Chevrolet / Fim de Carreira

Chevrolet Agile tem produção encerrada na Argentina

chevrolet_agile_6

Apesar de ter deixado as lojas brasileiras em setembro de 2014, o Chevrolet Agile seguia em produção na Argentina para abastecer o mercado local e também Paraguai e Uruguai. Mas o compacto altinho teve sua produção encerrada de forma definitiva nos últimos dias de 2016.

chevrolet_agile_7

Lançado em 2009, em plena crise da General Motors, o Agile representava a tentativa de ressuscitar a Chevrolet no Mercosul. Produzido na fábrica de Rosário, teve exatamente 347.054 unidades produzidas ao longo dos últimos sete anos. Onix, Spin e Cobalt existem por conta do sucesso do Agile em seus primeiros anos de venda.

chevrolet_agile_20

Mas nem tudo são flores. O sempre Agile foi mal visto por usar uma plataforma velha, a GM 4200, que só no Brasil está prestes de completar 23 anos. Isso ficava evidente no dia-a-dia no aproveitamento interno, no comportamento dinâmico e na ergonomia, por exemplo. Contudo, o preço menor que o do Onix Joy na Argentina (197 mil pesos contra 208 mil pesos) garantiu sua sobrevida.

Com o fim do Agile, a picape Montana, que usa a mesma base, torna-se o carro com projeto mais antigo na linha da Chevrolet no Mercosul.

autowp-ru_chevrolet_agile_12

  • Pedro Cunha

    É como aquela lancheria que está á beira da falência, mas como última tentativa de se reerguer, começa á vender lanches requentados ou com recheios “alternativos”. No caso da GM, deu muito certo. Um projeto audaciosamente pobre, defeituoso em todos aspectos e mesmo assim teve uma relativamente “boa” vendagem. Lançasse isso em qualquer outro país do mundo, mesmo na índia ou na romênia, a marca seria rechaçada e estigmatizada por décadas á fio. Mas é brazil né….

  • pedro rt

    a montana usa plataforma mista, metade GM4200 metade zafira, q no caso isso e todo o espaço da caçamba

  • Airplane

    Demorou hein ?!