Novo Lamborghini Huracán Performante usa o ar para brilhar nas pistas

Lamborghini / Lançamentos

Novo Lamborghini Huracán Performante usa o ar para brilhar nas pistas

2018-lamborghini-huracan-performante-4

Com o início do Salão de Genebra, a Lamborghini mostrou aquele que, supostamente, é o mais novo recordista do circuito de Nürburgring, na Alemanha. Trata-se do novo Lamborghini Huracán Performante, que promete devorar as pistas não pela potência ou pelo alívio de peso, mas sim por causa de seu sistema de aerodinâmica ativa.

2018-lamborghini-huracan-performante-2

A versão tem suas diferenças, que começam pela tomada de ar frontal maior, pelo novo difusor traseiro com saídas de escape mais elevadas e termina no enorme aerofólio. Ele é peça chave do que a marca chama de Aerodinamica Lamborghini Attiva (ALA).

2018-lamborghini-huracan-performante-1

Toda a parte superior da traseira é diferente no Huracán Performante. Instalaram várias dutos de ar ali com abas para controlar o ar canalizado que é enviado diretamente para o aerofólio, feito de fibra de carbono e oco. Alguns canalizam para a parte superior do aerofólio, outros para a parte inferior, que tem uma camada independente para a passagem do ar. que sai de cada um dos dutos.

2018-lamborghini-huracan-performante-12

A mágica está na movimentação das abas e do aerofólio de acordo com a velocidade e com o sentido e intensidade das curvas. Quem gerencia é a central eletrônica LPI, capaz de modificar todo o conjunto em 500 milissegundos. O objetivo é usar o donwforce a favor do carro nas curvas, da forma que ele agarre ainda mais. O ALA também é capaz de ajudar nas frenagens. Desta forma, o downforce pode ficar até 750% maior que o de um Huracán convencional.

2018-lamborghini-huracan-performante-9

Completa o acerto dinâmico específico a suspensão 15% mais rígida (só as barras estabilizadoras estão 50% mais rígidas). Com isso, o esportivo teria controle em curvas 50% melhor.

2018-lamborghini-huracan-performante-10

Boa parte da estrutura do Huracán é de alumínio e fibra de carbono, mas o Performante teve suas partes mais pesadas substituídas por novas mais leves, o que resultou na redução de 40 kg – são 1.382 kg agora, praticamente o mesmo que um Renault Captur.

2018-lamborghini-huracan-performante-14

Já o motor é o V10 5.2 aspirado acertado com válvulas de titânio e novos coletores de admissão e escape para gerar 640 cv (8.000 rpm) e 61,2 kgfm (6.500 rpm). Sempre com o câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas, combinado ao sistema de tração que distribui a força em 43% para as rodas dianteiras e 57% para as traseiras, o Performante acelera de zero a 100 km/h em 2,9 segundos. Chega aos 200 km/h em parcos 8,9 s.

2018-lamborghini-huracan-performante-11

O tal recorde cravado em Nürburgring teria sido de 6min52s01, quase cinco segundos a menos em relação ao Porsche 918 Spider e ao Aventador SV. A questão é que não há regulamentação para estas medições.

2018-lamborghini-huracan-performante-13

  • Dudu Pimentel

    Chega aos 100 km/h no mesmo tempo que o Aventador LP700-4 ou o LP750-4 SV