Denza

Elétrico, Denza entra em produção na China

Hatch foi criado em parceria entre a Daimler e a BYD

1650783641790563288
Resultado de uma parceira entre a Daimler – dona da Mercedes – e a chinesa BYD, o Denza teve sua primeira unidade de série produzida na fábrica das duas empresas em Shenzhen, na China. O Denza é um hatch 100% elétrico e que divulga uma boa autonomia de 300km por carga. 7990743051789437401
A BYD até produz automóveis com motores a combustão, mas sua aposta em carros elétricos é natural, já que ela é uma das maiores fabricantes de baterias do mundo. Para o Denza ela designou uma bateria de fosfato de ferro e lítio de 47,5kWh, responsável por alimentar um motor elétrico que produz 115cv e 29,3kgfm de torque, capaz de levá-lo a uma velocidade máxima de 150km/h. A recarga total em tomada doméstica se dá em 7 horas.
9066810241759469912
De acordo com Hubertus Troska, conselheiro da Daimler, " o Denza é o primeiro carro que a Daimler projetou por completo fora da Alemanha, e tem a promessa de ser o mais seguro e confiável carro elétrico fabricado na China”.
1350870846381654904
As vendas do Denza na China terão início no final deste mês por a partir de 369 mil iuanes, o equivalente a R$ 135 mil, ou 120.000 iuanes – R$ 44 mil – quando com subsídios do governo local.1966976591747180385

por 10 de setembro de 2014 Denza, Lançamentos

BYD e Daimler mostram o Denza EV de produção

Elétrico de 117 cv roda até 300 km com uma carga

20140416122534-10563-1
A Daimler soube aproveitar a parceria com a chinesa BYD, empresa que além de produzir automóveis domina a fabricação de baterias. O resultado é o Denza EV, um hatch com pinta de liftback 100% elétrico que nem tem design tão ousado mas surpreende pela autonomia de 300 km para cada carga. 20140416123525-54607-1
Com design mais contido, se comparado com outros elétricos, o Denza EV será exclusividade do mercado chinês. Mesmo assim será caro: os preços sugeridos partem de 369.000 yuan, o que equivale a R$ 132 mil ao câmbio atual. Mas o preço poderia cair quase pela metade com benefícios fiscais. Ao menos haverá seis airbags, freios ABS, controle de estabilidade, sistema multimidia, bancos em couro, luzes de LEDs nos faróis e lanternas, câmera traseira, ar-condicionado e rodas de liga leve de 18 polegadas desde a versão de entrada.
lifestyle-detail-5-1
O conjunto mecânico parece compatível com a proposta. O motor elétrico gera 117 cv e 17,9 kgfm de torque, que pode passar a 29,3 kgfm caso necessite de mais força. O 0 a 100 é cumprido em 14 segundos. É muito, mas a bateria de 47,5 kWh deve pesar bastante. Para o fabricante, um usuário chinês precisaria recarregar o carro a cada três ou quatro dias, sendo que a carga numa tomada doméstica leva 32 horas. Com um carregador trifásico, no entanto, passa a menos de uma hora.
20140416122742-98247-1

por 23 de abril de 2014 Denza, Salão de Pequim

Denza é a mais nova submarca chinesa, fruto de um joint-venture entre Daimler e BYD

4f746b1d0cd61
Submarcas chinesas por parte de montadoras globais são bem comuns, principalmente nos dias de hoje. Agora, chegou a vez da Daimler, que confirmou a criação da submarca Denza, cujo foco são os carros elétricos. Trata-se de um joint-venture com a marca BYD, já conhecida internacionalmente pelos seus modelos elétricos. A nova marca já tem um conceito pronto a ser exposto no Salão de Pequim, que abre as portas ao público no dia 27 de abril. A Daimler adiantou também outros detalhes da nova marca. O logotipo representa uma gota d’água envolvida por duas mãos (cada uma representando uma marca), e o nome vem da palavra em mandarim Tengshi, que significa “força ascendente e ímpeta”. O capital será repartido em 50% para cada uma das companhias. Não se sabe, no entanto, se seus carros serão exportados para outros países senão a própria China. denzalogo Até o momento, sabe-se que a Denza começará a vender os seus carros a partir do ano que vem. Os primeiros modelos serão construídos sobre a base do antigo Classe B, da Mercedes-Benz, mas o design pode ser adiantado pelo teaser acima e pelo conceito que será exposto em Pequim. Os motores deverão ser os propulsores da marca alemã somados às tecnologias da BYD. Aguardemos até Pequim – ou antes, é claro – para novas informações.

Com informações do Autoblog en Español
por 2 de abril de 2012 BYD, Daimler, Denza