Infiniti / Motores

Infiniti VC-T – o primeiro motor com taxa de compressão variável

Infiniti VC-T motor

A Infiniti apresentou o VC-T, um motor com taxa de compressão variável que entrará em produção nos próximos anos. Com a variação da altura do pistão, o motor pode trabalhar de forma mais eficiente ou com maior rendimento, de acordo com a necessidade. O projeto vem sendo desenvolvido desde 1998 e chegará às lojas em 2018, substituindo o V6 3.5 no GX80.

O motor é quatro cilindros 2.0 turbo com 274 cv de potência e torque de 39,82 kgfm. As taxas de compressão variam entre 8:1 e 14:1. A primeira é a que resulta em maior desempenho, a segunda é mais eficiente na queima do combustível. Na prática, a taxa de compressão ficará variando entre estes valores. É um dos motores de funcionamento mais complexo já feito.

Infiniti VCT

A imagem acima mostra o funcionamento do sistema. Uma engrenagem harmônica comanda um braço, que gira um eixo e este ajusta a inclinação do virabrequim. Este, ajusta a altura máxima que o pistão irá atingir. A Saab testou um protótipo com a tecnologia em 2000 e a americana FEV apresentou um protótipo com princípio de funcionamento diferente (vídeo a seguir). O VC-T será apresentado no dia 29 de setembro, no Salão de Paris.

  • Daimon St.

    Imagino se a tecnologia da FEV poderia ser aplicada em motores ja existentes, de modelos bem variados…

  • Pedro Cunha

    Acho que essa tecnologia é o primeiro passo para o desenvolvimento de motores que queimem qualquer combustível mineral ou vegetal. E isso significa também que o futuro não será “elétrico”, como muitos pregam, mas sim, teremos a eletricidade como opção.

  • Gabrownx

    Primeira coisa que eu imaginei foi essa tecnologia aplicada em carros flex, melhorará muito o consumo!