Hyundai / Lançamentos

Crossover compacto global, Hyundai Kona é apresentado

Hyundai-Kona-capa

A Hyundai apresentou nesta semana o Hyundai Kona sua nova arma para a briga de crossovers compactos no mundo. Menor que o Creta e com destaque para a tecnologia, o Kona chegará a todos os mercados onde a Hyundai está presente. Seus rivais são HR-V, Renegade e outros. Sim, o Brasil está na lista.

Kona

O desenho é marcado pelo uso de faróis e lanternas em dois andares. Os LED das luzes diurnas e os piscas ficam elevados, já os faróis convencionais estão no conjunto inferior. Há molduras de plástico do por toda a carroceria. Os faróis auxiliares ficam em posição baixa e próximos do centro.

hyundai-kona-28

O interior tem predominância de tons escuros, com detalhes na cor da pintura externa. Há head-up display e a posição da central multimídia é elevada e há três opções, com telas sensíveis ao toque de 5, 7 ou 8 polegadas. De acordo com a versão, há compatibilidade com Android Auto e Apple Carplay.

hyundai-kona-25

A lista de equipamentos de segurança inclui alerta de colisão dianteira com frenagem de emergência automática, alerta de mudança de faixa, monitoramento da atenção do motorista, alerta de objeto em ponto cego, de tráfego transversal traseiro e farol alto inteligente.

hyundai-kona-15

A carroceria tem 4,16m de comprimento, 1,80m de largura e 1,55m de altura. O entreeixos é de 2,60m. A tração pode ser integral ou apenas dianteira. No primeiro caso, a suspensão é independente nas quatro rodas. As versões de tração dianteira usam eixo de torção na traseira.

hyundai-kona-18

A gama de motores irá variar de acordo com o mercado. Na Europa terá motores a gasolina de 1 e 1,6 litro da família T-GDI, sempre com turbo. O primeiro tem três cilindros e entrega 120 cv e 17,5 kgfm, suficiente para levar o Kona de 0 a 100 km/h em 12 segundos e atingir 181 km/h de velocidade máxima com uso de câmbio manual de seis marchas.

Kona

O 1.6 T-GDI de 177 cv e 27 kgfm é o mesmo que equipa o novo Tucson por aqui. Com este motor emprega-se a transmissão de dupla embreagem e 7 marchas. O resultado é um desempenho convincente: 0 a 100 km/h em 7,7 segundos e velocidade máxima de 210 km/h.

Uma versão totalmente elétrica da Kona está em desenvolvimento e chegará em 2018, segundo o executivo da Hyundai Chung Eui-sun. Neste caso, ainda não há detalhes de desempenho, apenas a promessa de autonomia de mais de 380 km.

Aos leitores de Portugal, a Hyundai está ciente do sentido pejorativo e usará o nome Kauai por aí. As vendas terão início na Coréia do Sul ainda neste mês. A Europa recebe o carro ainda em 2017 e a América do Norte em 2018. Por aqui não há previsão e nem confirmação do posicionamento em uma gama com o velho Tucson, ix35, Novo Tucson (ambos vendidos pela CAOA) e Creta.

Galeria – Hyundai Kona