos e externos cromados, computador de bordo com cinco funções (consumo médio, velocidade média, autonomia, temperatura externa e cronômetro), vidros traseiros elétricos, bancos com parte de couro sintético, retrovisores externos com ajuste elétrico, farol com superfície interna cromada e LED, faróis de neblina, rodas de alumínio e OnStar com pacote Exclusive (Diagnóstico, App/Web, Segurança, Emergência, Concierge e Navegação).

Em breve publicaremos nossas primeiras impressões dos Onix e Prisma 2017, e ainda falaremos do aventureiro Onix Activ.

  • Dudu Pimentel

    O Prisma não é sedan compacto? Corrige ai

  • José Silvério

    Henrique, a versão LS do Onix deixou de existir, ou vai continuar como está?

    • Leonel Avila

      Perde o LS, vira outro nome (falaram em JOY), tiram equipamentos, e vem menos caro!

      • José Silvério

        Mas vai continuar com a frente antiga?

        • Dudu Pimentel

          Acho que não