Salão de São Paulo 2018: Kia mostra as armas para vender 20 mil unidades no ano que vem

Kia / Lançamentos / Marcas / Salão de São Paulo

Salão de São Paulo 2018: Kia mostra as armas para vender 20 mil unidades no ano que vem

A Kia vai só “na boa” agora no mercado brasileiro. Depois do trauma da sobretaxação de IPI com o Inovar Auto, a marca quer recuperar as vendas e projeta importar 20 mil unidades em 2019. Para isso, aposta principalmente no Stonic, SUV compacto produzido no México.

O modelo será vendido no primeiro semestre do ano que vem com o mesmo conjunto do Hyundai HB20: 1.6 flex de 128/122 cv com câmbio manual ou automático de seis marchas. A marca não falou em preços, mas o modelo deve ficar entre R$ 78 mil e R$ 95 mil.

O Stonic usa a mesma plataforma do hatch premium Rio, que inclusive, finalmente vai ser comercializado no país depois de ser anunciado por uns cinco anos. Ao lado, o Sportage 2019 com nova grade e para-choque e painel redesenhado.

No estande da Kia, destaques também para o K900, o esportivo com seu V8 de 405 cv, e o Picanto GT, que chegou a ter 100 unidades importadas no ano passado. Os dois modelos, contudo, ainda dependem dos humores da cotação do dólar para serem vendidos no Brasil.

O Soul EV, contudo é mais certo. A versão 100% elétrica promete 320 km de autonomia e viria nos incentivos previstos no Rota 2030, programa de incentivos do Governo Federal para o setor. No embalo, a marca sul-coreana também mostra as variantes híbridas do Niro e do Optima no Salão.