BYD

Palio recebe uma estrela em novos testes no Latin NCAP, BYD F0 zera

FiatNewPalio_2airbags_side

O Latin NCAP apresentou hoje (3) os resultados de testes de colisão realizados com o BYD F0 e o novo Palio. O modelo chinês, primeiro carro da marca a ser submetido aos testes, obteve zero estrela para adultos e uma para crianças. O Fiat Palio, que está em seu segundo teste, obteve apenas uma estrela na proteção ao ocupante adulto.

Leia mais ›

por 3 de agosto de 2016 BYD, Fiat, Latin NCAP

BYD Tang é o SUV híbrido mais potente do mundo

Além de motor 2.0 turbo, chinês tem dois motores elétricos

byd-tang-priced-1
Existe a possibilidade da bateria de algum gadget seu ser fabricado pela BYD. A marca é uma das maiores fabricantes de baterias do mundo, mas também faz automóveis. Um deles é o BY Tang, que com 505 cavalos é o SUV híbrido mais potente do mundo! byd-tang-priced-8
Até então, o mais potente era o Volvo XC90 T8, com 400cv de um motor 2.0 turbo e outro elétrico, que juntos fazia o SUV chegar aos 100km/h em 6,4s. No caso do BYD Tang – cujo nome é homenagem à Dinastia Tang e não ao refresco –, um 2.0 turbo gera 205cv e 32kgfm de torque e há outros dois motores elétricos de 150cv e 20kgfm de torque, resultando em monstruosos 505cv e 72kgfm de torque.
byd-tang-priced-3 Na lateral você pode notar o logotipo “5-4-2”. O significado é simples: ele vai de 0 a 100km/h em 5 segundos, tem tração nas quatro rodas e gasta apenas 2 litros de gasolina a cada 100km percorridos. Mas pode ficar mais rápido.
byd-tang-priced-4 O BYD Tang já está a venda na China e no lançamento terá duas edições especiais: Ultimate e Limited. O Limited terá apenas 98 unidades e se destaca pelas rodas de liga leve com detalhes vermelhos, acabamento em couro com aplique de madeira e emblemas da série especial. Custa 300 mil yuan, ou R$ 124 mil sem impostos e sem os subsídios para os chineses – que pode fazer o preço cair para 220 mil yuan.

byd-tang-priced-7byd-tang-priced-6byd-tang-priced-5

O mais legal é o Ultimate, limitado a 200 unidades. Além de acabamento diferenciado, tem pacote aerodinâmico e partes em fibra de carbono na carroceria. Mas não é só isso que justifica seu preço de 600 mil yuan (R$ 249 mil): com melhorias na mecânica, vai de 0 a 100km/h em 4,4 segundos! Dessa forma, só é mais lento que os X5 e X6 M e o Mercedes-AMG GLE 63, mas custa o dobro…

por 22 de janeiro de 2015 BYD, Lançamentos, Tecnologia

Refresco – BYD mostra o SUV Tang em Pequim

Com 360 cv, seria o SUV híbrido mais potente do mundo

byd_tang_1
Uma das principais fabricantes chinesas e com certa importância entre os elétricos, a BYD mostra no Salão de Pequim o BYD Tang, um SUV com sistema híbrido do tipo plug-in (de recarregar por tomada) baseado no BYD S7. Com um motor elétrico e um a combustão ele pode ter até 360 cv disponíveis e 52,5 kgfm de torque. O sistema pe chamado de DMII e é composto por um motor 2.0 Turbo de 205 cavalos de 32,5 kgfm de toque que se soma aos 155 cv e 20 kgfm de torque do motor elétrico. Desta forma ele seria o SUV híbrido mais potente do mundo, mas é necessário verificar se é possível que toda a potência dos dois motores pode ser disponibilizada ao mesmo tempo. Com subsídios, o preço do BYD Tang custaria cerca de 265.000 Yuan na China, algo como R$ 95.300. O lançamento está previsto para o final deste ano.

por 20 de abril de 2014 BYD, Salão de Pequim

BYD Qin – sedã híbrido para expandir seus mercados

Aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 5,9 segundos

 

BYD-China-2[3]

A chinesa BYD revelou o Qin, um sedã plug-in híbrido com o qual a marca pretende alcançar outros mercados, incluindo o europeu, a partir do próximo ano. Apenas 100 unidades serão disponibilizadas inicialmente para o mercado chinês, com preços entre 32.435 e 35.840 dólares.

BYD-China-3[3]

O Qin (que deverá ter nome alterado em outros mercados) possui motor 1.5 turbo a gasolina combinado com dois motores elétricos. Quando todos trabalham juntos a potência máxima é de 303 cv e o torque de 44,9 kgfm. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 5,9 segundos e a velocidade máxima é de 185 km/h. Bons números, mas o melhor está no rendimento de um litro de combustível: 62,5 quilômetros (62,5 km/l). O carro pode ser dirigido apenas com utilização dos motores elétricos, com autonomia de 70 quilômetros.

BYD-China-4[3]

Quatro modos de condução podem ser escolhidos: EV+ECO, EV+SPORT, HEV+ECO e HEV+SPORT. Entre os esquipamentos estão ESP, freio de estacionamento elétrico, sensor de pressão nos pneus, um sistema que permite manobrar o carro pelo lado de fora em baixas velocidades, tela de 12,1 polegadas com painel de instrumentos, 12 airbags e sistema ISO-FIX para cadeiras de bebê. As primeiras imagens mostram a parte de fora do carro, mas o interior ainda é um segredo. Fonte | Carscoop

por 17 de janeiro de 2014 BYD, Híbridos

BYD quer vender seus carros nos Estados Unidos a partir de 2015

Chinesa já vende seus ônibus elétricos por lá, com boa aceitação

18034193src
Após alguns anos se espalhando por mercados emergentes, fabricante chinesas começaram a tormar coragem para entrar em mercados mais exigentes, como Europa e Estados Unidos. Uma delas é a BYD, que quer vender seus carros nos EUA já a partir do ano que vem, com a promessa de adaptar seus produtos aos gostos e exigências locais. Por meio de comunicado oficial, a BYD afirma que focará primeiramente em quatro modelos, provavelmente sedãs e SUVs. Há alguns meses a BYD comercializa por lá seus ônibus elétricos, com boa aceitação do mercado, a ponto de estarem a ponto de passar ser montados por lá, o que ocorrerá a partir de março. Outra fabricante chinesa de olho nos Estados Unidos é a Geely, proprietária da Volvo e que começa a vender no Brasil no final deste mês. Sua aventura nos EUA, no entanto, está prevista para começar em 2016, quando já tiver modelos com componentes compartilhados com a Volvo.

por 9 de janeiro de 2014 BYD

BYD demonstra ainda ter interesse no Brasil

Fabricante chinesa registra patente do sedã médio F3 Plus

BYD F3 Plus Brasil[13]
Lembra-se do BYD F3 Plus, aquele sedã médio chinês que estaciona por controle remoto? Pois bem, ele acaba de ser registrado na base de patentes nacional pela fabricante chinesa. Os interesses da BYD no Brasil estariam aliados à intenção do Grupo CAOA (importadora de Subaru e Hyundai) de expandir seus negócios no país, segundo boatos – antigos, inclusive. 18034184src[3]
A última notícia é do final de novembro, e dava conta da criação de uma marca de automóveis nacional pela CAOA, com carros de projeto chinês. Possivelmente carros da BYD. Pelo visto até agora, ainda há muita negociação pela frente para isto sair do papel.
18034189src[3]
Nascida em 1995 com negócio de fabricação de baterias recarregáveis, a BYD (sigla em inglês para Build Your Dreams, construa seus sonhos em tradução literal) completa este ano dez anos na fabricação de automóveis. Não à toa, um de seus fortes é a fabricação de carros elétricos, a ponto de estar criando em parceria com a Daimler a marca Denza, dedicada a modelos elétricos. 18033176src[3]
Já a história do BYD F3 é um pouco mais triste. Lançado em 2005, ficou mundialmente conhecido por sua primeira geração ser um clone da 9° geração do Toyota Corolla – a ponto de terem diversas peças intercambiáveis –, mas com traseira do Honda Fit Aria (antigo City). No ano passado é que ganhou nova geração, chamada F3 Plus, mais bonita e moderna, e com mais identidade. Além disso, estreou um interessante sistema permite estacionar o carro remotamente, em caso de muita chuva ou mesmo em local estreito onde seria impossível abrir as portas. Com o sistema ele não passa dos 5 km/h. Vale conferir o vídeo abaixo: Os motores do BYD F3 Plus são dois 1.5 16v à gasolina: O aspirado já era visto em outros carros da BYD, e desenvolve 109 cv e 14,5 kgfm de torque. Já o turbo 1.5 Ti gera 154 cavalos e 24 kgfm de torque, e pode ser associado a um câmbio manual de seis marchas ou automatizado de dupla embreagem, também de seis relações. Todas as versões contam com controle de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS), seis airbags, barras de proteção lateral e faróis de neblina. Seria um bom carro para a BYD iniciar seus negócios por aqui… Fonte | INPI

por 5 de fevereiro de 2013 Brasil, BYD, Segredos

Grupo CAOA estaria disposto a criar montadora brasileira

BNDES financiaria o negócio e primeiro modelo teria projeto chinês

caoa
Hoje representante de Subaru e Hyundai e também fabricante de alguns modelos da marca coreana, o Grupo CAOA, comandado por Carlos Alberto de Oliveira Andrade, estaria negociando com o governo os detalhes para a criação de uma marca de automóveis nacional, aponta a colunista do Estadão Sonia Racy. Tal empreendimento teria financiamento do BNDES e a fábrica do grupo em Anápolis (GO), de onde hoje saem modelos Hyundai, seria utilizada. O primeiro modelo desta marca seria um compacto popular, cujo projeto seria chinês, porém adaptado à realidade brasileira. Este seria o primeiro resultado das negociações que a CAOA vem fazendo com a fabricante chinesa BYD há cerca de três anos. Racy aponta que quem estaria à frente do negócio seria o Antonio Maciel Neto, ex-presidente da Ford na América do Sul e que atualmente atuava no grupo Suzano. A ída do executivo para a CAOA ainda não foi confirmada, mas sabe-se que Maciel gosta de desafios. A história da extinta Gurgel revela o quanto criar uma fabricante nacional é difícil, principalmente devido à pressão das grandes fabricantes. Fonte | Blogauto via Estadão

por 29 de novembro de 2012 BYD, Hyundai, Mercado, Segredos

BYD F3 Plus estaciona por controle remoto

18033170src
Tenho certeza que todos os carros de controle remoto que tive eram chineses, logo, know-how local não deve ter faltado para a chinesa BYD desenvolver um dos principais novos sistemas do BYD F3 Plus. A nova geração do sedã médio, que outrora foi uma cópia do Toyota Corolla, tem sistema que permite estacionar o carro remotamente. 18033169src
O sistema pode ajudar a estacionar o carro à distância em caso de muita chuva, ou mesmo permitir estacioná-lo em local estreito onde seria impossível abrir as portas. Também pode ser a solução para quem tem dificuldade para estacionar – ou mais uma complicação. Só eu percebi que no video o carro está vazando água ou óleo? Quando teleguiado, o carro circula a no máximo 5 km/h. É bem devagar para evitar problemas, e seu volante também gira de forma muito mais lenta que em sistemas como o Park Assist da Volkswagen, que, no entanto, necessita que o motorista comande o freio do veículo. O F3 Plus ainda conta com sistema que dá partida no motor à distância.
18034184src
18033167src-1345310970Esta é apenas uma das sacadas do novo BYD F3. Com nova plataforma, design mais ousado e original e nova gama de motores pretende voltar à lista dos carros mais vendidos da China, onde esteve por alguns meses. Suas vendas quase chegaram a ultrapassar as 300.000 unidades anuais… Sua gama de motores é formada por dois motores 1.5 16v à gasolina. O aspirada já era visto em outros carros da BYD, e desenvolve 109 cv e 14,5 kgfm de torque. Já o turbo 1.5 Ti gera 154 cavalos e 24 kgfm de torque, e pode ser associado a um câmbio manual de seis marchas ou automatizado de dupla embreagem, também de seis relações.
18034189src
Todos os BYD F3 Plus contam com controle de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS), seis airbags, barras de proteção lateral e faróis de neblina. Bancos em couro, assentos com ajuste elétrico, sistema multimídia com tela touch screen e som 5.1 surround, sistema keyless, iluminação diurna por LEDs, freio de mão elétrico, ar condicionado automático dual-zone e sensores crepuscular e de chuva estão condicionados a versões mais caras ou são opcionais.
18033176src
O BYD F3 Plus será uma das atrações do Salão de Moscou no final do mês, e está confirmado para o mercado chinês, russo e para o leste europeu. Caso a BYD chegue mesmo ao Brasil, este seria um de seus produtos-chave.
18033179src

por 22 de agosto de 2012 BYD, Salão de Moscou

Daimler e BYD mostram o Denza EV concept

Denza EV concept (3)
Daimler e BYD se uniram na China e fundaram a marca Denza, dedicada a modelos elétricos. E a primeira criação após esta união pode ser visto no Salão de Pequim. Se trata do Denza EV concept, que deverá entrar em produção já no ano que vem.  denza-04
Sem revelar dados técnicos a Daimler adiantou apenas que o design está muito próximo do definitivo, cujo destaque é a aerodinâmica. Mesmo sem revelar o interior, a fabricante diz que ele tem aspecto lounge e que os passageiros terão direito a bancos reclináveis.
denza-11

por 24 de abril de 2012 BYD, Daimler, Salão de Pequim

BYD apresenta o Qin Concept

image
A chinesa BYD anunciou que levará para o Salão de Pequim o Qin Concept, um sedã híbrido que em sua versão definitiva resultará em seu segundo híbrido plug-in (que recarrega em tomada). O primeiro é o F3DM, lançado em 2008, que não fez muito sucesso na China. image
Com o nome da primeira dinastia chinesa, fundada em 221 AC, o BYD Qin opera nos modos híbrido (HEV) e puramente elétrico (EV) e sua bateria pesa metade da usada pelo F3DM. Enquanto seu antecessor necessitava de 16 kWh de eletricidade para rodar 60 quilômetros, o Qin roda 50 km com 10 kWh, e ainda é mais rápido: 6,9 segundos no 0 a 100 km/h, ante os 10,5 s do F3DM. O modelo deverá custar cerca de 200.000 yuan (R$ 59.000), sem os subsídios do governo chinês para este tipo de veículo, que variam entre 50.000 e 80.000 yuan.

por 17 de abril de 2012 BYD, Salão de Pequim