Novo Ford Fiesta ST tem motor 1.5 turbo de 200 cv – e três cilindros

Ford / Salão de Genebra

Novo Ford Fiesta ST tem motor 1.5 turbo de 200 cv – e três cilindros

ford-fiesta-st-2018-02

O Ford Fiesta ST será a grande atração da Ford no Salão de Genebra e acaba de ser revelado oficialmente. Além da galeria de fotos de uma unidade com carroceria de três portas, temos alguns detalhes técnicos, com destaque para o motor, um 1.5 Ecoboost de três cilindros e 200 cv.

ford-fiesta-st-2018-04

Este é o primeiro carro de produção equipado com motor de três cilindros capaz de desligar um deles, caso a demanda por potência seja baixa. Com todos funcionando, entrega torque de 29,6 kgfm e leva o Fiesta ST de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos. O câmbio é manual.

ford-fiesta-st-2018-10

Há três modos de condução: Normal, Sport e Track. Eles controlam ajustes do motor, controles eletrônicos de estabilidade e da direção elétrica.

ford-fiesta-st-2018-16

Visualmente, a esportividade é transmitida pelas rodas de 18 polegadas e para-choques, ambos com desenho exclusivo. O logotipo ST aparece na grade e na tampa do porta-malas. Para completar as pinças de freio são vermelhas, há saída dupla de escape e aerofólio traseiro. A carroceria de cinco portas também está disponível.

ford-fiesta-st-2018-19

Por dentro, a sigla ST é encontrada no volante de base reta e nos encostos dos bancos esportivos Recaro, de abas laterais pronunciadas. Há acabamento em alumínio na manopla do câmbio, volante e pedais. A tela de oito polegadas no topo do console exibe o sistema multimídia Ford SYNC 3, que inclui conectividade com smartphones, navegador e comando por gesto e voz. O som é da B&O.

Após o Salão de Genebra (em menos de duas semanas), o hatch circulará por diversos outros até chegar às lojas, apenas em 2018.

Galeria | Ford Fiesta ST 2018

  • EDUARDOTEIXEIRA KULL

    Primeiro, continua a me parecer um completo absurdo não termos este carro aqui, uma vez que o mesmo usa exatamente a mesma plataforma atual, apenas com carroceria nova que, por sinal, internamente, tem o mesmo desenho que já aparece no Eco lá fora, prestes a estrear aqui, portanto, praticamente metade do carro, inclusive o motor 1.5, teremos aqui e com isso, pensando em uma plataforma já em uso, portanto em boa medida, se não totalmente amortizada, é um desrespeito total ao consumidor daqui.