Salão de Los Angeles / Volkswagen

Com sete lugares, Volkswagen Atlas surge de olho nos Estados Unidos

vw-atlas-7

O mercado de automóveis dos Estados Unidos é tão peculiar que tem sua própria versão do Passat, bem diferente daquele vendido no resto do mundo. Agora a Volkswagen criou um SUV feito sob medida para os Estados Unidos, mas que também atenderá demandas da  Rússia, Oriente Médio e da China (onde se chamará Teramont). Trata-se do Volkswagen Atlas, um SUV de sete lugares maior que o Touareg.

vw-atlas-8

Mas não vá pensando que ele será o SUV mais caro da Volks. A própria fabricante adianta que ele será posicionado entre o Tiguan e o Touareg. A ideia dele é oferecer muito espaço a preço interessante: são 5,04 m de comprimento, 1,98 m de largura e 1,77 m de altura. Ou seja, é 24 cm mais longo e 4 cm mais alto que o Touareg.

vw-atlas-6

A desvantagem frente ao Touareg será percebida no acabamento, no requinte e, principalmente, nos motores do Atlas. Terá um  2.0 TSI de 238 cv e o 3.6 VR6 de 280 cv, ambos com câmbio automático de oito marchas. Portanto, o motor V8 continuará restrito ao Touareg.

Aspecto bruto

vw-atlas-1

Logo de cara percebe-se que a intenção do Atlas não é exatamente ser simpático. Linhas retas são predominantes na frente e na traseira, enquanto de perfil se nota as caixas de roda saltadas. Os faróis são full-LED, mas as lanternas traseiras de LEDs serão opcionais.

vw-atlas-13

Por dentro, a aposta foi em bancos largos com ajuste elétrico até para o carona. A Volks usa materiais de vários tons claros e escuros, mas sem esquecer dos apliques de plástico preto brilhante e dos que imitam madeira. A central multimídia tem sistemas App-Connect, Apple CarPlay e Android Auto, enquanto o quadro de instrumentos pode ser digital e personalizável, como nos Audi. Entre os equipamentos há alerta de pontos cegos, frenagem automática ao prever uma colisão frontal, assistente de permanência em faixa e assistente de estacionamento.