MV Agusta

AMG compra 25% da MV Agusta

Alemã passa a ter acesso ao know-how da fabricante italiana

AR-141039971.jpg&MaxW=622&cci_ts=20141031102954
Como se especulava, a Daimler confirmou ter feito um acordo para a compra de 25% da MV Agusta, fabricante de motocicletas esportivas, por meio da Mercedes-AMG. Com tal participação a empresa alemã passa a ter representação no concelho da fabricante italiana e também tem acesso a seu know-how. Em nota divulgada à imprensa, a Daimer fala em um “acordo de colaboração a longo prazo”, mas foi um passo dado apenas após a Audi ter comprado a Ducati. Um dos objetivos da Mercedes-AMG, segundo a nota, é ajudar a MV Augusta a expandir a marca globalmente e acelerar seu crescimento. Nos últimos anos a MV Agusta foi reestruturada pela Cagiva e depois passou pelas mãos da Proton e da Harley Davidson, antes de voltar às mãos de Claudio Castiglioni, que faleceu pouco tempo depois de retomar o controle da marca. Depois disso seu filho passou a dirigir a empresa e continua no controle mesmo com a entrada da Mercedes. Espera-se que o aporte da fabricante alemã garanta o crescimento da MV Agusta para a firmar como concorrente da Ducati.

por 3 de novembro de 2014 AMG, Mercedes-Benz, MV Agusta

MV Agusta aumenta a família Brutale

Novos modelos, por ora, são exclusivos para a Europa

Novas Brutale (1)
A MV Agusta segue com o lançamento de novos (e vistosos) modelos. Depois de o Brasil receber recentemente a nova Rivale 800, é a vez do velho continente receber versões mais esportivas da Brutale. As novas 800 RR e 800 Dragster RR aumentam ainda mais a latente esportividade da naked italiana. A 800 Dragster RR é a versão mais apimentada da já arisca Brutale 800 Dragster, tendo além de uma decoração mais esportiva, um aumento de 12% na potência e uma atualização de seus componentes eletrônicos para garantir que todos os seus atributos funcionem tanto na teoria como na prática, no asfalto. Ela chega em duas combinações de cores diferentes: Shock Red/Pearl Ice White e Pearl Shock Red/Carbon Metallic Black por R$ 51,6 mil (16.290 euros) na Itália. A exclusividade aparece no visual, graças ao garfo e à bolha num tom chamativo de vermelho, e às belas rodas da marca Kineo.
Novas Brutale (2)
O motor de três cilindros tem 798 cilindradas e entrega números da esportiva F3 675, com 140 cavalos a 13.100 rpm e 8,77 kgfm a 10.100 rpm. Há também melhorias na parte eletrônica, com o sistema de injeção MVICS 2.0, a unidade de controle Eldor EM2.0, drive by wire Mikuni, quatro mapas de potência e controle de tração com oito níveis. E, além disso, os freios são ABS, da Bosch. Já a Brutale 800 RR tem alterações mais discretas, mas nem por isso se torna menos atraente. Basicamente ela é igual à 800 Dragster RR em motor, potência e torque, assim como em eletrônica e freios. Ela chega aos 245 km/h e estará disponível nas cores Pearl Shock Red/Pearl Ice White e Metallic Avio Grey/Carbon Metallic Black por R$ 44,2 mil (13.980 euros) na Itália.

por 1 de novembro de 2014 Lançamentos, MV Agusta

MV Agusta F3 800 chega ao Brasil por R$ 56 mil

Modelo tem motor de três cilindros da 675 aumentado e gera 148cv

SRI0314_MVF3_02_0
A fabricante italiana MV Agusta está lançando no Brasil seu segundo modelo da linha 800 no Brasil. Depois da naked Brutale 800, chega agora a esportiva F3 800 que é inspirada na F3 675 e estará disponível nas revendas da marca a partir da segunda quinzena de agosto. O preço sugerido será de R$ 56 mil. MV Agusta F3 800  5
A F3 800 é equipada com um motor três cilindros de 798cc³ que rende 148 cv de potência e torque máximo de 8,9 kgfm a 10.600 rpm. É o mesmo motor da 675, porém com curso dos pistões aumentados. Com apenas 173kg, chega a uma velocidade máxima de 263km/h. De série o modelo conta com freios a disco duplo na frente e atrás, com 320 mm e 220 mm de diâmetro, respectivamente, além de pinças com quatro e dois pistões, ABS, controle de tração e rodas de aro 17 polegadas.

por 4 de agosto de 2014 Lançamentos, Motocicleta, MV Agusta