Articles by: Henrique Rodriguez

Rússia e Brasil foram os mercados que mais cresceram em 2008

novo-gol A Rússia e o Brasil foram os países que obtiveram no ano passado as maiores taxas de crescimento na comercialização de veículos automotores. Com 2,92 milhões e 2,67 milhões, respectivamente, os dois cresceram 14,2% em relação a 2007, quando haviam licenciado 2,56 milhões e 2,33 milhões. Os números são da Jato do Brasil, empresa de informações automotivas.
De acordo com o estudo, a China cresceu 6,9%, passando de 6,07 milhões para 6,49 milhões de unidades comercializadas, enquanto a Índia cresceu 0,8%, de 1,65 milhão para 1,66 milhão. Assim, entre os emergentes, a China ocupa a vice-liderança do mercado mundial (atrás portanto dos EUA), enquanto Rússia fica em quinto lugar, Brasil em sexto e Índia em décimo.
Os EUA também lideram entre os resultados negativos. Com 13,22 milhões de unidades emplacadas no mercado interno, a queda foi de 18%. Em 2007 os norte-americanos adquiriram 16,12 milhões de unidades. A segunda maior queda foi na Itália, com 13%. Em 2008 foram emplacados no mercado italiano 2,38 milhões de veículos contra 2,73 milhões no ano anterior. Na Grã-Bretanha, a redução nas vendas internas alcançou 11,7% (2,42 milhões contra 2,74 milhões de unidades).
No Japão, o terceiro maior mercado interno do mundo, a queda foi de 5,2% (5,06 milhões contra 5,33 milhões em 2007). Na Alemanha, quarto maior mercado do planeta, o recuo foi de 1,7% (3,31 milhões, ante 3,37 milhões). Na França as vendas recuaram 0,6% (2,51 milhões ante as 2,52 milhões de unidades em 2007).
“Somente no último trimestre do ano passado, os EUA viram suas vendas internas caírem, em números absolutos, 1.317.673 de veículos automotores”, observa Luiz Carlos Augusto, diretor de vendas e marketing da Jato do Brasil. Ele ressalta que EUA, Grã-Bretanha e Itália amargaram quedas de vendas em seus mercados internos em todos os quatro trimestres de 2008 em relação aos mesmos períodos de 2007. Confira os top ten do mercado em 2008 EUA: 13.221.150 China: 6.492.553 Japão: 5.060.639 Alemanha: 3.318.310 Rússia: 2.923.540 Brasil: 2.670.884 França: 2.510.555 Grã Bretanha: 2.421.256 Itália: 2.381.667 Índia: 1.665.795 2105 palio-18r-1 Lada_Niva_front_20080228

por 5 de fevereiro de 2009 Mercado

Fiat Panda vai ganhar versão Mamy

118_Panda_01 A Fiat vai lançar na Itália uma versão do Panda denominada Mamy. Ela é destinada principalmente a ajudar as mamães a transportar seus filhos, oferecendo itens específicos para este trabalho. Entre eles estão bancos com tecido lavável, bolsas na parte traseira dos bancos da frente, tapetes personalizados e ganchos para se pendurar sacolas. Para conforto e segurança, vem de série com ar-condicionado e air-bags frontais e laterais. Por toda essa dedicação, essa versão está sendo chamada de “bebe conforto”.O Panda Mamy pode ser equipado com motor 1.2 de 60 cv ou 1.3 16V de 70 cv. 545_Panda_03 134_Panda_02

por 5 de fevereiro de 2009 Fiat, Lançamentos

Mercado chinês ultrapassa o norte-americano

effa A China ultrapassou os Estados Unidos e ocupou, em janeiro, a posição de país com maior número de carros novos vendidos no mundo. É o que estima a GM, maior montadora norte-americana e que perdeu recentemente a posição de maior fabricante mundial de automóveis para a japonesa Toyota.
Enquanto os EUA amargam o pior mês em vendas desde 1982, segundo o balanço geral divulgado na segunda-feira, os executivos da GM acreditam que “pela primeira vez na história o mercado chinês tenha passado o mercado norte-americano no balanço mensal”, ao consumir 790 mil unidades em janeiro. Nos EUA, com quedas generalizadas, o total foi de 668 mil veículos. Os números sobre as vendas na China, que não são oficiais, foram repassados à agência “Automotive News” e, claro, precisariam ser confrontados com dados não divulgados pelo governo chinês.
Mas com base nestes números, os executivos da montadora traçam o panorama de que o mercado de novos na China deverá vender algo como 10,7 milhões de unidades durante todo o ano de 2009, permanecendo à frente dos Estados Unidos. Atualmente, com a crise assolando a economia ianque, a estimativa é de que o mercado norte-americano consuma menos de 10 milhões de carros no ano. A China até hoje só tinha conseguido ultrapassar os EUA, no número de fábricas produtos falsos(isso inclui cópias fajutas de carros consagrados) e no nível de poluição. Qual será o próximo passo chinês? towner-cn-auto-02 chana

por 5 de fevereiro de 2009 Mercado

Kia Mohave chega este mês, Novo Kia Soul e New Cerato chegam ao Brasil em maio

2008_naias_kia_borrego_image025 Depois do comunicado, do aumento de 3,9% no número de carrros emplacados no primeiro mês do ano e de 205% de janeiro a Dezembro de 2008, a direção da Kia Motors do Brasil também confirmou parte do seu cronograma de lançamentos para o mercado nacional. De forma discreta, a Kia lançou em janeiro, o New Magentis. Neste mês, a empresa lança o Kia Mohave equipado com o motor V6 à gasolina de 275 cavalos de potência. Em março, o Kia Mohave V6 VGT Diesel de 250 cavalos é quem estréia no mercado nacional esse mês. Kia Magentis 09 Frente kia-soul-production-rear_opt Mas as duas grandes apostas para o mercado nacional chegam em maio: trata-se do inédito Kia Soul e do sedan New Cerato, que além de ter visual com linhas semelhantes ao do New Civic, curiosamente também recebeu a denominação “New”. Em maio também chega a versão mais potente do Mohave, a qual vem equipada com um potente motor V8 à gasolina de 340 cavalos de potência. Mohave por volta de R$ 130,000 New magentis R$ 69,900 Soul R$ 73,000 New cerato R$ 53,000 0,,15002022,00

por 5 de fevereiro de 2009 Kia, Lançamentos, Mercado

Chrysler está próxima de vender o Viper

2008 Dodge Viper O vice-presidente da Chrysler, James Press, afirmou nesta quarta-feira (4) que a montadora recebeu três ofertas para a compra das operações do esportivo Dodge Viper. Decidida a vender a licença para fabricação do modelo desde agosto, a Chrysler também encara o negócio como uma medida para evitar a falência. No dia 17 de fevereiro ocorrerá a reunião com o Tesouro norte-americano, ocasião em que deverá provar sua viabilidade. Por isso, são grandes as chances de a martelada final sobre o assunto acontecer em breve. A fábrica do Viper em Detroit emprega cerca de 110 funcionários. Ano passado, 1 172 unidades do muscle car foram vendidas nos EUA. Somente no mês passado, com o acirramento da crise, as vendas caíram 74% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em números, isso é o equivalente a 127 unidades. A Chrysler pretende vender o produto para investidores particulares, estratégia que já foi cogitada pela marca para o “retrô” Pt Cruiser. Isso incluiria todo o ferramental necessário para a fabricação do modelo, localizado no México. O presidente da Chrysler LLC, Tom LaSorda, foi rápido e objetivo em sua entrevista ao Bloomberg: “Nós venderíamos as instalações? Sim. Nós recebemos alguma oferta de compra destas instalações? Sim. Nós iríamos atrás de compradores? Sim”. Caso não ocorra a venda dos modelos, eles poderão sair de linha, o Viper em 2011, e o Pt Cruiser, até o final do ano. A Chrysler do Brasil, é a principal defensora do modelo, só ano passado foram comercializadas mais de 2.300 unidades, só dele. 2008_Dodge_Viper_SRT10_1 chrysl1

por 4 de fevereiro de 2009 Dodge, Mercado

Robust já aparece rodando na Europa

304_Pickup_VW A Robust, modelo com o qual a Volkswagen pretende entrar no segmento de picapes medias, foi fotografada na Europa já em testes de rodagem, com formas muito semelhantes à mostrada por CAR. Esta foto feita por Di Massimo Grassi na Escandinávia e publicada num site italiano. A Robust que será comercializada no Brasil será produzida na Argentina e terá como característica principal a nova tecnologia que usa no motor. Sua rivais aqui serão a Chevrolet S-10, Ford Ranger, Toyota Hilux e Mitsubishi L200. Mas o que haveria de tão diferente? Segundo o que apuramos, uma hipótese interessante, que seria uma revolução no segmento, é o uso da taxa de compressão variável, a melhor solução para um motor bicombustível funcionar com o máximo de eficiência, independentemente da mistura de álcool e gasolina no tanque. Essa idéia foi desenvolvida por uma empresa alemã e funciona a partir de um mecanismo simples e barato, mas que hoje é usado apenas em um protótipo na Europa.Consegue-se mudar o curso do pistão dentro da câmara de combustão, variando a taxa de compressão entre 8:1 e 16:1 dependendo do combustível que estiver sendo queimado. Isso leva a uma melhora significativa de desempenho e na economia de combustível em relação aos motores flex que vimos até agora. A taxa também varia de acordo com a rotação quanto menor o giro, maior a taxa. Além dessa hipótese, outro item que seria inovador é o sistema que dispensa reservatório de partida a frio graças ao uso de bicos injetores aquecidos. A algum tempo avisamos que o lançamento foi adiado para 2010, resta esperar para ve-la. 2010_VW_Robust_Pickup vw_robust.thumbnail vw_robust_flagra_2 304_Pickup_VW

por 4 de fevereiro de 2009 Segredos, Volkswagen

VW Eos chega semana que vem a partir de R$ 159.900

vw_eos_24 O conversível Volkswagen Eos começa a ser vendido oficialmente no mercado brasileiro a partir do início da semana que vem a partir de R$ 159.900. O carro é um dos únicos esportivos do gênero que a marca teve no mercado brasileiro até agora, depois das poucas unidades do Golf Cabriolet e do Karmann Ghia. Sofisticado, o Eos (Deusa do amanhecer segundo a mitologia grega) vem com capota de acionamento elétrico e teto solar panorâmico, combinação única no segmento de conversíveis de quatro lugares. Feito com componentes da quinta geração do Golf, a novidade chega ao País com motor 2.0 turbo de 200 cavalos, potência suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em 7,8 segundos e atingir 228 km/h. Além desse modelo, feito em Palmela (Portugal), a marca alemã prepara para abril a chegada de mais um importado: o Passat CC, um sedã com ares de cupê, fechando 2 dos 16 lançamentos prometidos pela Volkswagen para esse ano de 2009. vw_eos_31 2007.Volkswagen.EOS

por 4 de fevereiro de 2009 Lançamentos, Volkswagen

Aston Martin revela o V12 Vantage

aston-martin-vantage-v12-0209-1-480x359 A Aston Martin finalmente revelou a versão V12 do Vantage, há muito tempo esperado. Ele é baseado no Vantage V8. Possui 510 CV de potência, fazendo ele alcançar 100 km/h em 4,1s e velocidade máxima de 306 km. Para ser freado, o Vantage V12, usa freios carbocerâmicos com discos de 398 mm na frente e 360 mm atrás.Esses freios estão por trás de suas rodas aro 19”, que usam pneus Pirelli P Zero Corsa 255/35 R19 na frente e 295/30 R19 atrás. A suspensão é mais rígida do que a do Vantage V8, para ele ter um melhor comportamento em percursos de alta velocidade. Seu peso é de somente 50kg a mais que o modelo V8, 1680 kg, isso se deve ao uso de fibra de carbono e outros elementos leves. aston-martin-vantage-v12-0209-4-480x359 Esteticamente, a diferença mais evidente é o uso de imponentes aberturas no capô, para melhorar a refrigeração do possante motor V12, Os parachoque também foram redesenhados, principalmente o traseiro e também o porta-malas que agora recebe um aerofólio. Só foram produzidos 1.000 unidades, por um preço desconhecido. Ele será apresentado ao público no salão de genebra, que começa em março. aston-martin-vantage-v12-0209-3-480x359 aston-martin-vantage-v12-0209-5-480x359

por 4 de fevereiro de 2009 Aston Martin, Lançamentos, Salão de Genebra