Mitsubishi

Linha 2018 do Mitsubishi ASX evolui em potência e ainda está mais barato

O Mitsubishi ASX 2018 passa a ser equipado somente com um motor 2.0 flex, de 170 cv e 23 kgfm com etanol (antes eram 160 cv e 20,1 kgfm), e câmbio automático CVT. O SUV ganha ainda sistema de pré-aquecimento do etanol para ocasiões de partida a frio. E ainda ficou mais barato: parte de R$ 98 mil.

Fabricado em Catalão (GO) pela HPE, representante da marca japonesa no Brasil, se apresenta em três versões: a de R$ 98 mil com tração dianteira, R$ 114 mil para o 4WD, e R$ 123 mil 4WD com faróis de xenônio e teto solar. Seja qual for a versão, o ASX é equipado com chave presencial, ar-condicionado digital, central multimídia com câmera de ré e sensores de chuva e crepuscular a partir da primeira versão ‘traçada’. O aparato de segurança é composto por airbags laterais, de cortina e de joelho para o motorista, fixação de cadeirinhas infantis isofix, controle de estabilidade, entre outros.

Por fim, o ASX está mais barato, o que pode ser uma decisão da HPE em relação ao seu desempenho nas vendas, nada encantador. Quando ele ganhou sua repaginada de meia vida, ano passado, custava R$ 105 mil o mais barato – são menos R$ 7 mil. No acumulado entre janeiro e junho, são 1.451 unidades vendidas, dados Fenabrave, o 23º na lista de SUVs.