Koenigsegg

Um dos sete Koenigsegg One:1 colide em Nürburgring

Uma das sete unidades do Koenigsegg One:1 se envolveu em um acidente na pista de Nürburgring. Segundo testemunhas, o piloto perdeu o controle ao realizar um “S” na entrada da curva Adenauer Forst e colidiu na parede de proteção. As imagens são do site Motor1.

Leia mais ›

por 18 de julho de 2016 Koenigsegg

Koenigsegg Regera de produção continua tão incrível quanto o protótipo

Hiperesportivo de 1.521 cv é híbrido e NÃO tem câmbio!

ksegg-regera-production-spec-geneva-2

“Revolucionário” é a palavra que melhor define o Koenigsegg Regera, novo hiperesportivo da fabricante sueca com nome difícil de escrever e pronunciar. Tem 1.521 cv gerados pelo conjunto híbrido que combina o motor V8 5.0 e mais três elétricos e não tem, exatamente, uma transmissão. O Bugatti Chiron de 1.500 cv é legal, mas seu W16 com quatro turbos não é tão tecnológico…

Leia mais ›

por 2 de março de 2016 Koenigsegg, Lançamentos, Salão de Genebra

Primeiro Koenigsegg Regera está à venda pelo equivalente a R$ 7,36 milhões

Superesportivo leva apenas 20s para chegar aos 400km/h

koenigsegg_regera_1

O Koenigsegg Regera tem 1510cv gerados por quatro motores, passa dos 400 km/h e não tem câmbio. Se estes fatos não impressionam, que tal o preço de R$ 7,36 milhões (2,1 milhões de euros)? Pois foi este o valor divulgado por um concessionário no Reino Unido para a primeira unidade, que só será entregue no final de 2016.

Leia mais ›

por 10 de junho de 2015 Koenigsegg, Segredos

Koenigsegg Agera RS com 1.160cv

Superesportivo tem aerodinâmica otimizada e motor mais potente

6809160081176371366
Além do Regera e seu incrível conjunto mecânico sem câmbio, a Koenigsegg mostra no Salão de Genebra o Agera RS. Na prática, é um Agera que adota todas as melhorias técnicas feitas no One: 1, a versão que tinha 1cv para cada quilo. Só o motor que não é tão potente. 11167822842069759395
Os principais avanços estão na aerodinâmica, otimizada até na parte de baixo da carroceria. Há novo spoiler dianteiro para direcionar o ar e ainda aerofólio traseiro ativo para aumentar o downforce, que agora chega a 450kg a 250km/h.
550037030141081442
O motor é o conhecido V8 de 5.0 litros, que foi novamente ajustado e passou a render 1.160cv e tem corte de giro em rotação mais alta. Em certos mercados os Agera RS também pode ser atualizado para rodar com E85 (85% de álcool) para aumentar sua potência. Apesar de ter sido projetado principalmente para uso em pistas, o veículo pode ser registrado para uso em estrada em todo o mundo, já que é compatível com as normas de segurança. Só que serão poucos carros: 25, com 10 vendidos antes mesmo de ter sido mostrado.
17006822281344987095

por 5 de março de 2015 Koenigsegg, Salão de Genebra

Koenigsegg mostra o revolucionário Regera

Supercarro tem 1.510cv, passa dos 400 km/h e não tem câmbiokoenigsegg_regera_1

No começo da primeira década dos anos 2000, a ressurreição da Bugatti, com seu poderoso Veyron, elevou o nível dos supercarros a um outro patamar. Com 1.001cv de potência e mais de 400km/h de velocidade máxima, se tornou um marco. Surgiram inúmeros rivais em mais de 10 anos de produção, mas, ao que tudo indica, a Koengisegg foi quem mais teve sucesso na criação de um concorrente para o Veyron, e o Regera é prova disso. koenigsegg_regera_2 Mantido em completo e absoluto sigilo até as portas de Genebra se abrirem, o Regera só teve um teaser revelado, com a expressão “megacarro”. E a “alcunha” não é exagero. Ele é mais potente que o Agera One:1. Se este tinha 1.360cv (1 megawatt) de potência, o Regera o supera categoricamente, tendo 1,11 megawatt (ou 1.510cv). E o mais impressionante é que ele… não tem câmbio!

Diferente dos outros
koenigsegg_regera_4

E não é só na concepção que ele difere de outros Koenigsegg. Se os antecessores tinham determinado despojamento na sua construção, mais próximos de carros de corrida que com GTs luxuosos ou supercarros de construção refinada e conforto idem, o Regera rompe com essa máxima.
koenigsegg_regera_3
Christian von Koenigsegg o definiu como um “hipercarro de luxo”, e não estava brincando. Há mais isolamento acústico que qualquer outro carro da marca, e todo o interior é revestido de couro. Além de bancos bem-estofados com ajustes elétricos, ainda há iluminação intimista e até o novíssimo sistema Apple CarPlay, com conectividade 3G e Wi-Fi e alto-falantes de alta definição. A conectividade também se estende ao sistema de diagnóstico e atualização de firmware remoto.
2015-Regera-4
Apesar de dividir a plataforma com o Agera, ele tem linhas totalmente novas. A frente é mais aerodinâmica que a do “irmão”, enquanto o subchassi traseiro agora traz suportes flexíveis de borracha em vez dos sólidos, para melhorar o conforto e os níveis de ruído. Tal qual outros Koengisegg, o teto rígido pode ser removido, transformando ele num belo roadster.
autowp_1986461033

As rodas são de fibra de carbono e os pneus dianteiros, curiosamente, são mais largos que os traseiros, como forma de compensar o peso das baterias instaladas no túnel central. Os amortecedores são ajustáveis, e ele ainda possui flaps aerodinâmicos no assoalho, completamente ajustáveis pelo motorista, assim como a asa traseira retrátil.

Mas… e a mecânica?

O revolucionário conjunto motriz do Regera tem funcionamento peculiar e ao mesmo tempo impressionante. Chamado de Koenigsegg Direct Drive (KDD), é um sistema de transmissão direta que é formado por três motores elétricos e o V8 biturbo. Ou seja, de certa maneira ele é um híbrido! E sim, é possível até mesmo rodar 30km sem gastar uma gota de gasolina. koenigsegg_regera Um motor elétrico de 210cv conectado na frente do V8 faz as vezes de motor de partida e gerador de energia, a partir do momento que o V8 passa a funcionar, alimentando a bateria de 9kW. Os outros dois motores elétricos de 245cv ficam nas extremidades do eixo traseiro, cada um responsável por uma roda. Até os 50km/h só os dois motores elétricos traseiros trabalham (ou seja, há 490cv empurrando o Regera). A partir daí um acoplamento hidráulico conecta o V8 ao resto do sistema e seus 1.100cv recebem aval para dar tudo de si. Agora a missão dos motores elétricos traseiros é vetorizar o torque do V8, dando mais força em suas respectivas rodas para melhorar o desempenho em curvas, por exemplo. E o motor de 210cv recarrega a bateria. Só que a potência máxima que o conjunto consegue gerar ao mesmo tempo é de 1.510cv.
2015-Regera-6
É complexo e ao mesmo tempo simples. Na estimativa da Koenigsegg, se houvesse apenas um motor V8 e um câmbio sequencial de sete marchas o carro seria 88kg mais pesado, e isso contando com os 115kg da bateria. Como não há alavanca para trocas, pedal de embreagem, engrenagens ou diferencial, é plausível. Os quase 200kgfm de torque catapultam o Regera aos 100km/h em apenas 2,7 segundos (em patamar de igualdade com Nissan GT-R, Hennessey Venom e Ariel Atom V8). Mas quando ele passa dessa velocidade é que a brincadeira começa a ficar mais séria: os 300km/h são alcançados em 12 segundos cravados, e oito segundos depois, os 400km/h já foram rompidos. Nessa hora, muito provavelmente o dono de um Regera já terá ultrapassado um McLaren P1, uma LaFerrari ou um Porsche 918 RS Spyder.

por 4 de março de 2015 Koenigsegg, Lançamentos, Salão de Genebra

Koenigsegg terá dois novos superesportivos em Genebra

Supercarro com 1341cv quer chegar aos 440km/h

image
A Koenigsegg está preparando duas boas novidades para o Salão de Genebra, que começa no próximo dia 3 de março. Um Agera R com a potência do 0ne:1 pode até soar interessante, mas que tal um supercarro inédito com mais de 1300 cavalos? 5951185981482106237
O “megaesportivo” em questão é o Koenigsegg Regera, que vai muito além de 1kg para cada cavalo de potência como era no One:1. Motor V8 5.0 de 1341cv está confirmado. O objetivo nada modesto é chegar aos 400km/h em 20 segundos e depois alcançar os 440km/h, superando marcas de Bugatti Veyron SuperSport e Hennessey Venom. Menos potente mas não menos importante, o Agera RS será uma versão ainda mais extrema do Agera R. A aerodinâmica será inspirada no One:1 e a potência deverá superar os 1140cv do R.

por 9 de fevereiro de 2015 Koenigsegg, Salão de Genebra, Segredos

Koenigsegg quer bater recordes de Nürburgring com o Agera R e One:1

Tempo do One:1 poderá ser menor que 6m30s

Koenigsegg-Agera_R_2012_800x600_wallpaper_02
O CEO da Koenigsegg, Christian Von Koenigsegg, revelou sua intenção para 2015: estabelecer novos recordes na pista de Nürburgring. Durante uma entrevista, o executivo afirmou que odeia a necessidade de estabelecer recordes, mas ressaltou sua importância: "É uma das maneiras de provar o poder do seu carro no mercado". Koenigsegg-One-1_2014_800x600_wallpaper_01
Para cumprir a meta, está escalado o Agera R. O modelo será utilizado para tentar mais um recorde antes de a marca mandar para a pista o "todo poderoso" One:1. Especula-se que o carro possa cumprir todo o traçado em cerca de 6m30s – algo que bateria facilmente o Porsche 918 Spyder, que completou uma volta em 6m57s.
Koenigsegg-One-1_2014_800x600_wallpaper_03

O Koenigsegg One:1 tem esse nome devido à relação peso/potência de 1kg/cv. O carro pesa 1340kg, puxados por 1340cv. O torque é de 140kgfm. Apesar dos números "monstruosos", a Koenigsegg afirma que espera fazer uma prova "totalmente aberta e justa".

por 4 de dezembro de 2014 Koenigsegg, Novidades Automotivas

De tão potente, Koenigsegg One:1 faz sistema de homologação alemão travar

Superesportivo quer ser o carro mais rápido do mundo

Koenigsegg_One1_Front_02
Depois que aprendeu proporção na escola, o Koenigsegg One:1 resolveu brincar com ela. Com peso de 1341kg e 1360cv, tem relação peso-potência menor que 1, o que justifica seu nome. De tão potente, o superesportivo sueco bloqueou o sistema de homologação de automóveis da Alemanha. Koenigsegg_One1_Rear_031 Só foi possível homologar o carro após uma atualização no sistema. Equipado com motor V8 biturbo de 5.0 litros, o mesmo utilizado no Agera R, o One:1 desenvolve 1.360cv e 139kgfm de torque e tem como promessa passar dos 440 km/h, o que o colocaria no posto de carro mais rápido do mundo homologado, batendo os 434km/h do Bugatti Veyron SuperSport ou os 435,1 km/h do Hennessey Venom. Apenas seis unidades serão produzidas e todas já foram vendidas por 1,5 milhões de euros (R$ 4,9 milhões, sem impostos).

por 27 de outubro de 2014 Koenigsegg

Video | É assim que a Koenigsegg faz suas rodas de fibra de carbono

Mais resistentes que rodas de alumínio forjado e muito mais leves

image

Atração do Salão de Genebra no mês passado, o Koenigsegg One:1 tem inúmeros atributos que o faz especial, como relação de 1 kg por cavalo de potência (1340 no total), aceleração de 0 a 100 km/h em 2,5 s e de 0 a 200 km/h em menos de 20 s, e por ter todo o seu chassi feito em fibra de carbono. As rodas também são de fibra de carbono, e no video a seguir o fundador e presidente da Koenigsegg, Christian von Koenigsegg, mostra como é a fabricação delas.

Leia mais ›

por 23 de abril de 2014 Koenigsegg, Vídeos

Koenigsegg One:1 vai de 0 a 400 km/h em menos de 20 segundos!

Velocidade máxima é estimada em 436 km/h

0001-koenigsegg-one-1-2-1
Preparado emocionalmente para ofuscar Bugatti Veyron SuperSport e Hennessey Venom GT, o  Koenigsegg One:1 quer assumir o posto de superesportivo mais rápido do planeta. Com um cavalo por quilo, promete ir de 0 a 400km/h em cerca de 20 segundos. Não é à toa que será uma das principais atrações do Salão de Genebra. 0002-koenigsegg-one-1-3-1
O motor é o mesmo dos Agera S e R, ou seja, um V8 de 5 litros biturbo, mas capaz de gerar 1360 cavalos e 140 kgfm de torque, nada mal para um carro de 1360 kg. A transmissão é automatizada de dupla embreagem com sete velocidades e ainda há um diferencial eletrônico para dar conta de tanta força.
0004-koenigsegg-one-1-4-1
Desta forma o One:1 salta de 0 para 400km/h em cerca de 20 segundos, enquanto os freios de cerâmica permitem ao velocímetro voltar ao 0 em metade do tempo, apenas 10 segundos. Não foram anunciados detalhes como a aceleração de 0 a 100 km/h ou velocidade máxima, mas acredita-se em números abaixo dos 2,5s e mais de 436 km/h de velocidade máxima. Se confirmado, supera os 415 km/h oficiais do Veyron SuperSport – e mesmo os 434 km/h em testes -, e os 435,31 km/h alcançados recentemente pelo Hennessey Venon GT.0003-koenigsegg-one-1-1-1
Em relação ao Agera R, que lhe serve de base, o One:1 tem  chassi feito inteiramente em fibra de carbono, assim como suas rodas. Sendo assim, é 20% mais leve que o Agera R. A aerodinâmica também foi aperfeiçoada, com flaps na dianteira (por baixo do spoiler dianteiro), uma imponente asa traseira e saias laterais redesenhadas. A Koenigsegg anuncia 610 kg de downforce a 250 km/h, um valor semelhante ao do McLaren P1. Sobre o One:1, o fundador e presidente da Koenigsegg, Christian von Koenigsegg já admitiu que: “Ninguém precisa de um carro destes. Só precisam querer ter um”. Bem, das 6 unidades que serão produzidas, todas tem dono que realmente querem um carro que não precisam ter.
0005-koenigsegg-one-1-5-1

por 28 de fevereiro de 2014 Koenigsegg, Salão de Genebra