McLaren

McLaren P1 terá 20 unidades com toda a carroceria de fibra de carbono

Troca de painéis da carroceria seria possível até mesmo para os P1 usados

1373862019847388428
Colecionador de carros exóticos, o investidor imobiliário Manny Khoshbin anunciou em sua conta no Instagram que a McLaren vai fazer 20 unidades do P1 com a carroceria inteira feita de fibra de carbono. A troca dos painéis da carroceria é opcional e não é restrita a carros novos, mas será feita em número limitado. O próprio Khoshbin teria anunciado que seu P1 Diamond White voltará para a fábrica da McLaren em Woking, na Inglaterra, para passar a ter toda a carroceria feita em fibra de carbono. Restarão 19 unidades, e destas 7 iriam para os Estados Unidos. Este “upgrade” custaria cerca de 150.000 libras, R$ 600 mil ao câmbio atual. O McLaren P1 é equipado com motor 3.8 V8 Twin-turbo de 737cv e 73,4kgfm que trabalha em conjunto com um motor elétrico de 178cv e 26,5kgfm. O resultado são 915cv e 99,9kgfm de força. O que isso tudo significa? 0 a 100 km/h em 3 segundos; 0 a 200 km/h em 7 segundos e 0 a 300 km/h em menos de 17 segundos. A velocidade máxima é de 350 km/h. Uma pena é que a produção é limitada a 375 unidades.

por 8 de dezembro de 2014 McLaren, Segredos

McLaren Sports Series chega no ano que vem

Esportivo será o carro de entrada da fabricante britânica

5892111481236762234
A McLaren divulgou a primeira imagem do seu próximo esportivo, o chamado Sports Series, que será lançado no segundo trimestre de 2015 como esportivo de entrada da marca. O objetivo é concorrer com Audi R8, Porsche 911 e Ferrari California T. Ainda que esteja fadado a ser posicionado abaixo do 650S, o Sports Series é tratado como um “McLaren puro” pela marca. O modelo terá versões Coupé e Spider e ainda está nos planos uma versão para as pistas. Mesmo que seus preços fiquem abaixo dos outros carros da McLaren, o chassi será de fibra de carbono e o motor será um V8 3.8 biturbo feito pela Ricardo, em versões com potência entre 455cv e 507cv. Seria o suficiente para ir de 0 a 100km/h em 4 segundos e alcançar uma velocidade máxima de 300km/h.

por 10 de novembro de 2014 McLaren, Segredos

McLaren P1 GTR tem volante de Fórmula 1

É o volante do carro de Lewis Hamilton em 2008, quando foi campeão

McLaren-P1-GTR-1
Após mostrar o carro por fora, a McLaren divulgou as primeiras imagens do interior do P1 GTR, série limitada do P1 para uso exclusivo em pista, como a série XX da Ferrari. Detalhe: apenas os 375 proprietários do P1 poderão comprar o GTR que, inclusive, tem volante do McLaren de Fórmula 1. McLaren-P1-GTR-2
Neste momento o destaque não vai para os 1000cv gerados por um motor 3.8 V8 biturbo e um propulsor elétrico de alto rendimento, mas sim para o volante. É exatamente o mesmo modelo do monoposto de Lewis Hamilton em 2008, quando venceu a temporada da Fórmula 1. Lá estão a mesma infinidade de botões que permitem o acesso e controle de diversos dados do superdesportivo. E por se tratar de um carro para uso exclusivo em pistas, o interior tem bancos de competição, acabamentos em fibra de carbono e cinto de seis pontos.
10083274841834809071[3]
No mesmo sentido, a Mclaren vai promover um curso de pilotagem para todos os clientes compradores tirarem o máximo do bólido. As "aulas" serão em seis circuitos e contarão com o acompanhamento de um engenheiro e análises de telemetria. Antes, os "pilotos" passarão por sessões em simulador.
664679513468495895[3]
É um clubinho para poucos dispostos a desembolsar 2,5 milhões de euros (R$ 7,5 milhões), mais do que dobro do cobrado por um P1 convencional, que custa 1 milhão de euros (R$ 3 milhões, sem impostos).

por 23 de outubro de 2014 Lançamentos, McLaren

Honda revela motor desenvolvido para Fórmula 1

O novo motor será utilizado pela McLaren, relembrando a parceria vitoriosa

 

diagram

  Uma velha parceria, vitória e que fez parte da vida de um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1 está para ser refeita. Após anúncio feito em maio passado, Honda e McLaren se preparam para unir forças e tentar, novamente, o título da maior categoria do automobilismo. O mais novo capítulo da história é oriental. A Honda apresentou o motor que será utilizado na próxima temporada pela equipe inglesa no campeonato mundial. O motor ainda não está completo, faltando detalhes pontuais para que volte a acelerar nas pistas ao redor do mundo. De acordo com Yasuhisa Arai, o homem por trás do projeto, “neste momento, estamos revelando uma imagem de nossa unidade de potência que está em desenvolvimento. Toda a equipe está se concentrando neste desenvolvimento, preparando-se para o próximo início da participação F1 em 6 meses ". O campeonato começa no dia 15 de março, na Austrália. A McLaren ainda não revelou a sua dupla – ou trio – de pilotos para reeditar a parceira que fez sucesso nas mãos de Alain Prost e Ayrton Senna.

por 21 de outubro de 2014 F1, Honda, McLaren

McLaren 625C é exclusivo para o mercado asiático

Motor menos potente e suspensão diferenciada marcam o modelo

141807210845276148
Pela primeira vez a McLaren lança um modelo adaptado para uma determinada região. A novidade é o McLaren 625C (Club), um 650S adaptado exclusivamente para o mercado asiático, onde será oferecido nas carrocerias cupê e spider. 1114798844512069410
Como o nome sugere, o 625C é menos potente do que o 650S. Seu V8 de 3.8 litros twin-turbo rende 625cv a 7.250 rpm e 62,2 kgfm de torque entre 3.000 e 7.000 rpm. Desta forma, vai de 0 a 100km/h em 3,1s (+0,1s) e chega aos 200km/h em 8,8s (+0,4s). A máxima de 333km/h foi mantida. Acerto dinâmico diferenciado e novos amortecedores criaram o que McLaren garante ser seu modelo mais refinado, graças também às molas traseiras menos rígidas. O 625C estará disponível inicialmente em Hong Kong, mas chega a outros países da região Ásia-Pacífico em poucos meses.

por 29 de setembro de 2014 Lançamentos, McLaren

Com 1000cv, McLaren P1 GTR se afirma como o melhor carro do mundo nas pistas

Apenas os donos do P1 podem comprá-lo e os carros ficam com a McLaren

10083274841834809071
Enquanto a Ferrari não mostra o LaFerrari XX, a McLaren já mostrou a versão exclusiva para as pistas do P1. Se trata do P1 GTR, que só pode ser comprado pelos 375 proprietários do P1 e que oferece nada mais do que 1000cv de potência. 664679513468495895
Mantendo seu sistema híbrido, este P1 mais do que especial conta com um  motor 3.8 V8 biturbo e um propulsor elétrico de alto rendimento, é capaz de gerar um total de 1000 cv de potência (90cv a mais do que a versão de estrada).
18351933041781643053
“O melhor carro do mundo nas pistas”, como é anunciado pela McLaren, recebeu uma série de alterações, incluindo dianteira 8cm mais larga, entradas de ar do radiador redesenhadas e novo splitter dianteiro. A suspensão tem altura em relação ao solo fixa, tal como acontece com a asa traseira, de maiores dimensões, embora sem possibilidade de alterar o apoio aerodinâmico. A asa inclui um sistema DRS (sistema de redução de arrasto aerodinâmico).
20848175761629277399
À semelhança do que acontece com a Ferrari FXX, a McLaren guardará o P1 GTR em nome dos donos e organizará uma série de track days ao longo do ano onde os carros poderão ser conduzidos. É um clubinho para poucos dispostos a desembolsar 2,5 milhões de euros (R$ 7,5 milhões), mais do que dobro do cobrado por um P1 convencional, que custa 1 milhão de euros (R$ 3 milhões sem impostos).

por 18 de agosto de 2014 Lançamentos, McLaren

McLaren P1 GTR surge em primeiro desenho oficial

Modelo será apresentado no ano que vem em Le Mans

McLaren-P1-GTR-600x260
A versão de pista do McLaren P1 já está a caminho. Como apenas os proprietários das versões de rua estarão autorizados a comprar o novo P1 GTR, eles receberam na última semana o primeiro desenho que antecipa o visual na nova versão. Ele será apresentado em junho de 2015 em Le Mans, como forma de comemorar os 20 anos da vitória do F1 GTR nas 24 horas de Le Mans. mclaren_p1_8[4]
O que o desenho revela são os enormes apêndices aerodinâmicos que passam a habitar a traseira, como o extrator gigante e o enorme aerofólio. Isso sem contar com as grandes saídas de escape centrais. As tomadas de ar laterais também são maiores e há defletores para melhorar a refrigeração do motor. A McLaren adiantou apenas que o sistema híbrido do P1 GTR terá cerca de 1000cv (o atual tem 916cv). O motor V8 biturbo de 3,8 litros, auxiliado por um motor elétrico, deverá perder a autonomia 100% elétrica de 20km, mas, em compensação, a aceleração de 0 a 100 km/h deverá ficar abaixo dos atuais 2,8 segundos. Isso, nas palavras da empresa, faria do P1 GTR “o melhor carro de pista do mundo”. Embora ainda não tenha data de apresentação oficial, o P1 GTR já tem preço: 2,48 milhões de euros (R$ 7,5 milhões), mais do que o dobro do P1 convencional, que custa 1 milhão de euros.mclaren_p1_10[3]

por 28 de julho de 2014 McLaren, Segredos

Pronto para as pistas, McLaren 650S GT3 aparece em Goodwood

Modelo de pista tem melhorias técnicas mas mantém seus 500cv

mclaren-650s-gt3-022-1
Enquanto você assiste os jogos da Copa, centenas de entusiastas se encontram na Inglaterra para os carros clássicos e as novidades presentes no Festival de Velocidade de Goodwood. Entre os carros inéditos está o McLaren 650S GT3. Como o 650S é uma evolução do MP4-12C, o 650S GT3 é uma evolução do 12C GT3, que já disputou três temporadas de campeonatos em todo o mundo, acumulando 51 vitórias. mclaren-650s-gt3-015-1
Além das alterações no visual, que acompanham a versão de rua, o 650S GT3 tem melhorias na refrigeração do motor, no comportamento dinâmico e na segurança, além de aerodinâmica melhorada – o aerofólio 5,2cm maior ajuda, com certeza. As rodas aro 18” são novas, assim como os discos de freios, com piças de 6 pistões na dianteira.
mclaren-650s-gt3-profile-1
O motor V8 3.8L biturbo mantém seus 500cv, inferior ao do homologado para as ruas, pois a forma como a potência deve ser entregue na pista é diferente. Ele tem refrigeração melhor e o radiador de óleo do câmbio foi reposicionado para uma das tomadas de ar laterais. 15 unidades do modelo já deverão correr em diversos campeonatos pelo mundo em 2015.
mclaren-650s-gt3-044-1

por 28 de junho de 2014 Lançamentos, McLaren

McLaren P1 terá serie limitada com 1000cv

Superesportivo custará mais de R$ 7 milhões na Europa

16904175701861359771
A McLaren quer garantir experiências mais extremas aos proprietários do P1, um dos superesportivos mais poderosos da atualidade. Como? Criando um P1 ainda mais potente e de uso exclusivo em pistas.  Chamado P1 GTR, ele seria oferecido apenas aos proprietários do P1 e seria uma resposta da McLaren ao futuro Ferrari LaFerrari XX. E como a fabricante britânica ilustrou o anúncio do modelo? com um teaser. O que se nota? Alguns adereços aerodinâmicos, na base do para-choque e nas laterais, além do grande aerofólio que entra no lugar da peça de abertura variável do P1 que pode andar nas ruas. Sem revelar detalhes sobre a mecânica, a McLaren adianta apenas que o sistema híbrido do P1 GTR terá cerca de 1000cv (o atual tem 916cv). O motor V8 biturbo de 3,8 litros, auxiliado por um motor elétrico, deverá perder a autonomia 100% elétrica de 20km, mas, em compensação, a aceleração de 0 a 100 km/h deverá ficar abaixo dos atuais 2,8 segundos. Isso, nas palavras da empresa, faria do P1 GTR “o melhor carro de pista do mundo”. Embora ainda não tenha data de apresentação oficial, o P1 GTR já tem preço: 2,48 milhões de euros (R$ 7,5 milhões), mais do que o dobro do P1 convencional, que custa 1 milhão de euros.

por 16 de junho de 2014 McLaren, Segredos

“Mr. Bean” socorre dono de McLaren F1 acidentado

Ator Rowan Atkinson resgatou motorista de superesportivo acidentado

fsfsd
Um McLaren F1, um dos superesportivos mais venerados de todo o mundo, ficou destruído esta semana após um acidente Saline di Volterra, na Itália. O motorista e passageiro sobreviveram, tiveram lesões leves e estão em condição estável. A questão é que eles foram socorridos por ninguém menos que ator Rowan Atkinson, o famoso Mr. Bean. 948x624.jpghgjhjgh
O motorista, um empresário norte-americano, perdeu controle do carro numa reta e acabou batendo com violência em uma oliveira, capotando para a valeta. Atkinson seguia muito perto, por acompanhar o mesmo passeio que reunia amantes do McLaren F1, e desempenhou papel fundamental no salvamento do condutor do carro acidentado. Mais tarde, o empresário foi levado de helicóptero para o hospital, enquanto o ator ficou para prestar todas as informações necessárias para a polícia. Curiosamente, Atkinson também já destruiu seu McLaren F1 num acidente em 2011. A McLaren precisou de um ano para reparar o carro e, por fim, o conserto custou 910 mil libras.

por 30 de maio de 2014 Curiosidades, McLaren