Games / Mercedes-Benz

Mercedes entra em Pokémon Go… mas quer capturar mais que monstros virtuais

Mercedes-Benz „lockt“ mit Pokémon GO ; Mercedes-Benz "lures" with Pokémon GO;

Num primeiro momento, pode parecer difícil estabelecer a relação entre uma marca de carros premium e um joguinho para smartphones. Mas quando o assunto é Pokémon Go, que acabou de chegar ao Brasil, parece que tudo pode acontecer. O game de realidade aumentada desponta como uma importante ferramenta de marketing. E a Mercedes-Benz, que não demorou a perceber isso, já começa a se aproveitar da popularidade do jogo.

A estratégia é tão séria gerou até um comunicado oficial, que foi disparado para as concessionárias – uma espécie de cartilha. A fabricante explica como as revendas podem explorar os usuários em sua busca implacável pelos Pokémons. O objetivo, é claro, é vender mais carros. E os alvos podem ser tanto os pais que acompanham os filhos quanto, um dos centenas de milhares de adultos que se divertem no game.

mercedes-pokemon-go
Que comecem os jogos

A ideia é simples: o concessionário investe uma quantia em um dos recursos pagos do jogo, para que sua loja passe a ser um criadouro de Pokémons. O chamado “módulo de atração” permanece ligado por meia hora. Neste período, um novo monstrinho surge a cada três minutos.

Outra parte do plano da Mercedes é transformar algumas lojas em “PokeStops”. A marca já cadastrou algumas no site do jogo, para transformá-las em pontos oficiais. Os usuários que são atraídos até o local encontram pokebolas e outros itens colecionáveis, além de poderem treinar seus bichinhos. Enquanto o concessionário tenta capturar seu Pokémon mais precioso: o novo cliente.