Jac

JAC T5 CVT – Salto (discreto) para a frente

jac-t5-cvt-7

Por Fernando Miragaya

Em 1976, Deng Xiao Ping iniciou o processo de abertura econômica que transformou a China na potência que é hoje. Mas o plano “Salto para frente”, do sucessor de Mao Tse-Tung, tinha seus avanços bem controlados e comedidos em diversos setores. O T5 repete o processo. O utilitário-esportivo já representa a evolução para a marca chinesa, dá mais um salto com o câmbio CVT, só que continua a tardar o desenvolvimento em outros aspectos.

Leia mais ›

por 27 de abril de 2017 Avaliação, Jac

JAC T40: crossover tem lançamento confirmado para junho

jac_refine_s2

O próximo lançamento da JAC Motors no Brasil já está definido. Será o T40 (chamado de T3 até então), tratado pela marca como SUV. O objetivo é posicioná-lo como uma opção no nicho entre os compactos aventureiros e os SUVs de entrada.

Leia mais ›

por 7 de fevereiro de 2017 Jac

JAC T5 CVT: um SUV urbano otimista

jac-t5-cvt-11

Foi com confiança que a presidente da JAC Motors no Brasil, Sérgio Habib, apresentou o primeiro carro da marca com câmbio automático no país. Trata-se da versão topo de linha do T5, SUV compacto lançado no mercado nacional em 2015, agora disponível com câmbio CVT. Hoje tão importante no segmento, o câmbio automático deverá estar em 75% das 300 unidades mensais estimadas para o JAC T5, de acordo com a marca. Seria muito otimismo?

Leia mais ›

por 25 de novembro de 2016 Jac, Lançamentos

Chinesas JAC e Chery oferecem descontos contra a crise

JAC-J2-1.4-JETFLEX-2015 (1)

Se as vendas não vão bem para as fabricantes consolidadas no país, as chinesas, que ainda buscam afirmação, enfrentam ainda mais dificuldades. E para driblar a retração, duas delas resolveram oferecer descontos. A JAC e a Chery estão dando bônus de oito e seis mil, respectivamente, no J2 e no Celer.

Leia mais ›

por 12 de agosto de 2016 Chery, Jac

Primeiras impressões – JAC T5 quer mudar a imagem dos carros chineses

Utilitário parte de R$ 59.900 e é o mais moderno vindo da China

T5_Cidade_Baixa (11)

A indústria automotiva até se movimenta em outras direções. Mas apesar das novas possibilidades, os utilitários esportivos continuam sendo o segmento mais agitado. Depois da “revolução” causada por Jeep Renegade e Honda HR-V no ano passado, chegou a vez da JAC entrar na dança com o T5. Os chineses, no entanto, são realistas, e não apontam a dupla como principais rivais. Com preços entre R$ 59.900 e R$ 69.900, estão de olho mesmo é na faixa de entrada e querem um pedaço das fatias do Ford EcoSport e do Renault Duster. Leia mais ›

por 27 de fevereiro de 2016 Avaliação, Jac, Lançamentos

JAC T5 será lançado em março com preço inicial de R$ 59 mil

Versão com câmbio CVT chega em agosto por R$ 72 mil

CgOe2Pm - Imgur

Previsto inicialmente para o final deste ano, o JAC T5 teve seu lançamento no Brasil adiado para março. Os preços, porém, já estão definidos: começarão em R$ 59 mil e irão até os R$ 72 mil com a versão automática, que chegará apenas em agosto.

Leia mais ›

por 1 de dezembro de 2015 Jac, Lançamentos

Parece, mas não é

Quando os designers quiseram enganar você!

chevrolet_agile_19 (1)

Desde que o mundo é mundo, uma das principais questões filosóficas está em: a vida imita a arte, ou a arte imita a vida? Bom, a resposta certa nós não nos atreveremos a dar, mas de uma coisa temos certeza: os carros, estes sim imitam a vida. Muita coisa aparenta algo que  na realidade não é, seja no quesito estético ou ideológico. Nos carros, a situação não é diferente e separamos algumas destas “farsas”.

Leia mais ›

por 10 de julho de 2015 Chevrolet, Citroën, Curiosidades, GM, Honda, Jac, Kia

Avaliação – JAC J2 JetFlex mostra que popular também pode ser divertido

Compacto ganha fôlego, mas mantém deficiências

JAC-J2-1.4-JETFLEX-2015 (1)

Há algum tempo, a expressão “carro de entrada” causava até arrepios em quem a ouvisse. Mas isso está mudando de alguns anos para cá e isso em muito se deve aos chineses. O JAC J2 é um grande – não no sentido literal – exemplo de que o carro mais barato de uma marca não precisa ser necessariamente “pelado”, mas também não são perfeitos.
Leia mais ›

por 7 de julho de 2015 Avaliação, Jac, Lançamentos

Futuro brasileiro, JAC T3 aparece no Salão de Xangai

Aventureiro chega ao Brasil ainda como importado em meados de 2016

JAC T3
A JAC mostra no Salão de Xangai o T3, o aventureiro compacto da marca que será fabricado no Brasil a partir de 2017. Só que será lançado no Brasil ainda importado, em agosto do ano que vem. A ideia é concorrer com modelos como Volkswagen CrossFox e Renault Sandero Stepway, com preço ao redor dos R$ 50 mil. jac-t3-xangai-2-620x465
Derivado do JAC S2, compacto que será fabricado em Camaçari (BA) – e ainda sem nome brasileiro –, o JAC T3 tem dimensões de compacto: são 4,14 metros de comprimento, 1,75m de largura e entre-eixos de 2,49m. No Brasil seu motor será o 1.5 16V VVT Jet Flex de 127cv, com opções de câmbio manual de 6 marchas ou automático CVT.
jac-t3-xangai-6-620x344
As dimensões, o painel e alguns elementos do design também estão no compacto S2, que substituirá o J3 no Brasil. Mas os faróis triangulares e a grade com formato em trapézio obedecem o estilo dos utilitários da JAC, principalmente o T5, concorrente do EcoSport que chega ao Brasil no final desde ano com o mesmo motor do T3 – mas o câmbio CVT só será estrado em 2016.
jac-t3_05
“Estamos propondo uma agenda intensa de lançamentos de SUV´s da JAC Motors no Brasil. Além do T6, que chegou há poucos dias no mercado, vamos apresentar o T5, de porte ligeiramente menor, em dezembro deste ano e, no ano que vem, apresentaremos o T3, que é ainda mais compacto. Mas, assim como os outros dois modelos, nossa premissa de oferecer modelos maiores que a concorrência vai prevalecer com essa novidade”, comenta Sergio Habib, presidente da JAC Motors do Brasil.
jac-t3-xangai-7-620x465

por 27 de abril de 2015 Jac, Segredos

Primeiras impressões: JAC T6 quebra tradições dos carros chineses

Por R$ 69.990, tem espaço interno e dirigibilidade incomum para um JAC

IMG_2446
Eu poderia começar esta matéria com um “jogo dos 7 acertos”, mas não vou fazer isso. Acertos, pois seria muito difícil errar o design de um carro quando muitos elementos estéticos são inspirados em um carro de sucesso. O JAC T6 tem qualidades, independente de lembrar carros de duas ou três marcas. IMG_2480 A sensação de déja-vu acompanha o JAC T6, mas o novo utilitário médio da fabricante chinesa tem alguma personalidade em sua dianteira com faróis que acompanham vincos do para-choque e tomada de ar que forma um “V” invertido. A traseira tem aspecto até conservador, mas as saídas de escape no para-choque são verdadeiras – embora os dois escapamentos joguem os gases para baixo.
IMG_2505
O interior não impressiona, nem desagrada. Tem inspirações ocidentais e orientais, e é dominado por plásticos duros, mas de boa qualidade. Plástico preto brilhante faz os arremates e há couro no volante, nos apoia-braços e nos paineis de porta, mas nenhuma versão tem couro nos bancos – algo que terá de ser negociado na concessionária, como brinde ou acessório.
_MG_0555
O que realmente importa no T6 é que ele vai contra algumas características comuns aos carros chineses – inclusive outros JAC. Se suspensão macia e que não controla a inclinação na carroceria em curvas é comum entre os conterrâneos, no T6 ela é firme e não deixa a carroceria inclinar com facilidade, mesmo sendo um carro pesado (1505kg) e com centro de gravidade elevado. E a receita de suspensão independente na traseira é encontrada em todos os automóveis da JAC.
_MG_0627
Algo que também é incomum é a direção precisa e com peso progressivo de acordo com a velocidade, diminuindo o esforço do auxílio elétrico. O acerto dinâmico passa segurança em curvas, ao contrário do que se percebe nos outros SUVs chineses vendidos no Brasil, Chery Tiggo e Lifan X60. Mas seria melhor se o JAC tivesse controles de estabilidade e tração.
JACT6_152315
JACT6_152304Algumas coisas não mudam, estão no DNA. Uma delas é a falta de força no motor em baixas rotações. Ou você dá uma acelerada extra e se acostuma com a sensibilidade da embreagem ao arrancar com o carro, ou o 2.0 16v JetFlex apaga. Este é o mesmo motor que estreou na minivan J6 em janeiro e até rende respeitáveis 155cv com gasolina e 160cv com álcool, e torque de 20,6kgfm entre 3.000rpm e 4.500rpm. O motor tem sistema VVT, ou seja, abertura das válvulas de admissão com tempo variável. Isso, teoricamente, seria a solução para a falta de força em baixa, mas o motor só acorda, de fato, após os 2.800rpm. Para ter mais força em manobras, subidas e ultrapassagens, ou mesmo a sensação de que o motor está presente, a saída é mantê-lo girando forte e aproveitar ao máximo cada uma das cinco marchas do câmbio manual.
IMG_2473
Sim, manual. Não tem opção de câmbio automático para o JAC T6 com este motor. A marca até estuda trazer ao país o T6 com câmbio automático, mas seria apenas com motor turbo e no ano, dependendo da aceitação do modelo e das cotas de veículos que poderá importar em 2016. É uma estratégia arriscada em um segmento onde ausência do pedal de embreagem é algo cada vez mais valorizado. Mas não se engane. O comprimento de 4,47m e o entre-eixos de 2,64m define o JAC T6 como SUV médio, e ninguém contesta isso. A questão é que seus alvos estão entre os SUVs compactos, e o seus preços estão apontados diretamente para eles. É a velha estratégia chinesa de oferecer mais por menos passando do pacote de equipamentos para o tamanho do carro – e, consequentemente, ao espaço para os passageiros.
JACT6_152338
O JAC T6 será vendido em três versões. A mais em conta custa R$ 69.990 e tem tem rodas de 17 polegadas, espelhos, vidros e travas com acionamento elétrico, travamento automático das portas (coisa que o iX35 não tem), sensor de estacionamento e Isofix para fixação de cadeirinhas infantis. O segundo pacote acrescenta barras longitudinais no teto, retrovisores na cor da carroceria, maçanetas e frisos laterais cromados e rebatimento elétrico dos retrovisores, enquanto o preço passa aos  R$ 71.990. A versão mais cara também será a mais vendida, segundo a JAC. Sai por R$ 75.670 e troca o toca-CD com MP3 por uma central multimídia com câmera de ré, capaz até mesmo de controlar smartphones Android pela tela de sete polegadas. No caso dos iPhones, apenas espelha a tela. Para os dois aparelhos é preciso ter um cabo HDMI para fazer a operação. Vale ressaltar que o aparelho não tem GPS nativo e a explicação é simples: nenhum aparelho automotivo consegue ser tão atualizado quanto os aplicativos disponíveis para smartphones, e abrir mão de algo nativo implicaria no aumento da vida útil do sistema. Pode não parecer grande coisa, mas sistemas multimídia estão em alta no mercado. Tanto que a JAC estima que a grande maioria dos 400 carros que planeja vender mensalmente sejam da versão mais cara.

Galeria
Fotos | Henrique Rodriguez e divulgação


Ficha Técnica:

Origem: China Preços: R$ 69.990 a R$ 75.670 Motor: flex, quatro cilindros, 16v, 1.997cm³, potência máxima de 155/160cv (a 6.000rpm) e torque de 20/20,6kgfm (a 3.500rpm) Transmissão: manual de cinco marchas. Tração dianteira Suspensão: McPherson na frente e independente multilink Freios: a disco nas quatro rodas Pneus: 225/70 R17 Dimensões: Comprimento de 4,47m, 2,64m (e.e.) Peso: 1.505 quilos Porta-malas: 610 litros Tanque: 60 litros Desempenho: 0-100 em 12,2s e máxima de 186km/h (dado da JAC)

por 24 de abril de 2015 Jac, Lançamentos