Troller

Troller convoca recall para 1.065 unidades do novo T4

Abertura do capô com o carro em movimento pode causar acidentes

20140717_141418 s16
A Troller deu início nesta sexta-feira (8), a um chamado de recall para 1.065 unidades do novo T4, lançado há pouco mais de um ano. O problema está na trava do capô, que pode se abrir com o carro em movimento. Segundo a montadora, que é subsidiária da Ford, o pino da trava do capô precisa ser substituído pela possibilidade de desgaste precoce, fazendo com que o mesmo se quebre. Com isso, o capô pode se abrir com o veículo em movimento, levando ao comprometimento da direção e risco de causar acidentes com danos físicos e materiais. O reparo, que é gratuito por lei, engloba os modelos fabricados entre 1º de julho de 2014 e 27 de janeiro de 2015, com chassis que vão de FH400018 a FH401221. A Troller orienta que seus clientes entrem em contato com uma autorizada Troller, ou liguem para o telefone 0800 703 3673. O site www.troller.com.br também está à disposição para verificação dos chassis participantes.

por 8 de maio de 2015 Recalls, Troller

Troller T4 terá versões especiais no Salão do Automóvel

Haverá uma versão de resgate e uma com acessórios da marca

troller_t4_15
Neste Salão do Automóvel a Troller poderá até se gabar por ter um carro novo, a nova geração do jipe T4. Mesmo assim a fabricante cearense – hoje sob a tutela da Ford – não deixará de mostrar as tradicionais versões especiais do modelo. Estão nos planos uma ainda mais aventureira e uma para uso de equipas de resgate. troller_t4
A versão especial Off-Road carrega vários acessórios originais da marca, como snorkel, guincho, peito de aço, para-choque dianteiro e traseiro off-road e pneus lameiros. Pra variar, a carroceria tem pintura especial e o acabamento interno é personalizado nas cores marrom e castanho.troller_t4_17
O carro-conceito Rescue, equipado como uma unidade de resgate, aproveita a força e capacidade todo-terreno do Novo Troller T4 para chegar a lugares de difícil acesso em ações de emergência. E ainda é pintado na cor laranja com detalhes em azul para se destacar. Novas lanternas, luzes de LED nas laterais, pneus especiais, rodas aro 17" e uma prancha para transporte fixada no teto também compõem o pacote. Este só será mostrado durante o Salão do Automóvel de São Paulo.
troller_t4_16

por 23 de outubro de 2014 Salão de São Paulo, Troller

Coluna Alta Roda – Troller foi mais longe

Por Fernando Calmon

Troller T4
Sempre se costuma perguntar a razão de o Brasil não ter nenhuma marca de automóvel, utilitário ou comercial leve de origem genuinamente nacional. Afinal, como quarto maior mercado interno no mundo (e caminhando para terceiro, deve passar o Japão, mas pode voltar à quarta posição se a Índia deslanchar) as condições estariam dadas. Tentativas foram feitas, mas mesmo que vingassem seria bastante difícil sobreviver. Troller T4
Indústria automobilística é bem mais complexa do que parece. Está muita sujeita a altos e baixos da economia e a regulamentações severas de segurança e emissões, além dos riscos industriais da produção seriada, entre eles o dos recalls. Por isso, várias marcas sucumbiram ou foram anexadas. Até hoje o cenário mundial não aparenta estar consolidado (ver abaixo em Roda Viva). Nesse cenário a marca nacional que chegou mais longe foi justamente a que é sediada mais distante dos grandes centros consumidores, a Troller. Fundada em 1995, em Horizonte, a 40 km de Fortaleza (CE), pelo engenheiro cearense Rogério Farias, se especializou em utilitários parrudos para o fora-de-estrada. Produziram-se em torno de 10.000 unidades em 19 anos. Desde 2007 a marca se desnacionalizou – pertence à Ford –, porém sobrevive. O interesse se deu pelos incentivos fiscais criados para apoiar a descentralização da indústria em direção ao nordeste e centro-oeste. Incentivos, aliás, há em todos os países. Só recentemente veio à tona o volume fabuloso de recursos que estados menos desenvolvidos nos EUA concederam às marcas japonesas, “convencidas” a se instalar no país depois de enfrentarem cotas de importação. O fato é que, por décadas seguidas, os estímulos retornam em valores muito superiores aos doados. No ano que vem se encerram as vantagens recebidas pela Ford (inclusive na baiana Camaçari), enquanto a Troller inicia agora outra fase com o novo T4 lançado semana passada. Investiram-se R$ 215 milhões para aumentar a produção de 1.200 unidades/ano para 3.000/ano em apenas um turno com 400 empregos diretos. O processo produtivo em compósito de fibra de vidro para a carroceria é mais moderno e inclui seis robôs. O T4 foi totalmente reformulado, inclusive no estilo, que pode ser discutível, mas sem abrir mão de forma e função, hoje tão maltratadas em pseudoaventureiros que contaminam as ruas e estradas por puro modismo.Troller T4
O novo Troller tem entre-eixos aumentado (agora 2,58 m), o que melhorou espaço para as pernas atrás, embora o acesso continue difícil como se espera de um veículo alto e de duas portas. O ângulo de saída passou para 51°, ou 14° a mais que o modelo anterior. Agora conta com motor Diesel 5-cilindros de 200 cv/48 kgf.m e câmbio manual de seis marchas, formando um conjunto mais silencioso e de alto desempenho com tração 4×4 temporária, reduzida e diferencial traseiro autobloqueante. Preço é puxado – R$ 110.990; anterior R$ 97.000 –, porém seu público-alvo já tem dois outros veículos na garagem e concorrente direto, o americano Jeep Wrangler, não sai por menos de R$ 155.000 (gasolina). O preço inclui ar-condicionado digital bizona, computador de bordo, sistema de som (CD Player MP3), dois tetos solares fixos, rodas de aro 17 pol, proteções de partes inferiores e freios ABS específico para fora de estrada, entre outros recursos. Há mais de 130 itens de acessórios homologados. Regulamentação do Contran dispensa instalação de airbags, mas uma futura versão de visual “civil” vai dispor das bolsas de ar, desativáveis por chave em caso de uso severo em baixas velocidades. RODA VIVA RUMORES sobre possível aquisição do grupo Fiat Chrysler pelo Grupo VW repercutiram no mundo, apesar dos esperados desmentidos. Conversas sempre há, no caso alimentadas pelo “desânimo” de famílias europeias com o negócio de automóveis, que já atingiu a Peugeot Citroën e alegadamente também a Fiat. No entanto, pode haver mais contras do que prós, segundo a maioria dos analistas. CURIOSAMENTE, um dos obstáculos estaria no Brasil, pois enfrentaria óbices regulatórios de defesa da livre concorrência, situação inexistente nos tempos da Autolatina (Ford e VW fundiram suas filiais aqui em 1987). Há quem desconfie de que apenas a Alfa Romeo seria vendida à VW, pois a terceira tentativa de relançar a antiga marca de prestígio italiana não se mostraria viável e até atrapalharia o grupo ítalo-americano. JAPÃO decidiu encerrar os incentivos específicos para seus microcarros urbanos – chamados lá de kei jidosha ou carros básicos, que usam motores de apenas 660 cm³, a maioria com turbo – por motivos fiscais e de distorções de mercado. Espera-se, em razão de preço, que se vendam menos veículos no país. Dessa forma, o Brasil chegaria à terceira posição no ranking mundial mais cedo. PESQUISA feita nos EUA aponta que o advento da internet e as facilidades de pesquisas de modelos e preços levaram os compradores a visitar menos concessionárias antes de fechar o negócio. Antes, até seis lojas eram percorridas e agora, no máximo, duas.

por 25 de julho de 2014 Alta Roda, Troller

Novo Troller T4 custa a partir de R$ 110.990

Jipe passa a usar componentes da Ranger mas não tem airbags

Novo Troller T4 2015 (8)
A nova geração do Troller T4 foi revelada há cerca de um mês. Mas agora, pronto para começar a chegar às concessionárias em agosto, ele teve seus preços definidos. Os preços começam em R$ 110.990, um salto significativo diante dos R$ 96.844 cobrados pelo modelo anterior. Novo Troller T4 2015 (9) Reformulado, o jipão cearense conta agora com carroceria produzida em compósito especial misto de aço e fibra de vidro, mais resistente e estável. Em contrapartida, adeus à capota retrátil. Duas janelas de vidro surgem no teto como medida paliativa. O chassi é do tipo retangular fechado e motor e transmissão são os mesmos da Ranger. É a dupla formada pelo 3.2 Duratorq de cinco cilindros com turbo de geometria variável, que gera 200cv de potência e 48kgfm de torque máximo a 1.700rpm e o câmbio é manual de seis marchas com exatamente as mesmas relações da picape. Segundo a fabricante, o modelo tem consumo médio de 9,8 km/l na cidade e 12,3 km/l na estrada.
Troller-2015-painel[5]
A picape fabricada na Argentina também empresta seu sistema de tração, com três formas de atuação: 4×2, 4×4 High (acionada até os 120km/h) e 4×4 reduzida. O comando é eletrônico, por meio de seletor no console central e o diferencial traseiro é autoblocante. Os pneus são de uso misto, 70% estrada e 30% off-road. O novo Troller T4 conta com ar-condicionado automático, duplo teto solar, ABS, computador de bordo, lanternas traseiras em LED e rodas de 17” – as antigas eram de 16”. O que não há são os airbags, pois, segundo a Ford, a legislação não pede a instalação para veículos off-road. Poderia ser opcional, pelo menos.

por 17 de julho de 2014 Lançamentos, Troller

Novo Troller T4 fica maior, mais potente e mais caro

Jipe passa a ter freios ABS mas continua sem airbags

Troller T4
O novo Troller T4 começa a ser vendido em meados de agoste e, por isso, a Ford já divulgou mais detalhes sobre o modelo. Algumas informações não surpreendem, como o conjunto mecânico copiado da Ranger, outras sim, como é o caso da ausência de airbag, ainda que agora ele possua freios ABS com EBD.
Troller T4
Reformulado, o jipão cearense conta agora com carroceria produzida em compósito especial misto de aço e fibra de vidro e com estrutura interna tubular, mais resistente e estável. Em contrapartida, adeus à capota retrátil. Duas janelas de vidro surgem no teto como medida paliativa.
O chassi é do tipo retangular fechado e motor e transmissão são os mesmos da Ranger. É a dupla formada pelo 3.2 Duratorq de cinco cilindros com turbo de geometria variável, que gera 200cv de potência e 48kgfm de torque máximo a 1.700rpm e o câmbio é manual de seis marchas com exatamente as mesmas relações da picape.
A picape fabricada na Argentina também empresta seu sistema de tração, com três formas de atuação: 4×2, 4×4 High (acionada até os 120km/h) e 4×4 reduzida. O comando é eletrônico, por meio de seletor no console central e o diferencial traseiro é autoblocante. Os pneus são de uso misto, 70% estrada e 30% off-road.
Troller-2015-painel
Nas dimensões, o aumento maior está no entreeixos, que passa de 2,41m para 2,58m. O comprimento fica em 4,09m (+15cm), 1,96m de altura (+1cm) e 1,97m de largura (+10cm). O porta-malas está 40L maior, mas com seus 134L continua minúsculo. O peso? 2.140kg.
A grande questão é que a Ford criou o novo T4 com a legislação debaixo do braço, e concluiu que o T4 não é obrigado a ter o equipamento por ser classificado como veículo fora-de-estrada – classificação que se encaixa melhor em caminhões gigantescos usados no transporte de minério. Acusa-se o receio público que usa o modelo para off-road. Se é o caso, porque sai de fábrica com 70/30 e não os 50/50 e 20/80 vendidos como alguns dos 120 acessórios disponíveis? Poderiam ter incluído desativação do dispositivo, como há no Jeep Wrangler, um de seus concorrentes.
O preço é estimado em algo 15% acima dos R$ 96 mil praticados pelo antigo. É algo acima dos R$ 110 mil, provavelmente R$ 113 mil.

por 26 de junho de 2014 Lançamentos, Troller

Troller revela oficialmente o novo T4

Jipe foi totalmente modernizado e está muito diferente do original

Troller T4
Após meses de flagras e semanas de teasers, a Troller mostrou ontem (31) em São Paulo para parte da imprensa especializada a segunda geração do jipe T4. Totalmente remodelado, ele promete manter a mesma capacidade off-road do modelo anterior, que ficou em produção por 14 anos, até o final de 2013, e é o primeiro carro da Troller lançado desde que a Ford assumiu o controle da marca, em 2007. Troller T4
O jipe continuará sendo fabricado em Horizonte (CE), mas a fábrica suas instalações modernizadas para produzir o novo modelo, que tem boas alterações técnicas. Ao invés de fibr de vidro, a carroceria é produzida com material chamado pela fabricante de “compósito especial”, um nome genérico para o que seria um tipo de fibra injetada. É mais resistente e seguro, tendo em vista que permite a instalação dos sensores de detonação dos airbags, que passam a equipar o modelo pela primeira vez. Os para-lamas largos e integrados à carroceria continuam chamando atenção, mas o capô com a parte central elevada é novidade. As são rodas de alumínio de 17 polegadas não praticamente idênticas às do conceito TR-X, do Salão do Automóvel de 2012, e são calçadas com pneus de uso misto. A grade dianteira conta com tramas entrelaçadas e as lanternas traseiras são de LEDs. Não é difícil notar que parte dos elementos da carroceria, como  teto, grade dianteira, para-choques, estribos, tomada de ar e tampa traseira, são cinza, e será assim em todas as cores de carroceria.
Troller T4
O T4 vem com protetor frontal e estribos laterais integrados ao design da carroceria. No teto, uma grande novidade é o “sky-roof”, ou seja, duas janelas envidraçadas que proporcionam excelente iluminação da cabine e permitem a visualização externa, tentando contornar a ausência da capota removível da geração anterior. O modelo ainda traz bagageiro com barras transversais ajustáveis e um aerofólio na tampa traseira com brake-light integrado. A tomada de ar fica em posição elevada preparada para a instalação de snorkel. O jipe tem também base para guincho integrada. O Novo Troller T4 tem nova plataforma e motorização. Boa parte de sua mecânica é compartilhada com a Ranger, inclusive o motor diesel 3.2L de cinco cilindros (cuja potência não foi divulgada e deve ficar longe dos 200cv da picape), a transmissão manual de seis velocidades e o conjunto de tração 4×4. Algo que já é esperado pelo fato da Troller estar sob o controle da Ford, é uma série de eventos antes do lançamento do T4. Este ainda foi um pré-lançamento com unidades pré-série (ainda das 10 primeiras produzidas). Ainda vai levar alguns meses para o novo T4 chegar às concessionárias…

Troller T4 1° Geração (1999-2013)
TrollerTroller-T4-2013-02

por 1 de junho de 2014 Segredos, Troller

Troller divulga teaser em video do novo T4

Nova geração de jipe aparece em flagra forjado pela fabricante

image
A Troller tem marcada para o próximo sábado uma apresentação estática do novo Troller T4 em São Paulo. Enquanto isso a Troller tenta incentivar nossa curiosidade, desta vez divulgando video do seu novo jipe em ação. Em outras palavras, ela forjou flagras do modelo, que começa a ser vendido no próximo semestre. Como já dissemos em outras ocasiões, o modelo foi totalmente renovado após 16 anos sem grandes alterações e a fabricante está muito confiante nisso. Sabe-se que o novo T4 passa a adotar carroceria de fibra injetada e não mais de fibra laminada. Além disso, passa a usar mecânica da Ranger, incluso o motor 3.2 Turbodiesel Puma, o câmbio de seis marchas, o sistema de tração 4×4 com reduzida e parte dos componentes da suspensão.

por 27 de maio de 2014 Segredos, Teasers, Troller

Novo Troller T4 aparece em teaser

Jipe será lançado no segundo semestre

image
Já flagrado sem qualquer camuflagem, o novo Troller T4 já é divulgado pela fabricante em site exclusivo e teve seu lançamento anunciado para o segundo semestre. Totalmente renovado, ele terá novas características técnicas após 16 anos sem grandes alterações. "O novo Troller T4 é a maior evolução já feita na linha e o seu lançamento é muito esperado. Queremos dar algumas informações a esse público", afirma Carla Freire, supervisora de marketing da Troller. O site é o www.troller.com.br/novotroller, onde é possível se cadastrar para receber novas informações sobre o modelo.

Não é mais do mesmo

trolllerssa
Desde que foi comprada pela Ford, em 2007, a Troller ainda lançou nenhum novo modelo. Pelo contrário: descontinuaram a picape Pantanal, que teve todas as unidades recompradas por defeitos estruturais. Desta vez a Troller recriará o seu principal modelo, o jipe T4. Se antes sua carroceria em fibra de vidro laminada não permitia a instalação dos sensores do airbag, agora a nova estrutura em fibra injetada permite, e representa uma evolução não só em segurança, mas também em qualidade.
IMG_3127
No geral, o novo jipe tem grade, faróis, setas, faróis auxiliares e parte do para-choque seguindo o desenho da dianteira do conceito TR-X, atração do Salão do Automóvel de 2012, mas o ressalto no capô foi eliminado. Até mesmo as rodas do conceito devem ser mantidas. O motor continuará sendo um 3.2 turbodiesel, mas desta vez a Ford aproveitará o fato de ser dona da Troller para instalar o Puma de cinco cilindros da Ranger. A picape também emprestará o câmbio de seis marchas, o sistema de tração 4×4 com reduzida e parte dos componentes da suspensão.

por 20 de maio de 2014 Segredos, Troller

Este é o novo Troller T4

Nova geração do jipe cearense deve estrear logo no mercado

novo_troller_T4
O velho Troller T4 deixou de ser produzido no final do ano passado, por não ter airbags nem freios ABS, e a Troller vive de seus estoques enquanto a nova geração do modelo não é lançada. Pronta ela já está, como revelam imagens do modelo obtidas pelo Autos Segredos. novo_troller_T4_1
Não é nada muito revelador. Talvez seja até um pouco decepcionante ver que se trata de uma versão mais real do conceito Troller TR-X apresentado no Salão do Automóvel de 2012. Na dianteira, grade, faróis, setas, faróis auxiliares e parte do para-choque seguem o desenho do conceito, mas ao menos o capô ressaltado foi eliminado. Na lateral o desenho é praticamente o mesmo, com exceção dos retrovisores e maçanetas que são os mesmos do TR4, assim como a soleira lateral. A traseira não aparece nas fotos, mas conta-se que segue o desenho do conceito, mantendo o estepe pendurado na tampa. A única alteração estaria nas lanternas. Até mesmo as rodas do conceito serão mantidas.
IMG_3127
As maiores novidades estão na parte técnica. Regras de segurança e até mesmo a obrigatoriedade de airbags resultaram em carroceria de fibra injetada e não mais fibra laminada. O motor continuará sendo um 3.2 turbodiesel, mas desta vez o Puma de cinco cilindros da Ranger, que também emprestará o câmbio de seis marchas e a tração 4×4 com reduzida. Fonte | Autos Segredos

por 12 de maio de 2014 Segredos, Troller

Com pequenas novidades, Troller T4 2014 é lançado por R$ 94.900

Snorkel, peito-de-aço e manilha passam a ser itens de série

16072
Com substituto aguardado para o ano que vem, o Troller T4 chega a linha 2014 com novos para-choques. Além disso, o jipe cearense passa a contar de série com manilha no para-choque traseiro, usada para resgates e saída de atoleiros pesados. Preços partem de R$ 94.900. 16070
Outros novos equipamentos de série são peito de aço e snorkel, que se somam a direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, rodas de alumínio e santantônio revestido com material espumado como itens de série, que aumentam a conveniência de uso na cidade.
16071

por 20 de dezembro de 2013 Lançamentos, Troller