Fiat / Segredos

Fiat Cronos: o que esperar da versão sedã do Argo?

O reinado do Grand Siena está na iminência de acabar. A Fiat revelou o nome da versão sedã do Argo: será Cronos. É o mais jovem dos titãs, a personificação do tempo eterno e imortal, o ser mitológico que inspira o nome do modelo cuja missão será enfrentar o Volkswagen Virtus (o novo Polo Sedan), que chega em janeiro, além dos Chevrolet Prisma e Cobalt e do Hyundai HB20S.

A Fiat promoveu uma corrida de Uno com escada no teto para revelar o nome. A cada volta um Uno dava lugar a um lançamento recente da Fiat com uma letra, até que o nome Cronos era formado. Uma forma bem legal de abraçar um meme da internet, convenhamos.

Mas o projeto do Fiat Cronos não tem qualquer relação com o Uno. Sua plataforma é a MP1, estreada pelo Argo, mas em uma configuração maior. Sedãs costumam ter portas traseiras maiores, o que proporcionará ao Cronos uma distância entre os eixos maior que os 2,52 m do Argo. A capacidade do porta-malas ficará acima dos 520 L, capacidade atual do Grand Siena.

O design do Cronos também será independente do Argo, pelo menos na dianteira, onde exibirá faróis, grade e para-choque exclusivos. As projeções são do site Autos Segredos.

Mas seus motores não serão inéditos: terá o 1.3 8V Firefly de 109 cv e 14,2 mkgf de torque, com opção de câmbio manual ou automatizado GSR, ambos de cinco marchas, nas versões de entrada. As mais caras ficam com o 1.8 E.torQ EVO que rende 139 cv e 19,3 mkgf com opção de câmbio manual de cinco marchas e automático de seis. Modelo custará entre R$ 58.000 e R$ 80.000.

Os motores garantem um espacinho para o Grand Siena, que permanecerá com os motores 1.0 e 14 Fire Evo, com 75 e 88 cavalos após o lançamento do Cronos, que está previsto para março.