Jac

Futuro brasileiro, JAC T3 aparece no Salão de Xangai

Aventureiro chega ao Brasil ainda como importado em meados de 2016

JAC T3
A JAC mostra no Salão de Xangai o T3, o aventureiro compacto da marca que será fabricado no Brasil a partir de 2017. Só que será lançado no Brasil ainda importado, em agosto do ano que vem. A ideia é concorrer com modelos como Volkswagen CrossFox e Renault Sandero Stepway, com preço ao redor dos R$ 50 mil. jac-t3-xangai-2-620x465
Derivado do JAC S2, compacto que será fabricado em Camaçari (BA) – e ainda sem nome brasileiro –, o JAC T3 tem dimensões de compacto: são 4,14 metros de comprimento, 1,75m de largura e entre-eixos de 2,49m. No Brasil seu motor será o 1.5 16V VVT Jet Flex de 127cv, com opções de câmbio manual de 6 marchas ou automático CVT.
jac-t3-xangai-6-620x344
As dimensões, o painel e alguns elementos do design também estão no compacto S2, que substituirá o J3 no Brasil. Mas os faróis triangulares e a grade com formato em trapézio obedecem o estilo dos utilitários da JAC, principalmente o T5, concorrente do EcoSport que chega ao Brasil no final desde ano com o mesmo motor do T3 – mas o câmbio CVT só será estrado em 2016.
jac-t3_05
“Estamos propondo uma agenda intensa de lançamentos de SUV´s da JAC Motors no Brasil. Além do T6, que chegou há poucos dias no mercado, vamos apresentar o T5, de porte ligeiramente menor, em dezembro deste ano e, no ano que vem, apresentaremos o T3, que é ainda mais compacto. Mas, assim como os outros dois modelos, nossa premissa de oferecer modelos maiores que a concorrência vai prevalecer com essa novidade”, comenta Sergio Habib, presidente da JAC Motors do Brasil.
jac-t3-xangai-7-620x465

por 27 de abril de 2015 Jac, Segredos

Primeiras impressões: JAC T6 quebra tradições dos carros chineses

Por R$ 69.990, tem espaço interno e dirigibilidade incomum para um JAC

IMG_2446
Eu poderia começar esta matéria com um “jogo dos 7 acertos”, mas não vou fazer isso. Acertos, pois seria muito difícil errar o design de um carro quando muitos elementos estéticos são inspirados em um carro de sucesso. O JAC T6 tem qualidades, independente de lembrar carros de duas ou três marcas. IMG_2480 A sensação de déja-vu acompanha o JAC T6, mas o novo utilitário médio da fabricante chinesa tem alguma personalidade em sua dianteira com faróis que acompanham vincos do para-choque e tomada de ar que forma um “V” invertido. A traseira tem aspecto até conservador, mas as saídas de escape no para-choque são verdadeiras – embora os dois escapamentos joguem os gases para baixo.
IMG_2505
O interior não impressiona, nem desagrada. Tem inspirações ocidentais e orientais, e é dominado por plásticos duros, mas de boa qualidade. Plástico preto brilhante faz os arremates e há couro no volante, nos apoia-braços e nos paineis de porta, mas nenhuma versão tem couro nos bancos – algo que terá de ser negociado na concessionária, como brinde ou acessório.
_MG_0555
O que realmente importa no T6 é que ele vai contra algumas características comuns aos carros chineses – inclusive outros JAC. Se suspensão macia e que não controla a inclinação na carroceria em curvas é comum entre os conterrâneos, no T6 ela é firme e não deixa a carroceria inclinar com facilidade, mesmo sendo um carro pesado (1505kg) e com centro de gravidade elevado. E a receita de suspensão independente na traseira é encontrada em todos os automóveis da JAC.
_MG_0627
Algo que também é incomum é a direção precisa e com peso progressivo de acordo com a velocidade, diminuindo o esforço do auxílio elétrico. O acerto dinâmico passa segurança em curvas, ao contrário do que se percebe nos outros SUVs chineses vendidos no Brasil, Chery Tiggo e Lifan X60. Mas seria melhor se o JAC tivesse controles de estabilidade e tração.
JACT6_152315
JACT6_152304Algumas coisas não mudam, estão no DNA. Uma delas é a falta de força no motor em baixas rotações. Ou você dá uma acelerada extra e se acostuma com a sensibilidade da embreagem ao arrancar com o carro, ou o 2.0 16v JetFlex apaga. Este é o mesmo motor que estreou na minivan J6 em janeiro e até rende respeitáveis 155cv com gasolina e 160cv com álcool, e torque de 20,6kgfm entre 3.000rpm e 4.500rpm. O motor tem sistema VVT, ou seja, abertura das válvulas de admissão com tempo variável. Isso, teoricamente, seria a solução para a falta de força em baixa, mas o motor só acorda, de fato, após os 2.800rpm. Para ter mais força em manobras, subidas e ultrapassagens, ou mesmo a sensação de que o motor está presente, a saída é mantê-lo girando forte e aproveitar ao máximo cada uma das cinco marchas do câmbio manual.
IMG_2473
Sim, manual. Não tem opção de câmbio automático para o JAC T6 com este motor. A marca até estuda trazer ao país o T6 com câmbio automático, mas seria apenas com motor turbo e no ano, dependendo da aceitação do modelo e das cotas de veículos que poderá importar em 2016. É uma estratégia arriscada em um segmento onde ausência do pedal de embreagem é algo cada vez mais valorizado. Mas não se engane. O comprimento de 4,47m e o entre-eixos de 2,64m define o JAC T6 como SUV médio, e ninguém contesta isso. A questão é que seus alvos estão entre os SUVs compactos, e o seus preços estão apontados diretamente para eles. É a velha estratégia chinesa de oferecer mais por menos passando do pacote de equipamentos para o tamanho do carro – e, consequentemente, ao espaço para os passageiros.
JACT6_152338
O JAC T6 será vendido em três versões. A mais em conta custa R$ 69.990 e tem tem rodas de 17 polegadas, espelhos, vidros e travas com acionamento elétrico, travamento automático das portas (coisa que o iX35 não tem), sensor de estacionamento e Isofix para fixação de cadeirinhas infantis. O segundo pacote acrescenta barras longitudinais no teto, retrovisores na cor da carroceria, maçanetas e frisos laterais cromados e rebatimento elétrico dos retrovisores, enquanto o preço passa aos  R$ 71.990. A versão mais cara também será a mais vendida, segundo a JAC. Sai por R$ 75.670 e troca o toca-CD com MP3 por uma central multimídia com câmera de ré, capaz até mesmo de controlar smartphones Android pela tela de sete polegadas. No caso dos iPhones, apenas espelha a tela. Para os dois aparelhos é preciso ter um cabo HDMI para fazer a operação. Vale ressaltar que o aparelho não tem GPS nativo e a explicação é simples: nenhum aparelho automotivo consegue ser tão atualizado quanto os aplicativos disponíveis para smartphones, e abrir mão de algo nativo implicaria no aumento da vida útil do sistema. Pode não parecer grande coisa, mas sistemas multimídia estão em alta no mercado. Tanto que a JAC estima que a grande maioria dos 400 carros que planeja vender mensalmente sejam da versão mais cara.

Galeria
Fotos | Henrique Rodriguez e divulgação

Ficha Técnica:

Origem: China Preços: R$ 69.990 a R$ 75.670 Motor: flex, quatro cilindros, 16v, 1.997cm³, potência máxima de 155/160cv (a 6.000rpm) e torque de 20/20,6kgfm (a 3.500rpm) Transmissão: manual de cinco marchas. Tração dianteira Suspensão: McPherson na frente e independente multilink Freios: a disco nas quatro rodas Pneus: 225/70 R17 Dimensões: Comprimento de 4,47m, 2,64m (e.e.) Peso: 1.505 quilos Porta-malas: 610 litros Tanque: 60 litros Desempenho: 0-100 em 12,2s e máxima de 186km/h (dado da JAC)

por 24 de abril de 2015 Jac, Lançamentos

JAC T6 será lançado em abril por R$ 72.310

SUV promete tamanho de SUV médio com preços de compacto

lsvapTW - Imgur
O JAC T6 até chegou a ter um lote de 100 carros vendido no Salão do Automóvel de São Paulo por R$ 69.900, mas seu lançamento oficial acontece em abril e o preço inicial será um pouco maior: R$ 72.310. A ideia é oferecer um SUV de porte médio por preço que vai de encontro com os SUVs compactos que serão lançados até maio, como Jeep Renegade, Renault Duster 2016 e Peugeot 2008, além do Honda HR-V, lançado na última semana. j4kGh8Y - Imgur
Quem move o T6 é o mesmo motor que estreou no J6 no final de 2014, um 2.0 16V VVT Jet Flex de 160cv e 20,6kgfm de torque com câmbio manual de cinco marchas.
IabtVwW - Imgur
Entre os equipamentos de série estão rodas aro 17”, vidros, travas e retrovisores com acionamento e rebatimento elétrico, sensor de estacionamento com câmera de ré e volante multifunções com regularem de altura, além de ar-condicionado, direção hidráulica e os obrigatórios airbags dianteiros e freios ABS com disco nas quatro rodas. Não há controles de estabilidade e tração, nem hill holder, equipamentos que alguns dos pequenos concorrentes já oferece._MG_0555[2]
Para deixar o T6 completo é necessário acrescentar o sistema multimídia (R$ 2.990), que tem função Mirror Link, que espelha a tela do celular e ainda permite que este seja controlado na tela de 7 polegadas, além de câmera de ré (R$ 690). Completo o SUV da JAC sairá por R$ 75.990.
WhiCnbj - Imgur

por 19 de março de 2015 Jac, Lançamentos

Novo JAC J5 já aparece no site da marca

Sedã médio tem visual atualizado mas não ganha motor flex

nrzFaGr - Imgur
Completando três anos de mercado, o JAC J5 está prestes a passa por sua primeira reestilização. O novo visual foi apresentado em novembro passado, durante o Salão do Automóvel de São Paulo e já aparece no site da JAC no Brasil. O lançamento oficial deverá acontecer até o meio do ano. lMiRDr4 - Imgur
Os retoques no visual deixam o sedã com apelo mais refinado. A frente inteiramente nova tem para-choque com parte pintada de preto  – e cromados de gosto duvidoso – e luzes de LEDs dividem espaço com os faróis de neblinas. Na traseira, as lanterna são novas e a tampa do porta-malas também foi modificada. O interior também recebeu atenção especial, com novos botões, quadro de instrumentos atualizado com tela na parte central, e há plásticos de melhor qualidade para revestimento.
qMKaqvS - Imgur
Apesar do visual mais atual, o conjunto mecânico será o mesmo. Em outras palavras, o motor 1.5 16v continua queimando apenas gasolina para render 125cv, mesmo que o J3 já utilize a versão flex deste motor. O câmbio é sempre manual de cinco velocidades.
dvURxEw - Imgur
Pv8SZZW - ImgurWeo3Eyg - Imgur

por 13 de março de 2015 Jac, Segredos

JAC S2 Refine é um dos modelos que serão fabricados no Brasil

Além do hatch, sedã e aventureiro serão feitos na Bahia em 2016

JAC-S2 (6)
A segunda fase da JAC Motors no Brasil começa em meados deste ano com o lançamento do JAC T5, SUV compacto da marca que representa a segunda geração de seus modelos. Evoluído em relação aos carros vendidos hoje pela marca, o modelo abre caminho para os primeiros carros da JAC fabricados no Brasil. Um deles é esse da foto, conhecido na China como S2 Refine. JAC-S2 (1)
O projeto do compacto está sendo tocado na China, com estilo nas mãos de designers italianos e grande influência do presidente da JAC no Brasil, Sergio Habib. O grande bocão preto na dianteira aparenta ser um dos traços de personalidade desta fase dos carros da JAC e também está no T5, assim como os LEDs diurnos na base do para-choque. A ideia é impressionar, como fez a Hyundai com o HB20.
JAC-S2 (2)
Pelas fotos é possível notar que este novo compacto é bem maior que o J3. O objetivo desde o início do projeto é ter um carro com porte entre o Volkswagen Gol e o Renault Sandero, porém algo mais sofisticados. Bom sinal é o sobrenome “Refine” na China, que acompanha os carros premium da marca vendidos por lá. Um deles é a van T8. Por aqui o nome será outro.
jac-s2-novo-flagra-5
Entre os motores, haverá versões três cilindros (1.0) e quatro cilindros (1.4 e 1.5), todos flex e o motor maior terá opção de câmbio automático do tipo CVT – como o T5.

JAC-S2 (5)JAC-S2 (3)

Na China, o modelo será apresentado oficialmente no Salão de Xangai, em abril, e as vendas terão início no segundo semestre. Se tudo correr como previsto, a fábrica da JAC e, Camaçari, na Bahia, só começa a fabricar os primeiros carros em 2016. Ainda estão nos planos um sedã e um aventureiro à moda do CrossFox, ambos derivados do S2 Refine.
JAC-S2 (4)

por 11 de fevereiro de 2015 Brasil, Jac, Segredos

JAC T5 roda por São Paulo na cola do ix35

Camuflado, SUV chinês consegue se passar pelo coreano

IMG_9759
A não ser que o motorista do JAC T5 estivesse pressionando o Hyundai ix35 na esquerda sem pedir seta, os dois carros estavam circulando juntos na Rodovia Ayrton Senna. Uma boa estratégia: camuflado e a 110km/h este SUV compacto da JAC se passa facilmente por uma unidade Hyundai fantasiada para o carnaval. IMG_9758
Até março a JAC deve iniciar as vendas do T6, o SUV que realmente tem porte do ix35 – e só tem a frente parecida com ele – e custará a partir de R$ 69.990. Depois disso, o foco estará voltado para o T5, que tem a missão de encarar Ford EcoSport e Renault Duster em suas versões 1.6.
Jac_T5_BUF30
O motor do JAC T5 é o 1.5 16V VVT JetFlex, já usado pelo J3 S, que gera 125/127cv de potência. Só que neste caso o câmbio é câmbio manual de seis marchas ou automático do tipo CVT – será o primeiro JAC vendido no Brasil sem pedal de embreagem.
Jac_T5_BUF32

O lançamento está programado para acontecer entre junho e julho, e até lá a JAC promete rodar cerca de 1 milhão de quilômetros com o carro em testes. A estimativa de preços é algo R$ 5 mil abaixo do preços do EcoSport SE (R$ 66.200), o que hoje seria algo por volta dos R$ 61 mil. Fotos | Henrique Rodriguez, Divulgação

por 10 de fevereiro de 2015 Jac, Segredos

JAC divulga preços do J2 Flex e J6 de sete lugares

Modelos partem dos R$ 35.990 e R$ 64.490, respectivamente

Jac_J2_BUF10
A JAC Motors do Brasil divulgou o preço de alguns modelos de sua gama de modelos. O J2 Flex e o J6 com sete lugares tiveram seus preços revelados e agora partem dos R$ 35.990 e R$ 64.490, respectivamente. Jac_J2_BUF08
A linha 2015 do compacto não recebeu grandes mudanças visuais. A única alteração é um novo para-choque traseiro que tem desenho inspirado em um extrator de ar. A principal novidade fica por conta do motor 1.4 16V VVT que agora é flex e pode gerar até 113 cv. Além disso, o propulsor dispensa o tanquinho da partida a frio.
Jac_J2_BUF01
Com o novo motor, o compacto ficou ainda mais esperto do que se mostrou na vez que desembarcou na garagem de testes do Novidades Automotivas. O modelo ficou 2 cv mais potentes do que a versão anterior e monocombustível. De acordo com a montadora, o J2 ultrapassa a marca de 190 km/h e é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em pouco mais de 9 segundos.BBB_9554b-01
O pacote de itens continua o mesmo. Direção elétrica, ar condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, CD Player com USB e até sensor de estacionamento são de série.
BBB_9567a-02
BBB_9587-17O J6 também recebeu novidades na linha 2015. O motor 2.0 16V VVT Jet Flex ficou mais potente e agora é capaz de gerar 160 cv. A diferença em relação ao modelo movido apenas a gasolina foi de 19 cv. O J6  Jetflex com sete lugares chega ao mercado em janeiro e será vendido por R$ 64.490. BBB_9497-01

por 24 de dezembro de 2014 Jac

Novo sedã da JAC é inspirado no Audi A6 até no nome

Cópia chinesa é mais modesta no acabamento e nas dimensões

18169994571789371997
Os carros que a JAC vende no Brasil têm personalidade própria, mas nem sempre os designers da fabricante chinesa estão inspirados para criar algo realmente novo. Daí surgem carros como o JAC Refine A6, uma cópia um tanto descarada do Audi A6 que envolve até mesmo o nome. 11808742931027204439
Não é necessário colocar os dois lado a lado para ver as semelhanças, que envolvem faróis, capô, dimensões e linhas gerais e até mesmo o interior. Mas, sejamos justos: a traseira lembra muito mais os novos sedãs da Citroën, em especial o C4 Lounge. Claro que a cópia chinesa não é tão refinada quanto o carro original. Mesmo com 4,99m de comprimento, 1,86m de largura, 1,50m de altura e entre eixos de 2,91, a motorização é modesta: a opção mais em conta terá um 1.5 turbo de 170cv e 25,4kgfm e o mais caro terá um 2.0 de 190cv e 28,4kgfm de torque, ambos com câmbio de dupla embreagem e seis marchas.395847826789198917
Também não poderá ser tão caro. O Refine A6 terá preços entre 180.000 yuan (R$ 75.500) e 250.000 yuan (R$ 104.500). Esta não é a primeira vez que a JAC “se inspira” em um carro ocidental. A JAC chegou a criar uma cópia da Ford F-150 que depois teve suas vendas impedidas pela fabricante norte-americana. 1831148012687322016

por 1 de dezembro de 2014 Jac, Segredos

Salão de São Paulo – JAC mostra novos T5, T6, J5 de cara nova e J2 e J6 flex

“Compacto premium tecnológico” entrará no lugar do J3

lwDQ4uM - Imgur
Por mais um Salão do Automóvel, a JAC Motors abriu mão de tradicional coletiva de imprensa em troca da “exclusiva”, como chama, com Sergio Habib, presidente da marca no Brasil. É como uma consulta médica, mas sem hora marcada e com a diferença é que é você quem faz as perguntas. E assim o futuro fabricante chinesa no Brasil ganha forma. xLTpp16 - Imgur T6 – Grandão, terá vendas iniciadas ainda em novembro com preços entre os R$ 69.990 e R$ 74.990. A variação se dá pela inclusão de opcionais como pintura metálica, central multimídia e bancos em couro sintético. Há rodas aro 17”, vidros, travas e retrovisores com acionamento e rebatimento elétrico, sensor de estacionamento com câmera de ré e volante multifunções com regularem de altura, além de ar-condicionado, direção hidráulica e os obrigatórios airbags dianteiros e freios ABS com disco nas quatro rodas.
CC7VKEk - Imgur
O motor é um 2.0 16V VVT Jet Flex aspirado que gera 155cv e 160cv, respectivamente, ambos a 6.000rpm e torque máximo de 20,6kgfm a 3.000 giros. O câmbio manual de cinco velocidades. O modelo quer peitar modelos como Chevrolet Tracker, Hyundai iX35 e Kia Sportage, mas a tarefa ficará mais fácil no ano que vem, quando ganha motor turbo a gasolina e câmbio automático. _MG_0555
Segundo Habib,adaptar um câmbio automático para o Brasil custa caro e, como a marca lida com limitação de cota de importação, hoje não teria como justificar este investimento.
6BIEQs9 - Imgur
J2 e J6 –
Ganham motores JetFlex, que dispensam o uso do tanquinho suplementar de gasolina para partidas a frio. Para 2015, a marca estima que 95% de suas vendas sejam de modelos bicombustível. Jac_J2_BUF08
No J6, além de passar a beber álcool, o motor também ganha comando de admissão variável, o que resulta num ganho de quase 25cv, passando a 155cv com gasolina e 160cv com álcool.
BBB_9567a-02
O 1.4 16v VVT do J2 passa a ter 110cv quando abastecido com gasolina e 113cv com álcool, o que, para um carro de 915kg resulta em máxima pouco acima de 190km/h e aceleração de 0 a 100km/h em pouco mais de 9 segundos. No exterior, apenas o para-choque traseiro mudou, e agora tem desenho inspirado em um extrator de ar.
Jac_T5_BUF06
Jac_T5_BUF14T5 –
Utilitário compacto da JAC, tem a missão de encarar Ford EcoSport e Renault Duster em suas versões 1.6. Habib diz não ter preços definidos, mas garante preço abaixo dos R$ 63 mil do EcoSport SE: algo por volta dos R$ 58 mil. Assim como o T6, representa a terceira geração de carros da JAC, e isso pode ser notado num contato rápido: a ergonomia é melhor, assim como o aproveitamento do espaço interno. Me pareceu muito mais promissor do que o T6, e não é à toa que vende quase três vezes mais que o irmão maior na China (14 mil unidades mensais contra 5 mil).
Jac_T5_BUF01-2
Este pequeno SUV terá o 1.5 16V VVT JetFlex, já usado pelo J3 S, que gera 125/127cv de potência, mas terá câmbio manual de seis marchas e opção de câmbio automático desde seu lançamento, que está programado para acontecer entre junho e julho do ano que vem.
UwBlvSI - Imgur
J5 –
Reestilizado na China no início do ano, o J5 terá seu visual atualizado no Brasil, com frente inteiramente nova, com destaque para o para-choque dianteiro com parte pintada de preto e com cromados de gosto duvidoso. luzes de LEDs entram no lugar dos neblinas e lanternas traseiras são novas. Mantém o conjunto mecânico atual: um bloco 1.5 16v a gasolina de 125cv acoplado a um câmbio manual de cinco velocidades. Só será flex no ano que vem, mas ao menos é dos poucos sedãs médios que mantém saída de ar independente para o banco de trás e ainda ganha teto solar.
EwyqWlN - Imgur
J3 iEV –
O J3 vai ao Salão eletrizado, repetindo o feito do J5 elétrico apresentado na edição de 2010. Com uma bateria de lítio de 19.2kwh, a autonomia do J3 iEV é de 160km, graças a seu motor de 51cv que garante máxima modesta de 100km/h. A recarga leva 12 horas em tomadas domésticas no modo lento, mas carga rápida leva metade do tempo.

Novos compactos e algum conservadorismo

Tão logo começar a produzir em na fábrica que constrói em Camaçari, na Bahia, a JAC terá uma nova linha de compactos que tende a substituir o J3. Segundo Sergio Habib, serão compactos premium, com boas dimensões que representarão a quarta geração de carros da marca. Isso já muda completamente a forma de brigar no mercado que adota com o J3, que briga no preço e conteúdo. A promessa é de que os novos modelos serão carregados de conteúdo tecnológico. Na prática, mais elementos de entretenimento e conveniência do que de segurança. O executivo demonstra certo conservadorismo quanto a adição de mais do que os dois airbags obrigatórios e controles eletrônicos de estabilidade e tração, pois acredita que não vale à pena. “Você tem que por o que realmente o consumidor quer”, completa. Inclusão de Start-Stop, entretanto, está em estudo por ser algo que reduz o consumo, o que é importante em tempos de Inovar-Auto. Para garantir apetite mais comedido ao novo compacto e ainda um preço um pouco menor, um motor 1.0 12v VVT Flex de três cilindros está confirmado.

por 1 de novembro de 2014 Jac, Salão de São Paulo

JAC T6 chega às lojas em dezembro pro R$ 70 mil

Mirando em SUVs médios, modelo tem motor é um 2.0 Flex de 160cv

10731346_10204170969465890_169466320_o
O Salão do Automóvel de São Paulo marca a apresentação do JAC T6 ao público. O modelo chega às lojas em dezembro marcando a estreia da JAC Motors entre os SUVs e, ao brigar só com preço e equipamentos, briga também nas dimensões: por R$ 69.990, tem porte de modelos como Hyundai ix35, Kia Sportage e Honda CR-V, mas custa tanto quanto um Renault Duster completo ou menos que versões intermediárias de Ford EcoSport e Chevrolet Tracker. 10744260_10204170969825899_1641554415_o
A lista de equipamentos de série é grande, mas há opcionais como revestimento interno em couro e kit multimídia que juntos elevam o preço aos R$ 74.990. Interessante é que a central multimídia opera em conjunto com o aplicativo Waze do smartphone do motorista. O motor é o mesmo que estreia agora no J6, um 2.0 16V VVT Jet Flex (155/160cv) com câmbio manual de cinco marchas. As pré-vendas começam no evento, mass está garantido para meados de 2015 o lançamento de uma versão ainda mais completa, com motor 2.0 16V VVT Turbo a gasolina de 180cv e transmissão automática.

por 28 de outubro de 2014 Jac, Salão de São Paulo