Ford / Lançamentos

Esta é a nova geração do Ford Fiesta

ford_vignale_fiesta_3-door_2

Maior e mais refinada, a sétima geração do Ford Fiesta está pronta e foi apresentada nesta terça-feira na Alemanha. O modelo não só guarda semelhança com a geração anterior no design da dianteira, como é baseada na mesma plataforma, a B Global. Mas carrega personalidade na traseira e no interior, além das novas versões do motor 1.0 EcoBoost.

ford_vignale_fiesta_3-door_1

A Ford não divulgou dimensões do novo Fiesta, mas é nítido que ele está mais comprido e largo, em busca de maior espaço interno. Isso é fundamental para um carro que agora também precisará se distanciar da nova geração do Ka na Europa.

Em geral, a frente deste novo Fiesta é muito parecida com a do anterior. Mas a grade é mais larga e os faróis são um pouco mais altos e têm LEDs diurnos integrados. Há diferença nos para choques de versão para versão. Por exemplo, as versão de luxo Vignale tem entrada de ar interligando os faróis de neblina, enquanto estas peças são independentes nas demais.

ford_vignale_fiesta_3-door

Contudo, a traseira acaba com as lanternas verticais que ganharam espaço nas duas últimas gerações. Agora elas são horizontais e invadem a tampa do porta-malas, como na minivan B-Max.

Por dentro, há um novo painel muito parecido com o do EcoSport reestilizado. A central multimídia Sync3, com Android Auto e Apple Carplay ganhou destaque e está posicionada bem perto do motorista, logo acima das saídas de ar centrais. Agora o quadro de instrumentos tem tela de LCD maior para o computador de bordo e há novo volante, por sinal o mesmo do Focus. A Ford também fala em melhoria nos materiais de acabamento.

ford_fiesta_active

Desta vez a Ford também quis criar um Fiesta aventureiro, o chamado Fiesta Active. Ele tem suspensão mais alta, rack no teto, molduras plásticas nas caixas de roda e saias laterais integradas a elas.

ford_fiesta_70

Quanto a mecânica, o principal motor deste novo Fiesta será o 1.0 EcoBoost, de 3 cilindros, oferecido em versões de 100, 125 (como o que equipa o Fiesta EcoBoost no Brasil) e 140 cavalos. De novo, tem sistema que desativa um cilindro em situações em que não seja necessária toda a força do motor. É um processo que leva 14 milésimos de segundo e que é ajudado por contrapesos que evitam vibrações.

ford_fiesta_70

Completam a gama o motor 1.2 de 4 cilindros, que também equipa o Ka europeu, com potências entre 65 cv e 85 cv, e o 1.5 diesel em versões de 75 e 95 cv. Esportivo, o Fiesta ST é o único com motor 1.6 EcoBoost de 210 cv.

ford_fiesta_st-line_5-door_2