Resultados da busca por "forester ts" : 11

Subaru Forester tS chega à Austrália com design inspirado nos Impreza STi

2016-subaru-forester-ts-for-australia (2)

Desde o final de 2014 os japoneses podem se dar o luxo de ter um Subaru Forester tS, um crossover com pegada muito próxima do Impreza STi. Agora, os australianos também podem comprar um Forester com um pouco da divisão STi. Pena que não é exatamente igual.

Leia mais ›

por 24 de maio de 2016 Lançamentos, Subaru

Subaru Forester tS chega ao Japão com motor 2.0 turbo de 280cv

Versão mais potente tem visual inspirado nos STi

foresterstatc2-1
Vislumbrado por um conceito há alguns meses, o Subaru Forester tS chega agora ao mercado japonês como versão mais esportiva do crossover e quer conquistar os fãs de utilitários potentes. Com visual e acerto de chassi exclusivo, aposta no motor 2.0 turbo de 280cv para andar rápido. foresterstatc3-1
A produção do Forester tS será limitada a 300 unidades, todas com para-choques e rodas com desenho exclusivo, suspensão discretamente rebaixada, grade dianteira em preto brilhante com apliques vermelhos, difusor traseiro e saídas de escape cromadas. Adesivos STi estão espalhados pela carroceria e pelo interior, e as cores branco pérola ou o azul característico dos Subaru STi estão disponíveis.
foresterstatc6-1
O motor boxer de 280cv é ligado ao câmbio Lineartronic CVT, que distribui a força pelas quatro rodas por meio do sistema de tração integral. Todos os sistemas eletrônicos como o do controle de estabilidade e da direção foram reprogramados para combinar com o desempenho da versão. Os preços no Japão partem dos 4.350.000 yenes, o equivalente a R$ 92.700 sem impostos. foresterstatc8-1

por 27 de novembro de 2014 Lançamentos, Subaru

Subaru Forester tS tem visual criado pela STI e motor 2.5 Turbo

foresterts201215
A Subaru levou para o Salão de Moscou uma versão do crossover Forester que combina visual esportivo projetado pela STI ao motor 2.5 Boxer de 263 cavalos. Chamado Forester tS, o modelo ainda passou por alterações na suspensão, para ficar mais firme e ligeiramente mais baixo, e na direção de forma que fique mais direta e precisa. foresterts201214
O interior tem novos volante e pomo do câmbio, ambos fornecidos pela STI. Os bancos esportivos são forrados em couro com costuras vermelhas e tem em regulagem elétricas enquanto os pedais são em alumínio. Entre os equipamentos figuram ar condicionado automático, piloto automático e partida por botão.
foresterts201204
O motor 2.5 e seus 263 cv e 34,7 kgfm de torque garantem aceleração de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos e velocidade máxima de 224 km/h. A transmissão é automática de cinco velocidades e a tração é integral AWD.
foresterts201208

por 31 de agosto de 2012 Salão de Moscou, Subaru

Subaru Forester S-Edition chega por R$ 135.000

Blue-color-is-very-excellent-for-2011-Subaru-Forester-S-Edition
Como os carros da Hyundai, os Subaru são importados pela CAOA. Sem a mesma fama, a marca japonesa está lançando no Brasil o Forester S-Edition. Baseada na versão topo de linha ele traz equipamentos de série ar-condicionado digital dual-zone, piloto automático, câmera de ré, freios ABS com EBD, sistema de som com Bluetooth e entrada auxiliar USB, airbags (frontal, lateral e do tipo cortina) e volante multifuncional. The-sportiness-side-of-2011-Subaru-Forester-S-Edition
Entre os equipamentos exclusivos estão bancos revestidos em couro com detalhes na cor Alcantara azul, rodas de liga leve de 17 polegadas e aerofólio traseiro. O motor é 2.5 16V turbo boxer que entrega 270 cv a 6.000 rpm e torque máximo de 35,4 mkgf a 2.800. A transmissão é automática de cinco velocidades com borboletas para trocas sequenciais atrás do volante e a tração é do tipo AWD, permanente nas quatro rodas com distribuidor de torque e diferencial traseiro com limitador de escorregamento, ou simplesmente LSD. Oferecida nas cores preto, prata e branco, a versão custa R$ 135.000.
2011-Subaru-Forester-S-Edition-presents-a-progressive-steering-wheel

por 17 de agosto de 2011 Brasil, Lançamentos, Subaru

Pergunta da Semana – Câmbio CVT: Como você lida com essa transmissão alienígena?

Elimina a embreagem e torna o carro mais econômico – e chato?

Nissan-Altima-2014 (85) Estive me lembrando que na empresa em que trabalho tínhamos um Honda Fit de primeira geração com seu tradicional câmbio automático continuamente variável, ou CVT de acordo com a sigla em inglês. A minha sensação era que dirigia um carro mais sem alma do que qualquer jogador do Botafogo, ao passo que bebia menos que o Axl Rose no backstage de um show. Ok, o Axl Rose não é um bom parâmetro. Bebia menos que uma freira, então. Sim, muitos de nós preferirão sempre uma boa transmissão manual, mesmo que seja a de um FNM com duas alavancas acompanhado do suor inerente da atividade. Só que a grande maioria já não se importa com isso e a cada dia o número de carros com câmbio automático aumenta na República de Geisy Arruda. Desde o Fit lançado em 2003, o CVT está presente como método construtivo alternativo à caixa automática tradicional, com suas engrenagens epicíclicas e conversor de torque. nissan-cvt _3_
A vantagem real do CVT é sua eficiência no que se refere à economia de combustível, ainda mais acentuada pela tradicional aplicação dessa transmissão em motores menos potentes. Mas hoje há motores potentes associados a sistemas CVT, como em alguns Audi – que vai abandonar o sistema –, mas nada supera os 280cv do recente Subaru Forester tS 2015, no Japão. Entretanto, o CVT tem para mim um defeito crucial. Exceto nos modelos onde o CVT possui um parâmetro de parada, ou seja, simula marchas pré-estabelecidas, como Toyota Corolla, Renault Fluence e Honda City, a experiência de condução se assemelha a ligar um liquidificador, andar de elevador ou de metrô, com rotação sempre estabelecida e o mundo passando a seu redor. Ao subir o morro o sistema diminui a relação para aumentar os giros. Ao descer, diminui a relação para reduzir os giros. Eis o ônus da variação contínua da relação: trava a velocidade de funcionamento do motor e muda a relação para que o carro desenvolva.
cs_lineartronic_003
Como sempre falamos em nossas avaliações, carros com CVT não são tão empolgantes mas o consumo é sempre exemplar. Eu gosto um pouco de vida na minha caixa de velocidades, mesmo quando ele está fazendo o seu trabalho por conta própria. O já extinto Fit CVT da empresa, extremamente hábil em se mover com a menor quantidade de gasolina possível, tinha a mesma emoção de condução do que ver um jogo de golfe depois de uma feijoada. E é claro que hoje nós estamos interessados em seu ponto de vista, e, como tal, nós queremos que você avalie o CVT. Você já dirigiu um? O que você acha deles? Algo que eu não sabia e vossa excelência queira me ensinar? Vamos, opine. A palavra agora é de vocês!

por 26 de novembro de 2014 Motores, Pergunta da Semana, Tecnologia

Subaru divulga primeiras imagens do novo Legacy

Sedã japonês estreia linhas mais interessantes em nova geração

5106602231974824701
A Subaru apresenta a nova geração do Legacy esta semana no Salão de Chicago, mas já divulgou as primeiras imagens oficiais do sedã. É, na prática, uma versão mais conservadora do conceito de mesmo nome que o antecipou na última edição do Salão de Los Angeles, em novembro, embora isso não signifique que ele seja ruim. 646450821780885836
A dianteira lembra muito o Subaru WRX, sobretudo os faróis e a grade proeminente, e sua traseira tem formas dinâmicas, muito interessantes. No interior, destque para o painel de instrumentos e volante redesenhados, e a marca japonesa ainda promete melhor montagem e melhores materiais.
1469651058341733733
Motores não foram oficializados, mas especula-se que deverá contar com os mesmos motores boxer 2.0 e 2.5 de quatro cilindros do Impreza e do Forester.
1365279063973528117

por 4 de fevereiro de 2014 Salão de Chicago, Subaru

Subaru XV já é vendido no Brasil por R$ 115 mil

Versão aventureira adquiriu independência e está mais caro que um Forester

1_maior
Apresentado no Salão do Automóvel
, o Subaru XV já é vendido por concessionários mesmo antes de seu lançamento. Segundo o Jornal do Carro o crossover tem preço sugerido de R$ 115 mil. Vale dizer que em sua geração anterior, quando ainda era chamado Impreza XV, o modelo partia dos R$ 77 mil. IMG_3394[3]
Derivado do Impreza 2.0R, mas preparado para aventuras leves, graças a tração integral e a maior altura livre do solo, o XV conta com um motor Boxer de quatro cilindros e dois litros DOHC, com cabeçote e bloco em alumínio. A potência é de 155 cv a 6.200 rpm e o torque de 20 kgfm a 4.200 rpm. O motor é combinado com nova transmissão automática CVT Lineartronic que simula seis marchas e conta com paddle shifts para trocas manuais. A tração é integral com diferencial de acoplamento viscoso.
IMG_3395[4]
Este conjunto também pode ser encontrado nas versões de entrada do Forester, que custam R$ 93 mil e R$ 107 mil, e também no novo Impreza Sedan, que já está presente no site da marca. Por dentro, há um novo volante, tela de 4,3 polegadas no topo do console central, vidros elétricos e sistema de som com MP3 com entrada USB e auxiliar. O porta-malas com capacidade de 310 litros entregam que mal ou bem o XV ainda é um hatch médio. Com relação aos itens de segurança, há airbags frontais, laterais e de cortina, freio ABS com EBD, sistema ISOFIX de fixação de cadeirinhas, apoios de cabeça dianteiros ativos e teto solar elétrico. As rodas são de alumínio aro 17”.
subaru-xv-15_thumb[1]

por 9 de janeiro de 2013 Segredos, Subaru

7 em 1 – Edição XLV

77
Na última semana o mercado recebeu novidades importantes em seus dois extremos. Como um dos modelos mais baratos e econômicos do mercado, surge o Renault Clio 2013 com visual repaginado, motor revisto e um tanto mais simples. No outro extremo, o Chevrolet TrailBlazer chega às lojas como o carro mais caro fabricado no Brasil. Importante também foi a divulgação dos resultados da terceira rodada de testes do Latin NCAP.

Eis o novo Lamborghini Aventador LP700-4 Roadster

avlp700-4roadstergal031920x1080[6]

A Lamborghini melhora o começo desta semana com a divulgação das imagens do interessantíssimo Aventador LP700-4 Roadster. Este carro mantém potência e desempenho da versão fechada e acrescenta alguns elementos estéticos e a possibilidade de rodar com os cabelos ao vento, a até 350 km/h. Leia mais: Imagens e detalhes do Lamborghini Aventador LP700-4 Roadster

Honda Civic 2013 tem novo visual nos EUA

001-2013-honda-civic[4] (1)

Se no Salão de São Paulo a linha 2013 do Civic ganhou destaque pelo motor 2.0 Flex com ausência do tanquinho, em Los Angeles o modelo terá outro papel no estande da fabricante nipônica. Renovado, o Civic 2013 teve suas primeiras imagens pela Honda mas por enquanto é só para o mercado norte-americano. O modelo ganha retoques na dianteira, mas as mudanças mais significativas estão na traseira. Leia mais: Honda Civic 2013 para os EUA é apresentado

Carros nacionais estão 20 anos atrasados

8509d4e7215331

O Latin NCAP, órgão independente que avalia a segurança de carros latino-americanos, divulgou hoje os resultados de sua terceira bateria de testes. Oito modelos foram avaliados quanto a segurança para adultos e crianças após  colisão frontal a 64 km/h contra um obstáculo deformável, que simulava outro automóvel. O pior resultado foi do JAC J3, e Ford New Fiesta e Honda City praticamente empataram como os mais seguros dos testes. Leia mais: Latin NCAP divulga resultado de nova rodada de crash-tests

Subaru mostra o novo Forester

2014-Subaru-Forester-24[5][5]

A Subaru mostra no final deste mês, no Salão de Los Angeles, a nova geração do Forester. Mas já divulgou as primeiras imagens e informações oficiais do modelo. Esta é a quarta geração do Forester desde seu lançamento, e também a maior, com a premissa de oferecer mais espaço para os passageiros do banco de trás e no porta-malas. Leia mais Subaru Forester ganha quarta geração

Clio tem novo visual e motor revisto pra linha 2013

NovoClio014(2)[9]

O modelo de entrada da linha Renault acaba de receber uma reestilização inspirada em sua nova geração, comercializada atualmente na Europa. O Clio mantém sua lateral atual, mas recebe alterações na parte frontal, traseira e interior, além de motor retrabalhado. Será vendido em três versões, com preços partindo de R$ 23.290. Leia mais: Renault Clio 2013 é lançado oficialmente, preços partem de R$ 23.290

Viper chega ao Brasil de forma independente

autowp.ru_srt_viper_gts_launch_edition_7

O SRT Viper esteve no Salão do Automóvel  apenas a passeio. A unidade apresentada era apenas para demonstração, que não pode ter sua pintura exposta ao sol, nem passa dos 60 km/h. Mas, se ainda não há intenções da marca vender o Viper fora da América de forma oficial por pelo menos um ano, a importadora paulistana Direct Imports se dispõe a trazer o esportivo pelo preço inicial de R$ 442.900, que já inclui impostos e frete. Leia mais: Importadora independente traz SRT Viper por a partir de R$ 442.900

Chevrolet TrailBlazer é o carro mais caro feito no Brasil

GM_Foto03_6H4A9689_14-11-123

Em 1997, quando eu ainda era um garotinho curioso – só deixei de ser um garotinho -, lembro-me de ter lido na edição daquele ano do Guinness Book que o carro mais caro produzido no Brasil, àquela altura, era o Chevrolet  Omega Suprema CD. Não custava mais que R$ 80 mil reais, quantia muito representativa naquela época. O tempo passou, os Suprema estacionaram na porta de funerárias, e a Chevrolet volta vender o carro nacional mais caro. Agora é o TrailBlazer, cuja versão topo de linha custa R$ 175.450. Leia mais: Chevrolet TrailBlazer chega ao Brasil por a partir de R$ 145.450

Fiat revela o 500e

Para honrar compromissos assumidos com governos de estados como a Califórnia durante a aquisição da Chrysler, a Fiat lançará no Salão de Los Angeles uma versão elétrica do Cinquecento, batizada de 500e. Com poucas mudanças no visual, esta versão será exclusiva para os Estados Unidos, nem a Europa receberá o carro. Segundo rumores, a Fiat perderá quase oito mil euros em cada 500e produzido. Leia mais: Primeiras imagens do Fiat 500e

por 19 de novembro de 2012 7 em 1

Salão de Frankfurt – Subaru XV: mais fora de estrada, menos Impreza

subaru-xv-01
O Impreza XV foi apresentado no ano passado sendo uma opção “aventureira” ao Impreza original, mas tinha poucas mudanças, estas bem sutis, lembrando as soluções estéticas usadas pela Volkswagen nos seus carros Cross. Agora, com a nova geração do Impreza, a Subaru resolveu radicalizar na sua versão aventureira. A montadora japonesa levou tão a sério que o transformou em um crossover totalmente novo, e não é mais considerado um Impreza, de fato. Chamado agora de XV apenas, se situará entre o Impreza e o Forester. A novidade está sendo exposta no Salão de Frankfurt. O crossover terá tração integral, como de costume nos Subaru. Haverão pelo menos três motores disponíveis no mercado europeu: dois a gasolina, sendo estes um 1.6 que gera 114 cavalos e um 2.0 de 150 cavalos, ambos quatro cilindros. O terceiro motor deverá ser movido a Diesel. A transmissão poderá ser automática e manual, sendo que a primeira terá um tipo de tração integral diferente da segunda. Outra peculiaridade é o fato de que o motor Diesel não receberá transmissão automática, assim como não terá o sistema Start & Stop. subaru-xv-04
Por dentro, há um novo volante, uma inédita tela de 4,3 polegadas no topo do console central com demais informações (provavelmente com GPS e comandos de som), vidros elétricos nas quatro portas e um rádio reprodutor de MP3 com entrada USB e auxiliar e uma tomada de 12 volts. Segundo a marca, o acesso e saída do veículo é facilitado pelo ângulo de abertura das portas e pela altura da carroceria. Já o porta-malas, porém, não surpreende para um crossover, embora derivado de um hatch médio. O espaço é de 310 litros, menos que o de um Focus (brasiileiro) e que o do EcoSport, por exemplo. Os bancos traseiros são divididos em dois, portanto, é possível rebatê-los permitindo ainda que um outro passageiro possa viajar na parte traseira do XV. Essa independência entre os bancos permite que uma bicicleta, por exemplo, possa ser levada sem que o espaço traseiro seja totalmente privado. subaru-xv-15
O Subaru XV atual custa a partir de € 25.350, algo em torno de R$ 59.740. O XV deverá manter a mesma faixa de preço em relação ao atual, ou com pequenas alterações. Não se sabe se chegará ao Brasil, mas considerando que é o país que inventou a moda aventureira, seria interessante se ele fizesse companhia ao EcoSport… Se custasse o mesmo preço do modelo vendido na Europa.

Com informações do Autoblog en Español
por 14 de setembro de 2011 Salão de Frankfurt, Subaru

Mês de maio registra queda nas vendas; confira os números

novogol_small As vendas de automóveis de passeio e comerciais leves no Brasil registraram uma queda de 10,1% no mês de maio, em relação ao mês de abril. Segundo os dados da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), foram emplacados 235.674 veículos, quase 35 mil unidades a menos em relação ao mês de abril, que teve 261.897 unidades emplacadas. Presume-se que o fim da redução do IPI seja a causa da queda de vendas. uno_attractive_027 A Fiat, no acumulado de 2010, permanece na liderança, com uma diferença de 0,20% em relação à Volkswagen. Já no ranking de veículos de passeio, a montadora alemã ganhou o topo do ranking, com 25,13% de participação de mercado. A Fiat aparece logo após a Volkswagen, com 23,83%, em seguida, a GM, com 21,01%, seguida pela Ford, com 10,2%, Renault, com 5,3% e Honda, com 4,31%. Já na categoria dos comerciais leves, a Fiat segue como líder, com 21,51% de participação no mercado. Fiat e GM seguem com empate técnico. No acumulado do ano, o segmento conta com o mesmo resultado do mês de maio. X11CH_CL001BR O Palio, logo no primeiro mês do novo Uno, já sentiu a presença do novo irmão. Ele caiu para a quinta posição do ranking dos mais vendidos, ao contrário do novo Uno/Mille, que juntos são o segundo do ranking, isso por enquanto, já que a fila de espera para o Novo Uno chega a ser de 90 dias. Em primeiro lugar, está o Gol, com 24.236 unidades comercializadas. O Uno teve 14.164 unidades emplacadas, seguido do Corsa Sedan (que inclui também o Classic), com 11.377 unidades. Já o Fox/Crossfox teve 10.671 unidades vendidas, e o Palio, 10.448 unidades. fox_prime_imotion01_small No acumulado de 2010, conforme citado anteriormente, a Fiat é a líder até agora, com 228.284 unidades comercializadas, seguida da Volkswagen, com 226.237 unidades emplacadas, GM, com 213.067 unidades, Ford, com 101.587 unidades, e, finalmente, a Renault, com 52.839 unidades vendidas.

Os 50 automóveis e comerciais leves mais vendidos

Automóveis  Comerciais leves 
1º VW /GOL 24.236
2º FIAT /UNO 14.164
3º GM /CORSA SEDAN 11.377
4º VW/FOX/CROSS FOX 10.671
5º FIAT /PALIO 10.448
6º GM /CELTA 9.404
7º FIAT /SIENA 8.441
8º VW /VOYAGE 5.947
9º FORD /KA 5.309
10º GM /PRISMA 4.455
11º GM /AGILE 4.428
12º FORD /FIESTA 4.401
13º TOYOTA /COROLLA 4.329
14º RENAULT/SANDERO 3.406
15º FIAT /PUNTO 3.174
16º CITROEN/C3 3.145
17º HONDA/CITY 2.929
18º HYUNDAI/I30 2.617
19º FIAT /PALIO WEEKEND 2.490
20º HONDA/CIVIC 2.461
21º PEUGEOT/207 2.301
22º RENAULT/LOGAN 2.244
23º FORD /FIESTA SEDAN 2.014
24º FIAT /IDEA 1.970
25º FORD /FOCUS 1.889
26º HONDA/FIT 1.865
27º GM /MERIVA 1.859
28º GM /ASTRA 1.815
29º GM /CORSA 1.745
30º GM /VECTRA 1.561
31º PEUGEOT/207 SEDAN 1.441
32º VW /POLO SEDAN 1.325
33º VW /GOLF 1.282
34º VW /POLO 1.029
35º RENAULT/CLIO 958
36º CITROEN/C4 PALLAS 946
37º FORD /FUSION 925
38º FIAT /DOBLO 887
39º FIAT /STILO 869
40º FIAT /LINEA 863
41º CITROEN/C4 827
42º PEUGEOT/307 804
43º GM /VECTRA HATCH 775
44º KIA/SOUL 756
45º KIA/CERATO 700
46º HYUNDAI/AZERA 675
47º NISSAN /LIVINA 666
48º VW /PARATI 615
49º FORD /FOCUS SEDAN 613
50º GM /ZAFIRA 583
1º FIAT /STRADA 9.104
2º VW /SAVEIRO 5.649
3º GM /S10 3.538
4º GM /MONTANA 3.118
5º HYUNDAI/TUCSON 3.008
6º FORD /ECOSPORT 2.716
7º TOYOTA /HILUX 2.636
8º VW /KOMBI 2.092
9º MITSUBISHI /PAJERO 1.713
10º MITSUBISHI /L200 1.550
11º HYUNDAI/HR 1.415
12º GM /CAPTIVA 1.283
13º HONDA/CRV 1.203
14º FIAT /FIORINO 1.127
15º FORD /RANGER 1.105
16º FIAT /DUCATO 825
17º KIA/SPORTAGE 773
18º HYUNDAI/SANTAFE 665
19º TOYOTA /HILUX SW4 624
20º KIA/K2500 602
21º NISSAN /FRONTIER 545
22º FORD /COURIER 544
23º HYUNDAI/VERACRUZ 377
24º PEUGEOT/HOGGAR 377
25º VW /AMAROK 361
26º RENAULT/MASTER 361
27º LAND ROVER/FREELAND 303
28º FIAT /DOBLO 302
29º MITSUBISHI /Outlander 259
30º IVECO/DAILY 3514 226
31º FORD /F250 222
32º PEUGEOT/BOXER 215
33º HAFEI/RUIYI 212
34º SUZUKI /GVITARA 209
35º VW /TIGUAN 192
36º DODGE/JOURNEY 177
37º SSANGYONG/ACTYON 173
38º FORD /TRANSIT 167
39º GM /BLAZER 164
40º TOYOTA /RAV4 156
41º BMW/X1 155
42º M.BENZ /SPRINTER 313 148
43º VOLVO/XC60 147
44º CHERY/TIGGO 144
45º HAFEI/MINI 124
46º M.BENZ /SPRINTER 311 120
47º SUBARU /FORESTER 115
48º CITROEN/JUMPER 113
49º TROLER /T4 91
50º SSANGYONG/KYRONM 91
 

Fonte | Quatro Rodas

por 4 de junho de 2010 Fiat, Ford, GM, Mercado, Renault, Volkswagen