F1

Ferrari suspende o uso do KERS

368x276 A Ferrari anunciou que não irá mais utilizar o sistema de recuperação de energia cinética (KERS, na sigla em inglês) no GP da China, terceira prova do Mundial de Fórmula 1, que será disputada este fim-de-semana no circuito de Xangai. A equipe italiana decidiu suspender a utilização do sistema depois dos problemas que afetaram a prova de Kimi Raikkonen em Sepang. A Ferrari espera asssim concentrar-se no desenvolvimento de outros elementos do F60 (foto), procurando ganhar alguma competitividade depois de ter terminado as duas primeiras corridas da temporada sem qualquer ponto, e já é o pior início de campeonato da escuderia desde 1992. “Em Sepang detectamos um problema no KERS do carro do Kimi [Raikkonen], e decidimos não correr com esse sistema em Xangai. Temos que saber o que houve com o KERS do ponto de vista da segurança e viabilidade. O sistema é benéfico em termos de performance, mas se não trabalhar com segurança, não podemos correr o risco de continuar a utilizá-lo”, explicou Stefano Domenicali, responsável pela equipe italiana. Kubica com KERS Uma decisão em sentido contrário foi tomada pela BMW-Sauber, que vai fará Robert Kubica utilizar o KERS pelo menos nos treinos livres, procurando avaliar os benefícios que o sistema pode trazer na pista de Xangai. Nick Heidfeld utilizou o sistema nas duas primeiras corridas, mas o maior peso de Kubica levou a equipa a não montar o KERS em seu carro. A McLaren e a Renault, que já utilizaram o KERS na Austrália e na Malásia, devem continuar a utilizá-lo na China.f1_kers Sobre o KERS O KERS (foto ao lado) é um sistema que recarrega as baterias no ato da  frenagem do carro ou seja, a tecnologia capta a energia que seria desperdiçada no momento da desaceleração do carro e, em seguida, a reutiliza. Max Mosley, presidente da FIA, prevê que em 2013 os carros da F1 já poderão ser híbridos. e o KERS já seria faz parte de um teste para os novos carros. Marcas de luxo já utilizam o Kers em seus carros de luxo. Para elas a função desse sitema é reduzir as emissões de poluentes.

por 16 de abril de 2009 F1

FIA mantém liderança da Brawn GP

368x276 O Tribunal da FIA anunciou hoje que considera legais os aerofólios traseiros utilizados pela Brawn GP, Toyota e Williams, rejeitando assim a contestação da Ferrari, Red Bull e Renault (e posteriormente da McLaren e BMW-Sauber) a uma primeira decisão, no mesmo sentido, tomada pelos comissários nos GP da Austrália e da Malásia. “ O Tribunal de apelo da FIA decidiu negar os apelos submetidos, (…) baseado nos argumentos ouvidos e nas provas apresentadas, este Tribunal entende que os comissários esportivos procederam corretamente ao considerar que os carros em questão cumprem os regulamentos aplicáveis”, trecho do comunicado divulgado hoje pela FIA. Esta decisão mantém os resultados das duas primeiras provas do Mundial de Fórmula 1. E as lideranças de Jenson Button entre os pilotos e da Brawn GP entre os construtores. As equipes estão já em Xangai, onde este fim-de-semana será disputado o GP da China, terceira prova da temporada.

por 15 de abril de 2009 F1

Chuva encerra GP da malásia e o campeão, Jenson Button, leva apenas 5pts

0,,20242296,00 O temporal, no meio da corrida, era tudo que as equipes e pilotos mais temiam, e isso só aconteceu por culpa da FIA que aceitouadiar a largada, por interesses de exibição de canais europeus. Assim sendo, ela foi adiada em quase duas horas. O temporal foi tamanho, que a corrida foi finalizada na 31ª volta, aqguardaram uma hora para ver se daria para voltar. Mas não deu, ela foi encerrada em pouco mais de dois terços de uma prova de 56 voltas. isso fez com que o campeão, Jenson Button da Brawn GP, que ganhasse apenas 5 pontos. Desde o GP da Austrália, em 1991 que não acontecia um caso de não se dar a pontuação máxima para o campeão. Como foi considerada a classificação da 29ª volta, as posições ficaram com a liderança de Button, seguido por Nick Heidfeld (BMW Sauber), Timo Glock (Toyota), Jarno Trulli (Toyota), Rubens Barrichello (Brawn), Mark Webber (Red Bull), Lewis Hamilton (McLaren) e Nico Rosberg (Williams). Felipe Massa (Ferrari) ficou em nono lugar, enquanto Nelsinho Piquet (Renault) acabou em 11º. 1956610Button agora lidera o campeonato com 15 pontos, seguido por Barrichello (10), Trulli (8,5) e Glock (8) . Até o temporal interromper, a corrida havia sido emocionante, com muitas brigas por posições e ultrapassagens. Vários pilotos se revezaram na liderança, como Button, Rosberg, Glock, Trulli e Barrichello. Quando a chuva começou a cair, na altura da 20ª volta, começou uma frenética corrida dos pilotos aos boxes e as posições passaram a mudar a cada volta, por causa das opções dos times por pneus intermediários ou para muita água. Mas, diante de uma chuva ainda maior, após a 30ª volta, foi impossível a prova seguir.
Colocações dos pilotos: 1-Jenson Button (Brawn GP) 1h10:59.092
2-Nick Heidfeld (BMW-Sauber) + 22.722
3-Timo Glock (Toyota) + 23.513
4-Jarno Trulli (Toyota) + 46.173
5-Rubens Barrichello (Brawn GP) + 47.360
6-Mark Webber (Red Bull) + 52.333
7-Lewis Hamilton (McLaren) + 60.733
8-Nico Rosberg (Williams) + 71.576
9-Felipe Massa (Ferrari) + 76.932
10-Sebastien Bourdais (Toro Rosso) + 102.164
11-Fernando Alonso (Renault) + 1 volta
12-Kazuki Nakajima (Williams) + 1 volta
13-Nelsinho Piquet (Renault) + 1 volta
14-Kimi Raikkonen (Ferrari) + 1 volta
15-Sebastien Vettel (Red Bull) + 1 volta
16-Sebastien Buemi (Toro Rosso) + 1 volta
17-Adrian Sutil (Force India) + 1 volta
18-Giancarlo Fisichella (Force India) + 2 voltas A próxima prova do Mundial será daqui a duas semanas, na China.

por 5 de abril de 2009 F1

Button será pole e Massa largará bem atrás, no GP da Malásia

bgp001 Líder do Mundial de Fórmula 1, Jenson Button conquista a pole position para o Grande Prêmio da Malásia, mostrando mais uma vez a força da Brawn GP, que já havia feito dobradinha na Austrália. Na última etapa da classificação em Sepang, o inglês cravou 1m35s181 e superou o italiano Jarno Trulli, da Toyota, em 0s192. O terceiro mais rápido foi Sebastian Vettel (Red Bull), mas o alemão foi punido com a perda de dez posições no grid devido ao acidente com Robert Kubica em Melbourne. Quarto mais rápido, Rubens Barrichello também foi punido e perdeu cinco postos por ter trocado de câmbio, mas, com a punição a Vettel, vai sair em oitavo. Assim, a segunda fila terá Timo Glock (Toyota) e Nico Rosberg (Williams) e a terceira, Mark Webber e Robert Kubica (BMW Sauber).gp_malasia O treino de hoje, foi desastroso para Felipe Massa, que ficou surpreendente, em 16º lugar. Mais surpreendente ainda foi o motivo. Na primeira fase do treino, o brasileiro fez logo o terceiro tempo e, segundo o próprio piloto, tanto ele como a Ferrari apostaram que seria uma marca suficiente para levá-lo ao Q2. Com isso, Felipe não foi à pista para uma nova tentativa, mas outros pilotos melhoraram suas marcas e não houve tempo para ele reagir. Depois da enorme polêmica envolvendo a sua desclassificação no GP da Austrália e a ameaça de exclusão da temporada, o campeão mundial Lewis Hamilton teve mais um treino difícil com o problemático carro da McLaren e ficou na 12ª colocação, um posto à frente de seu companheiro de equipe Heikki Kovalainen. A segunda etapa do campeonato, na Malásia será disputado às 6h (horário de Brasília) de amanhã, e a previsão do tempo indica chuva. GRID DE LARGADA GP DA MALÁSIA: 1º – Jenson Button (ING) Brawn-Mercedes – 1m35s181
2º – Jarno Trulli (ITA) Toyota – 1m35s273
3º – Timo Glock (ALE) Toyota – 1m35s690
4º – Nico Rosberg (ALE) Williams-Toyota – 1m35s750
5º – Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault – 1m35s797
6º – Robert Kubica (POL) BMW Sauber – 1m36s186
7º – Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari – 1m36s170
8º – Rubens Barrichello (BRA) Brawn-Mercedes – 1m35s651*
9º – Fernando Alonso (ESP) Renault – 1m37s659
10º – Nick Heidfeld (ALE) BMW Sauber – 1m34s769
11º – Kazuki Nakajima (JPN) Williams-Toyota – 1m34s788
12º – Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes – 1m34s905
13º – Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault – 1m35s518**
14º – Heikki Kovalainen (FIN) McLaren-Mercedes – 1m34s924
15º – Sebastien Bourdais (FRA) Toro Rosso-Ferrari – 1m35s431
16º – Felipe Massa (BRA) Ferrari – 1m35s642
17º – Nelsinho Piquet (BRA) Renault – 1m35s708
18º – Giancarlo Fisichella (ITA) Force India-Mercedes – 1m35s908
19º – Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes – 1m35s951
20º – Sebastien Buemi (SUI) Toro Rosso-Ferrari – 1m36s107
*punido por ter trocado o câmbio
**punido por ter sido considerado culpado por acidente com Robert Kubica na Austrália Fonte: lancepress

por 4 de abril de 2009 F1

Button e Barrichello mostram o poder da Brown GP, fiacando nos primeiros lugares

1923615 A Brawn entrou para a História da Fórmula 1 neste domingo ao fazer dobradinha no GP da Austrália, com Jenson Button vencendo e terminando à frente de Rubens Barrichello. Foi a primeira vez desde 1954 que uma equipe fez dobradinha na estreia – a outra foi a Mercedes, no GP da França. O inglês dominou a corrida de ponta a ponta, enquanto o brasileiro teve uma corrida cheia de incidentes e herdou o segundo lugar após uma batida entre Robert Kubica e Sebastian Vettel a três voltas do final. Jarno Trulli, da Toyota, cruzou em terceiro após fazer uma ótima corrida de recuperação, mas foi punido com o acréscimo de 25 segundos ao seu tempo de prova por ter feito uma ultrapassagem sob bandeira amarela
Com isso, herdou o terceiro lugar o campeão mundial Lewis Hamilton (McLaren), que, com um limitado McLaren, fez uma uma corrida inteligente, sem erros e aproveitando os abandonos à sua frente. Completaram a zona de pontuação Timo Glock (Toyota), Fernando Alonso (Renault), Nico Rosberg (Williams), Sebastien Buemi (Toro Rosso), que marcou um ponto na sua estreia, e Sebastien Bourdais (Toro Rosso). Os outros dois brasileiros abandonaram. Felipe Massa chegou a ocupar o terceiro lugar em boa parte da prova, mas teve um problema mecânico e parou a oito voltas do final. Já Nelsinho Piquet vinha fazendo boa corrida após largar de 14º, mas perdeu o controle de seu Renault e parou na caixa de brita quando era o sétimo colocado. Fonte: Lancepress

por 29 de março de 2009 F1

Brawn GP estréia na F1 com dobradinha e pole position

PD*27502904 A mais nova equipa da F1, Brawn GP (ex Honda), garante o favoritismo investido, e assegura as duas primeira posições, em sau primeira corrida. O pole position será Jenson Button, seguido por Rubens Barrichello. Na terceira posição do Grid, Sebastien Vettel da equipe Red Bull. Robert Kubica com a BMW foi o quarto e Nico Rosberg da equipe Williams largará em quinto. Essa temporada será muito diferente das outras. As “ex” favoritas Ferrari e Mc Laren decepcionaram. Felipe Massa e Kimi Raikkonen da Ferrari, ficaram,consecutivamente no sexto e sétimo lugar, já Kovalainen e Louis Hamilton (campeão de 2008), da Mc Laren, amarguraram o décimo segundo e décimo sétimo lugar. Na verdade Louis Hamilton foi o décimo quinto, porém ele teve que trocar o câmbio de seu carro, ficando em décimo oitavo, e os carros da Toyota, segundo a organização da prova, usou uma asa traseira muito flexivel, com isso os dois carros da equipe sairam no final do grid. A prova acontece nesta madrugada de sabado pra domingo, ás 3 horas da manhã horário de Brasília 1 – J. Button (ING) – Brawn – 1m26s202
2 – R. Barrichello (BRA) – Brawn – 1m26s505
3 – S. Vettel (ALE) – RBR – 1m26s830
4 – R. Kubica (POL) – BMW Sauber – 1m26s914
5 – N. Rosberg (ALE) – Williams – 1m26s973
6 – F. Massa (BRA) – Ferrari – 1m27s033
7 – K. Raikkonen (FIN) – Ferrari – 1m27s163
8 – M. Webber (AUS) – RBR – 1m27s246
9 – N. Heidfeld (ALE) – BMW Sauber – 1m25s504
10 – F. Alonso (ESP) – Renault – 1m25s605
11 – K. Nakajima (JAP) – Williams – 1m25s607
12 – H. Kovalainen (FIN) – McLaren – 1m25s726
13 – S. Buemi (SUI) – STR – 1m26s503
14 – N. Piquet (BRA) – Renault – 1m26s598
15 – G. Fisichella (ITA) – Force India – 1m26s677
16 – A. Sutil (ALE) – Force India – 1m26s742
17 – S. Bourdais (FRA) – STR – 1m26s964
18 – L. Hamilton (ING) – McLaren – punido
19 – T. Glock (ALE) – Toyota – punido
20 – J. Trulli (ITA) – Toyota – punido

por 28 de março de 2009 F1

FIA alega que poderá adiar para 2010, a introdução de novas regras na Fórmula 1

fia-flag-2 A FIA anunciou hoje(20) que está disposta a esperar até 2010 para introduzir um novo sistema de pontuação na Fórmula 1, depois de ter divulgado na terça-feira, que diversas alterações seriam feitas, já no campeonato que começa na próxima semana em Melbourne (Austrália). A noticia havia gerado polêmica, pois decidia atribuir o título de campeão, ao piloto que vence-se mais corridas. As propostas vieram do Conselho Mundial da FIA, e foram questionadas por muita gente ligada à modalidade (pilotos, ex-pilotos, técnicos e diretores de equipes), incluindo a posição da associação de equipes de F1 (FOTA, em inglês), que hoje questionou a data das alterações aprovadas no início da semana, isso, a poucos dias do início do campeonato, e sem a aprovação unânime das equipes envolvidas. As equipas tinham proposto um sistema de pontuação que beneficiasse os primeiros classificados – 12-9-7-5-4-3-2-1 pontos para os oito primeiros de cada corrida, em vez dos actuais 10-8-6-5-4-3-2-1. Um comunicado, divulgado pela FIA diz o seguinte, “Se, por qualquer razão, as equipes de Fórmula 1 não estiverem de acordo com o novo sistema, a sua implementação será adiada para 2010” A temporada de Fórmula 1 começa no próximo fim-de-semana (27 a 29), com o GP da Austrália (Melbourne).

por 20 de março de 2009 F1

F1 terá novo sistema de pontuação esse ano

Start, Turkish F1, Istanbul Park, 9th-11th May, 2008
O Conselho Mundial de esportes Motorizados reuniu-se hoje em Paris e modificou o sistema de pontuação no Mundial de F1. A partir de agora, o piloto com mais vitórias será o campeão O ano de 2009 na Fórmula 1 não só estará marcada por várias alterações aerodinâmicas e mecânicas nos carros que a disputam, mais também, por um novo modelo de atribuição do título de Campeão Mundial. A FIA, após reunião do Conselho Mundial de Esportes Motorizados, que terminou há pouco em Paris, divulgou ter sido aceita a proposta de atribuir o título mundial ao piloto com mais vitórias ao longo da temporada. Caso haja dois pilotos com o mesmo número de vitórias, é a pontuação acumulada servirá como fator de desempate. No que diz respeito às outras posições, será o sistema de pontos a determinar a classificação de cada piloto. Este não sofreu alterações, uma vez que a proposta da Associação de Equipes de Fórmula 1 (FOTA) foi rejeitada. Outra proposta rejeitada foi a da atribuição de medalhas aos três primeiros classificados de cada GP, ao invés de troféis. No campeonato de construtores nada se alterará.

por 18 de março de 2009 F1

Ferrari anuncia 599XX

368x276 A Ferrari acaba de anunciar duas novidades para o Salão Automóvel de Genebra. Além do 599 HGTE, a marca Italiana vai apresentar o 599XX, um protótipo que antecipa uma versão destinada a um grupo restrito de clientes, à semelhança do que a marca fez com a criação do Enzo FXX. Sem revelar mais detalhes, a Ferrari adianta que o 599XX será um verdadeiro “laboratório tecnológico” ao incorporar os mais recentes desenvolvimentos extraídos da F1, realçando que muitas das tecnologias empregadas neste carro serão utilizadas pela primeira vez. A unidade em exposição no certame Suíço estará pintada na mesma cor dos esportivos da Fórmula 1. 608x405  uhhgoh Além deste protótipo, a marca Italiana vai apresentar o Ferrari 599 HGTE (Handling GT Evoluzione). A suspensão com uma configuração mais esportiva, novas rodas e uma frente mais agressiva, serão o grande destaque desta versão. klbgll jgkhk ljlçjl  gjgffjkgj jljljl *as fotos acima são da Ferrari 599 GTB

por 27 de fevereiro de 2009 F1, Ferrari, Salão de Genebra

F1: GP DA HUNGRIA 2008

kovalainen gp hungria MASSA QUEBRA RESTANDO 3 VOLTAS E HEIKKI KOVALAINEN GANHA PELA PRIMEIRA VEZ NA CARREIRA. Heikki Kovalainen venceu o GP da Hungria, disputado neste domingo no circuito de Hungaroring. O finlandês contou com o azar de Felipe Massa, que tinha assumido a ponta na largada, após ultrapassar Lewis Hamilton, e fazia uma corrida perfeita, com o triunfo praticamente garantido, quando seu motor quebrou na reta dos boxes, a três voltas do fim da prova. largada gp hungria
Hamilton estava na segunda posição, mas um furo no pneu dianteiro esquerdo na 41ª volta arruinou sua corrida. O inglês ainda se recuperou e chegou na quinta posição. Timo Glock, da Toyota, fez uma excelente corrida e subiu pela primeira vez ao pódio, em segundo. Ele suou para conseguir o resultado, após sofrer uma forte pressão de Kimi Raikkonen, atual campeão do mundo, nas últimas voltas. O finlandês terminou em terceiro.
Fernando Alonso, da Renault, assegurou o quarto lugar, seguido de perto por Hamilton. Nelsinho Piquet, com uma tática diferente, chegou em um ótimo sexto lugar e pontuou pela terceira vez em quatro provas. Jarno Trulli, da Toyota, foi o sétimo e Robert Kubica, com uma decepcionante BMW Sauber, apenas o oitavo, fechando a zona de pontuação. massa gp hungria
Com a quebra na penúltima volta, Felipe Massa caiu para a terceira posição no Mundial de Pilotos, a oito pontos de Lewis Hamilton, que manteve a ponta no campeonato mesmo com o pneu furado. Kimi Raikkonen subiu para segundo, cinco atrás do inglês da McLaren. A próxima etapa da temporada 2008 da Fórmula 1 será o GP da Europa, disputado no novíssimo circuito de rua de Valência, no dia 24 de agosto.  

Classificação apos o GP da Hungria

Posição         Piloto              País                Equipe              Pontos
1           Lewis Hamilton        ING          McLaren-Mercedes       62
2           Kimi Raikkonen        FIN           Ferrari                          57
3           Felipe Massa            BRA          Ferrari                         54
4           Robert Kubica          POL          BMW Sauber                 49
5           Nick Heidfeld           ALE          BMW Sauber                 41
6           Heikki Kovalainen    FIN           McLaren-Mercedes       38
7           Jarno Trulli              ITA           Toyota                          22
8           Mark Webber          AUS           RBR-Renault                 18
9           Fernando Alonso    ESP            Renault                         18
10         Nelsinho Piquet      BRA           Renault                        13

por 4 de agosto de 2008 F1